domingo, 11 de setembro de 2011

Div. Honra AF Braga: Arões SC, 4 - U.Torcatense, 0

Opinião: 



Texto: Ricardo Castro | Fotos: Luís Peixoto
.
Ângelo e o resto da equipa em tarde fenomenal
.
- Vitória no primeiro jogo oficial no piso sintético
.
Nem nos melhores sonhos seria, talvez, de imaginar melhor estreia do Arões Sport Clube no campeonato distrital da Divisão de Honra da AF Braga 2011/2012. Goleada por quatro bolas a zero diante do União Torcatense, equipa que, é na verdade sempre candidata à subida de divisão. Mas na inauguração do piso sintético em jogos oficiais, sem vacilar e com um sublime trabalho defensivo, aliado a uma mobilidade e eficácia atacante indomáveis, os pupilos de Francisco Branco levaram categoricamente de vencida o seu adversário. Nota também para a presença de muito público, não só afecto ao Arões, como também à equipa visitante.
.
Aos 5 minutos, Romeu faz um passe a rasgar para Ângelo que pela direita ultrapassa o guarda-redes mas já sem grande ângulo e com o pé cego atirou à malha lateral. Foi um aviso para o que se iria passar pouco depois.
.
Aos 9 minutos, livre descaído para a direita por Romeu, bola mal aliviada pelo Torcatense e Ângelo a aproveitar, ainda que em esforço, para desviar para o fundo da baliza de Julien. Estava feito o primeiro golo do jogo e do campeonato, da autoria daquele que seria, com poucas dúvidas, o melhor jogador em campo, além do grande golo (o quarto) que viria a marcar.
.
O caudal ofensivo do Arões e a pressão exercida eram fortes e aos 14’, novo livre de Romeu, na mesma zona do livre que originou o primeiro golo, e Rui Ossos a desviar ao segundo poste para o 2-0.
.
A partir daqui, notou-se uma reacção da equipa visitante, ainda que sem grande eficácia. O primeiro remate da equipa de Hélder Baptista apenas surgiu aos 35’, por Chiquinho.
.
Aos 39’, golo aparentemente mal anulado ao Arões, sendo que não ficou claro se foi por fora-de-jogo ou falta de Raimundo no momento em que cabeceia para a baliza, após um chapéu de Rui Ossos a Julien. No minuto seguinte, Raimundo quase fazia mesmo o terceiro, a corresponder com um cabeceamento a rasar a trave a um canto de Romeu.
.
Aos 42’, nova mudança no marcador. Terceiro golo do Arões, por Raimundo, que aproveitou da melhor maneira, à ponta de lança, um cruzamento perto da linha de fundo de Vitinha. Ao intervalo, vantagem gorda mas justa para os da casa peo que produziram, ao invés dos vimaranenses.
.
Na segunda parte, o Arões recuou um pouco no terreno, optando por controlar e salvaguardar a vantagem até então obtida, com um Torcatense a tentar o golo que pudesse acender a discussão do resultado.
Aos 50’, Ângelo tem oportunidade semelhante à da 1ªparte (ao minuto 6’) mas desta feita a bola, no caminho para a baliza, encontrou um defesa do Torcatense que evitou novo golo.
.
O Torcatense empenhou-se em mudar o rumo dos acontecimentos, mas as bolas paradas e os lances de bola corrida não foram bem sucedidos e uma boa organização do Arões revelou-se preponderante para a manutenção do 3-0. Ainda assim, aos 71’, Martins teve uma boa oportunidade de cabeça, após cruzamento de Pedro Rui.
.
Aos 76’, Paulo Jorge teve a intervenção mais apertada da tarde, ao efectuar uma bela defesa após cruzamento/remate de Vitinha já bem perto da linha de fundo.
.
O quarto golo surgiu aos 78 minutos, por Ângelo, que ao receber a bola ainda um pouco distante da área, descaído para a direita, surpreende ao rematar com o pé esquerdo, de primeira, fazendo um chapéu de se lhe tirar o chapéu a Julien, tendo a bola ainda batido na trave antes de entrar.
.
Se dúvidas existiam, o quarto golo acabou com elas e fechou o resultado, numa vitória talvez histórica do Arões, dado o adversário, que é sempre complicado, e também porque já desde a época 2008/2009, que os aronenses não venciam o primeiro jogo do campeonato. Curiosamente, na altura os números foram os mesmos (4-0), mas diante do Lage. De notar também a presença do programa "Liga dos Últimos", da RTP na tarde desta Sábado na Vila de Arões.
.
Jogo realizado no Parque Desportivo do Arões Sport Clube.
.
Árbitro: Flávio Sousa, auxiliado por António Vilaça e Paulo Rodrigues.
.
ARÕES SC: Paulo Jorge, Vitinha, Fernando Beijinhos, Duarte Nuno, João, César, Romeu, Bruno Cunha (Fernandes, 60’), Raimundo, Rui Ossos (Pedro Rosita, 74’) e Ângelo (Hélder Silva, 83’). Treinador: Francisco Branco.
.
U. TORCATENSE: Julien, Tiago Costa (Russo, 74’), Hélder, Laureta, Ismael, Xavi, Martins, Bruno Ribeiro (Costinha, 43’), Kevin (Vitinha, 47’), Chiquinho, Pedro Rui. Treinador: Hélder Baptista.
.
Disciplina – cartões amarelos a: Romeu, 26’, Bruno Ribeiro, 41’, Bruno Cunha, 46’, Fernandes, 61’, Russo, 90’.
.
MARCADOR: Ângelo, 9 e 78’; Rui Ossos, 14’ e Raimundo, 42’.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário