sábado, 1 de dezembro de 2012

Div. Honra AF Braga: Arões SC, 3 - CD Celoricense, 0

Opinião: 

Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Arões (con)vence e agarra liderança
.
- Vitória indiscutível com golos de Raimundo, Romeu e Costa
.
No jogo grande da 12ªJornada da Divisão de Honra, que opôs as duas equipas em igualdade pontual no primeiro lugar, o Arões recebeu e venceu o Celoricense por expressivos 3-0, resultado que espelha o domínio que a equipa de Miguel Paredes teve durante grande parte do encontro, em especial na primeira parte.

Os primeiros vinte minutos de jogo, tal como em quase toda a primeira parte, mostraram um Arões a praticar futebol de grande qualidade, com boa troca de bola e pressão alta no adversário, de tal modo que o Celoricense mal conseguia trocar o esférico e mostrava-se desorganizado nas suas acções. Aos 5’, Raimundo isolou-se mas perante César permitiu a defesa deste para canto. Na sequência, Ismael dominou na área a atirou ao poste.

Aos 7’, Ângelo beneficia de um mau corte do adversário na área e em boa posição rematou em jeito mas um pouco ao lado.

Com vinte minutos de jogo, o Arões chegou ao 1-0. Cruzamento tenso de Zezinho, César não conseguiu agarrar à primeira com a bola a sobrar para Raimundo que só teve de encostar para o fundo da baliza. Justificava-se a vantagem pelo aval ofensivo da equipa aronense.

O jogo acalmou um pouco mas o Arões não tirou o pé do acelerador e podia ter ido para o intervalo com uma vantagem muito mais confortável. Aos 32’, após um canto, a bola sobrou para Ângelo que rematou forte, vendo a bola passar muito perto do poste direito. 

Três minutos depois, o Arões podia ter beneficiado de uma grande penalidade, por toque com a mão na bola. Na sequência deste lance, Bruno Cunha rematou de meia distância para defesa apertada de César.
Aos 39’, boa iniciativa de Vítor Beijinhos pela direita, cruzamento para as costas da defesa onde surgiu Ângelo a rematar mas a bola rasou a trave. 

O único lance de maior aparato na defensiva aronense registou-se aos 43’, num canto da esquerda onde surgiu Tony a cabecear ao segundo poste mas por cima.

O intervalo chegou com o marcador favorável à formação de Miguel Paredes, mas a vantagem era curta para 45 minutos de futebol onde só deu mesmo Arões.

Na segunda parte, o Arões foi a primeira equipa a criar perigo, aos 53’, num canto da direita com Fernando Beijinhos a rematar solto na área mas por cima. 

Os homens de Basto tentaram chegar à baliza de Paulo Jorge, num canto curto de Henrique, com Catana a tentar o desvio ao primeiro poste mas sem sucesso. Aos 60’, trabalho de Christophe à entrada da área mas o remate saiu frouxo. A equipa forasteira denotava maiores índices de confiança neste período e tentava chegar à igualdade. Foi então que Miguel Paredes tirou Ismael e colocou Fernandez, para dar mais consistência ao meio campo. Aos 63’, Tony dispôs de um livre direto mas a bola passou por cima. Dez minutos depois, cruzamento-remate de Russo que obrigou Paulo Jorge a intervir com alguma dificuldade.
.
O Arões conseguiu sacudir a pressão e no último quarto de hora chegou-se mais à frente. Aos 75’, remate prensado de Romeu após passe de Raimundo, para defesa fácil de César. O momento do jogo chegaria cinco minutos depois, com o segundo golo do Arões, por Romeu, que após pressão forte no meio campo ganhou a bola e rematou dessa distância para o fundo da baliza, aproveitando o adiantamento de César. O médio do Arões já havia tentado proeza igual por duas vezes no jogo e à terceira foi de vez, fazendo o golo da tarde e talvez um dos golos da época. 
Festejos no "golão" de Romeu que então deu o 2-0
.
Aos 83’, Paulo Jorge defendeu com segurança um livre frontal de Russo.
.
A um minuto dos noventa, boa recuperação de André no meio campo, com passe para a direita onde surgiu Bruno Cunha em boa posição mas o remate saiu frouxo.
.
Já nos descontos, Costa foi derrubado na área do Celoricense e o árbitro apontou para a marca de grande penalidade. Na marcação, o próprio Costa fez o 3-0 e selou as contas do jogo.
.
O árbitro Luís Ferreira apitaria pouco depois para o fim da partida, com vitória mais do que justa do Arões, que assim se destaca na liderança da Divisão de Honra, com 26 pontos, fruto de sete vitórias e cinco empates. De notar mais uma vez a grande exibição colectiva da equipa de Miguel Paredes, que mais uma vez manteve imaculado o seu registo defensivo, sem sofrer golos pelo sétimo jogo no campeonato, sendo a melhor defesa só com seis golos sofridos. 
.
Na próxima jornada espera-se uma difícil deslocação ao reduto do Brito SC, em jogo da 13ª jornada da Divisão de Honra, a realizar no próximo dia 9, pelas 15:00 horas.
Jogo realizado no Parque Desportivo Centro para a Formação e Juventude de Arões, em Arões São Romão, Fafe.
Árbitro: Luís Ferreira, auxiliado por João Eiras e Hernâni Barbosa.
.
ARÕES SC: Paulo Jorge, Vítor Beijinhos, Fernando Beijinhos (cap.), Ricardo Costa, Zezinho, Keke, Bruno Cunha, Romeu, Ismael (Fernandez, 66’), Ângelo (Brinca, 75’) e Raimundo (And´re, 82’). Treinador: Miguel Paredes.
.
CD CELORICENSE: César, Tony, Russo (cap.), Zé Henrique, Dany (André, 78’), Christophe (Magalhães, 75’), João Miguel, Catana (Kurany, 56’), Henrique, Diogo e Tozé. Treinador: Vítor Pereira.
.
Marcador: Raimundo, 20’, Romeu, 80’ e Ricardo Costa, 92’.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário