sexta-feira, 21 de agosto de 2009

As palavras de Saramago em relação a Arões

Opinião: 
Na sua colecção de crónicas ao longo da viagem por todas as regiões de Portugal Continental, José Saramago, prémio Nobel da Literatura em 1998, lançou o livro “Viagem a Portugal”, onde à medida que vamos descobrindo as localidades portuguesas e o seu encanto, o autor vai-nos transmitindo opiniões e leituras acerca daquilo que encontra (monumento a, paisagens, etc. …)
Arões foi uma das localidades sobre a qual o escritor escreveu. Isso está perpetuado à entrada da Junta de Freguesia de Arões São Romão onde podemos encontrar uma placa elucidativo com o texto que este escreveu. Se ainda não leu essas palavras lapidadas ficam aqui para que possa ler o modo como o escritor descreve a sua passagem por Arões. Será com enorme orgulho que os aronenses lerão estas palavras de um tão prestigiado escritor.

Aqui ficam as suas palavras:

“Poucos quilómetros adiante de Guimarães é Arões. Lastima tem o viajante de que uma linha de palavras não seja uma corrente de imagens, de luzes, de sons, de que entre elas não circule o vento, que sobre ela não chora, e de que, por exemplo, seja impossível esperar que nasça uma flor do “O” da palavra flor. Vem isto tão a propósito de Arões, como qualquer lugar, mas como a paisagem é esta beleza, como a Igreja matriz é este românico, tem o viajante este desabafo!”

JOSÉ SARAMAGO,
Viagem a Portugal

Sem comentários:

Enviar um comentário