sábado, 7 de agosto de 2010

AF Braga 2010/2011: Apúlia e Marinhas em risco de não participarem na Honra.

Opinião: 
Em causa problemas directivos.

- Apúlia com vazio directivo e futuro quase hipotecado. Marinhas pede mais alguns dias à AF Braga.


O futuro do Apúlia, um dos históricos do futebol regional parece irremediavelmente hipotecado, com o vazio directivo a perdurar semana após semana.
Terminado o prazo de inscrição da equipa ( 30 de Julho), a Associação de Futebol de Braga, na pessoa do seu Presidente Carlos Coutada, confirmou á comunicação social que das 16 equipas que teriam lugar assegurado na Divisão de Honra, "apenas 14 tinham se inscrito na prova, sendo as 2 em falta o Marinhas e o Apúlia", o que está a "provocar muito trabalho na elaboração dos quadros competitivos da próxima época", adiantou ainda o Presidente.
Segundo o Correio do Minho, no passado dia 3 de Agosto, a Associação mandou dois faxes aos dois clubes para tomarem uma posição sobre a sua possível exclusão ou participação na prova máxima do futebol regional de Braga. Ao que apuramos, apenas o Marinhas retorquiu, pedindo mais alguns dias à Associação, já que este fim-de-semana irá realizar novas eleições, onde ao que consta, irá ser formada uma nova direcção. Sendo assim, apenas o Apúlia continua na "corda bamba", sendo a sua exclusão da prova "inevitável, logo que o prazo dado pela Associação de Braga cesse", adiantava a publicação.

Futebol, autarquia , e massa associativa de costas viradas.

Longe vão os tempos onde o Apúlia registava grande afluência do seu público ao Campo dos Sargaceiros(...).
As últimas direcções sempre apontaram o dedo á autarquia que acusava de "tratar o Apulia diferente dos outros clubes da costa", falando obviamente dos apoios dados ao Fão e ao Esposende.
" As unicas obras nos balneÁrios foram feitas com o dinheiro do clube " , ouvia-se muitas vezes entre a assistência, e "a Câmara não quer nada com o Apúlia".

Vazio directivo deixa clube sem solução á vista.

O antigo presidente "Mané" assegurou em Junho, em entrevista ao Diário do Minho que "não continuava no Apulia por falta de apoios", e das palavras passou aos actos, sendo apresentado poucas semanas depois como o novo "director desportivo" do Águias da Graça, equipa que irá militar na 1ª Divisão Distrital.
A restante debandada directiva foi inevitável, e o clube vive agora um vazio directivo sem precedentes.

Polvoreira á espreita.

Como diz o ditado, "por morrer uma andorinha não acaba a primavera", e a Associação de Braga já tem um substituto para o Apúlia. Trata-se do Polvoreira, equipa que terminou em terceiro lugar na Serie B da 1ª Divisão do ano passado.
Em entrevista ao Correio do Minho de hoje (desta sexta-feira), o seu presidente afirma que "está a construir uma equipa para a primeira divisão" e que nada lhe foi comunicado pela Associação em relação a essa possibilidade.
Curiosas são as suas declarações ao afirmar que "se o convite vier, a direção irá ponderar se aceita ou não o convite para jogar na Divisão de Honra", afimando também que "caso esse cenario se confirme, o plantel não deverá registar mudanças."

Sem comentários:

Enviar um comentário