sábado, 26 de junho de 2010

Carta do Leitor. A Comunicação Social não resolve, mas ajuda.

Opinião: 

Carta do Leitor. Recebemos na nossa redacção esta nota de um leitor devidamente identificado.



Loteamento da polémica








Quando é feito um loteamento, é elaborado um projecto da área, onde constam os lotes com as suas áreas, tipo de construção, arruamentos, acessibilidades e outras infra-estruturas que são aprovados pelas entidades competentes.

No caso concreto do Loteamento de Picadouro, desta Vila de Arões São Romão, verifica-se que nem tudo foi cumprido, mas que alguém teve culpa por esta situação… Todavia ninguém é responsabilizado! Por exemplo, feita uma análise ao projecto deste Loteamento, verifica-se que deveria existir um parque infantil que ninguém nunca viu implementado, entre outras situações…

Tendo a anterior Junta de Freguesia vendido o lote de terreno, onde esteve implementando o antigo Posto Médico e Junta de Freguesia, verifica-se que existe um caminho que liga a Travessa de Picadouro à E.N.206, que já existia aquando da venda de alguns lotes, onde foram edificadas habitações unifamiliares, constatando-se agora que esse caminho nunca devia existir, dado que não fazia parte do projecto do Loteamento em causa, tendo esse lote, tal como os demais, as suas acessibilidades apenas pelo arruamento (Travessa de Picadouro), pelo que o actual proprietário entendeu fecha-lo e prescindir do caminho que faz confrontação com o lote em causa, que liga à E.N 206, conforme o plano do Loteamento. Pergunta-se agora uma vez que a junta vendeu este lote, se deveria ou não preservar esta acessibilidade, nem que fosse apenas pedonal, pois já existe à mais de 25 anos, o que se julga ser possível se imperasse o bom senso das partes envolvidas. Seria de salutar que os nossos dirigentes autárquicos zelassem, mais pelos seus concidadãos e não por casos particulares, prejudicando, por vezes, os outros.

Mais insólito ainda será de referir que foi dada uma licença para a construção de um portão que supostamente ligaria a um caminho público (na zona do ex-Posto Médico e ex-Junta de Freguesia) mas que vai se a ver agora esse portão dará acesso ao referido polémico terreno privado.

Sem comentários:

Enviar um comentário