terça-feira, 30 de junho de 2009

Apontamentos retirados da Assembleia Ordinária de 29 de Junho

Opinião: 
  • Futuro Nó de Arões no Pinhal terá rotunda.
  • Um pavilhão para Arões São Romão é intenção à algum tempo.
  • Monumento de enaltecimento da “Vila de Arões”
  • Homem responsável pelas bermas em Arões
  • Dependência Bancária da Caixa Geral de Depósitos cada vez mais realidade
  • Arões lutou para ser Vila há mais de 12 anos

Numa noite onde José Carvalho Freitas, actual Presidente da Junta, dominou no discurso e onde a oposição apresentou por seu lado um discurso moderado, acrescentando pouco àquilo que foi dito ao longo da noite.
Nem o atraso de cerca de meia hora impediu que se assistisse a uma Assembleia Ordinária bem constituída, num período pré-eleitoral que está à porta e a cada vez mais a aquecer. A população não quis ficar de fora e algumas dezenas compareceram nesta Assembleia que visava esclarecer o orçamento e o plano plurianual de investimentos, as obras a realizar e as já realizadas em Arões São Romão bem como informações relativas ao programa de ocupação de tempos livres (OTL) e fogos florestais.
Antes da ordem do dia, que foi o primeiro ponto a ser referenciado pelo Presidente da Assembleia, Vítor Castro, foi lida a acta de 25 de Abril, aquela que tinha sido a anterior Assembleia. Impondo as suas funções o Presidente de Assembleia, interrogou os presentes se alguém tinha algo a colocar que acha-se relevante para a Assembleia. Surgiu então uma questão levantada pela mesa de Assembleia, do próprio secretário, que interrogou o actual executivo mais especificadamente o presidente de junta colocando-lhe perguntas em relação a um relativo mau estado de um tanque situado em Pinhói e ainda uma chamada de atenção para as actuais condições dos passeios de Arões.
Em relação à situação de Pinhói, José Fernandes fez saber que já fez várias tentativas de contactar com os responsáveis, tendo um acordo com os proprietários para a resolução da situação e que se o acordo não fosse cumprido como previsto a Junta tomaria a iniciativa em última circunstância de resolver a situação que o próprio afirmou não ser a melhor. No que concerne aos passeios de Arões, apesar de não estarem nas melhores condições, este já avia falado com as Estradas de Portugal sobre a sua respectiva limpeza. Os presentes ficaram ainda a saber que a partir de agora e até Fevereiro de 2010 a Junta terá ao seu dispor um homem que exercerá a função de “limpeza das bermas”. Um homem que conhece a freguesia que será pago em grande parte pelo fundo de desemprego, segundo José Freitas. Tendo a Junta apenas de pagar uma quantia relativamente baixa por esta nova aquisição que laborara de Segunda a Sexta. Fez salientar que Arões segundo a EP agora pertence ao distrito de Vila Real quando o lógico seria estar inserido no distrito de Braga. Referiu ainda que fez junto da Câmara a solicitação de um tractor especializado no corte das ervas que são incómodas nas bermas e dão mau aspecto para aqueles que todos os dias passam pela “futura” Vila de Arões.
Sem mais nenhuma questão a referir, Vítor Castro encerrou este ponto, passando para o segundo ponto no qual se falaria de obras na freguesia.
Na 1ª Revisão do Orçamento e do Plano Plurianual de Investimentos, na altura da votação para aprovação do mesmo lado do PS foi aprovado e pelo lado do PSD foi rejeitado.
Passando para os dois pontos seguintes, o actual executivo na voz de mais uma vez José Freitas, quis juntar os dois pontos, Informação das obras realizadas e a realizarInformação das obras efectuadas,
Aquisição de um terreno anexo à escola dos Ferreiros foi muito enaltecido pelo Presidente de Junta, que terá como objectivo servir a comunidade e não só a escola, um pavilhão com várias polivalências que seria uma mais valia para a freguesia. Este terreno que se encontro numa reserva agrícola, só será usado para bem da comunidade que de outra forma o terreno terá pouca utilidade uma vez tratar-se de uma reserva.
A convicção com que José Freitas saí do executivo daqui a 3 meses nas suas palavras vai sair de cabeça erguida não se arrependendo daquilo que deu pela freguesia
Saliente-se que só até a promulgação do Presidente da Republica só oficialmente pudera-se afirmar que Arões é mesmo vila! O que normalmente acontece passado um mês da aprovação na Assembleia da Republica.
Fica prometido a colocação de uma placa alusiva à “Vila de Arões”, na Portela e nas Teixeiras, de forma a não ferir susceptibilidades nem da parte de Atães nem da parte de Golães. Esta placa terá como finalidade informar todos aqueles que diariamente passam na EN- 206 que atravessa Arões de que aquele território pertence a uma vila a Vila de Arões, enaltecendo mais o território de Arões e o seu bom nome.
O nome do Presidente da Junta de Fafe, Zé Mário, foi ainda referenciado várias vezes pelo Presidente da Junta que voltou a demonstrar interesse em ocupar o lugar daqui a 4 anos, se tiveres em condições para tal, já que o lugar de Presidente de Câmara é quase impossível, ironizou.
Foi ainda distribuído nesta noite aos presentes interessados a proposta que em 1996 José Freitas apresentou para a elevação de Arões a Vila.
A inauguração de um monumento que perpetue a “Vila de Arões” será feita nos próximos três meses, não se deixando ir embora o actual Presidente sem ter tal honra de que tanto lutou e se orgulha. Sendo este monumento um símbolo da luta para os Aronenses. Nas suas palavras
O chamado “nó de Arões” que irá ser feito na zona do Pinhal, já está no bom caminho tendo o Engº Joel já estado em Lisboa a tratar desse assunto. Esse nó, que permitirá ligar a variante que une Fafe a Guimarães, a Arões terá uma rotunda que nas palavras de José Fernandes dará mais imagem a Arões.
Fez-se referência ainda ao Blogue “Vila de Arões” através do carismático Silvino Moreira que elogiou bastante este meio de informação ao acesso de qualquer um de forma simples…
O PSD fez lembrar já no fim que num pasquim que no passado foi mandado retirar também pretendia informar os Aronenses ...
José Carvalho Freitas foi ainda aplaudido efusivamente pela sala quando no final proferiu um discurso quase de despedida.

(qualquer erro é só contactar pelo e-mail ou comentar)

Sem comentários:

Enviar um comentário