terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Futsal: Arões já conhece calendário da segunda fase

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro
.
Ribeiros é o adversário nos 'quartos' da Taça
.
Já são conhecidos os calendários das duas divisões da segunda fase de grupos da Liga E.Leclerc Futsal, campeonato concelhio fafense da modalidade. Como se sabe, o Arões conseguiu o apuramento para a 1.ª Divisão, fruto do terceiro lugar na série B da primeira fase.
.
Esta divisão é constituída pelas oito equipas que ficaram nos primeiros quatro lugares das duas séries da fase inicial. Da Série A, apuraram-se o Sol Poente, Ribeiros, Santo Ovídio e AD Fafe. Da série B, além do Arões, garantiram lugar nesta fase as equipas do Armil, Ardegão e Leões do Ferro/Fafedry.
.
A equipa de José Salvador não terá tarefa nada fácil para seguir para as meias-finais, tendo de lutar por um dos quatro primeiros lugares novamente. Mas já se sabia que esta fase de grupos não iria ser fácil para quem aqui chegasse, face ao formato desta época da Liga E.Leclerc Futsal.
.
Quanto à Taça Cidade de Fafe, o Arões também já conhece o oponente dos quartos-de-final. Após ter eliminado o Rumo ao Futuro, com uma vitória por 5-4, a equipa aronense mede forças com o Ribeiros. E em caso de apuramento para as ‘meias’, o adversário será o Santo Ovídio ou os Leões do Ferro/Fafedry.
.
1.ª Divisão - CALENDÁRIO:
.
1.ª Jornada: Arões – Leões do Ferro | 3 Janeiro – Pavilhão Municipal – 23h30
2.ª Jornada: Armil – Arões | 18 Janeiro – Pavilhão Multiusos – 22h30
3.ª Jornada: Ardegão – Arões | 24 Janeiro – Pavilhão Municipal – 22h00
4.ª Jornada: Santo Ovídio – Arões | 8 Fevereiro – Pavilhão Multiusos – 22h30
5.ª Jornada: AD Fafe – Arões | 14 Fevereiro – Pavilhão Municipal – 23h30
6.ª Jornada: Sol Poente – Arões | 22 Fevereiro – Pavilhão Municipal – 21h00
7.ª Jornada: Ribeiros – Arões | 28 Fevereiro – Pavilhão Multiusos – 21h00
.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Gustinho (ex-Porto D'Ave) é reforço do Arões SC

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Rui Silva
.
Mais-valia para o meio campo aronense
.
O médio centro Gustinho é o mais recente reforço do Arões Sport Clube. Duas semanas após ter deixado o GD Porto D’Ave, equipa que também milita na Pró-Nacional da AF Braga, o jogador de 24 anos assumiu o compromisso com o emblema orientado por Miguel Paredes.
.
Após já ter treinado com o plantel sénior na semana passada, Gustinho foi convocado para o dérbi da Taça diante do Pica e entrou aos 80 minutos de jogo, tendo a oportunidade de se estrear. O jovem médio acabou por ser fundamental no lance de origem da grande penalidade que deu a vitória ao Arões.
.
Gustinho fez a formação no União Torcatense e subiu à equipa sénior do clube, onde jogou de 2008/2009 até à temporada passada. Já no início desta época, transferiu-se para o Porto D’Ave. O médio é presença assídua na selecção distrital de Braga e trata-se de uma mais-valia para o meio campo aronense.
.
Depois do dérbi da Taça, o antigo jogador do Porto D’Ave mostrou-se satisfeito com a vitória. “Foi uma estreia positiva, as coisas correram-nos bem e em suma fizemos a nossa obrigação que era vencer este dérbi e passar em frente na Taça.”
.
Depois das saídas de Costa, Cris e Fernandes, já no decorrer da época, Gustinho vem reforçar a equipa de Miguel Paredes, treinador que tem admitido nos últimos jogos ter um plantel curto, muito pelas saídas verificadas, além das constantes lesões e castigos de vários jogadores.
.

domingo, 29 de dezembro de 2013

Declarações após a vitória do Arões no dérbi diante do Pica

Opinião: 
Por: Ricardo Castro
.
No final do encontro, o capitão do Arões, Fernando Beijinhos, destacou a importância da segunda parte aronense para chegar à vitória. Já quanto aos treinadores, Luís Carlos sabia das dificuldades que o Pica iria encontrar e lamentou que a derrota tenha surgido pela grande penalidade. Miguel Paredes salientou as limitações da equipa e do trabalho a que o Pica obrigou para que o Arões conseguisse ganhar.
.
Fernando Beijinhos: “Na segunda parte controlamos o jogo por completo”
.
“O Pica não faz jus à posição onde está no campeonato, porque tem uma equipa bastante boa. Não entramos bem no jogo, o Pica foi acreditando, criou-nos alguns problemas. No fim da primeira parte, começou a aparecer o Arões e na segunda parte controlamos o jogo por completo. Na próxima eliminatória, temos de ser mais agressivos que a última vez que fomos a Celeirós, onde eles foram mais agressivos. Agora é a nossa vez de mostrar a nossa verdadeira garra. Temos equipa para lutar com qualquer adversário e temos de continuar com confiança, pois temos qualidade.”
.
Luís Carlos: “Foi pena perder o jogo naquele lance”
.
“Estávamos à espera de um jogo complicado. Eu disse aos jogadores que o jogo se ia definir em pormenores. Acho que demos boa réplica ao Arões. Apesar de sermos de um campeonato inferior, mostrámos que temos alguma qualidade. Foi pena perder o jogo naquele lance. De onde estou, não vou dizer que é ou não penálti, não consigo ver. Acho que o árbitro exagerou um bocadinho na expulsão. Sabíamos que o Arões era uma equipa forte, tentámos contrariar ao máximo, num jogo sem grandes oportunidades, que se ia resolver num lance daqueles. Caiu para o lado do Arões, como podia ter caído para o nosso, mas agora é levantar a cabeça e pensar no campeonato, onde estamos aquém do que traçamos no início da época. Mas continuamos a confiar no nosso valor. Mas lutar pelos lugares de cima vai ser muito complicado. Mas vamos tentar subir na classificação e fazer o melhor campeonato possível.”
.
Miguel Paredes: “Pela segunda parte que fizemos, fomos justos vencedores”
.
“Sabíamos que ia ser um jogo extremamente difícil. Durante a semana tivemos muitas limitações e tivemos de fazer várias adaptações a nível defensivo. O Zezinho teve de jogar como central e na primeira parte não encontramos os passos que deveríamos ter encontrado. O nosso adversário, como esperávamos, jogou num modelo médio-baixo, a tentar sair rápido para o contra-ataque. Tivemos muita bola mas não soubemos o que fazer com ela. Ao intervalo, alertei os jogadores para procurar determinadas zonas do campo, entrar mais rápido na zona central, para tentar desbloquear o jogo. Cometemos um erro que nos poderia ter saído caro quando o Zezinho cabeceou, a bola vai a entrar e o André em posição de fora-de-jogo não era necessário introduzir a bola na baliza. Na segunda parte, fomos a única equipa a criar situações de golo e penso que é uma vitória justíssima, que prova que temos um bom plantel, estamos a trabalhar para voltar a ficar fortes. Sabíamos que o Pica é uma excelente equipa, é um dos melhores plantéis da Divisão de Honra e não está a fazer um campeonato de acordo com a qualidade dos seus jogadores e que nestes jogos cria sempre dificuldades. Era um jogo definido nos detalhes, mas penso que pela segunda parte que fizemos, fomos justos vencedores.”
.

sábado, 28 de dezembro de 2013

Taça AF Braga: ACD Pica, 0 - Arões SC, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Pablo resolveu de grande penalidade
.
O Arões levou a melhor no dérbi fafense diante do Pica e apurou-se para a quarta eliminatória da Taça AF Braga. Um golo de Pablo, de grande penalidade aos 83 minutos, decidiu o jogo, num lance que coincidiu com a expulsão de Rampa, central do Pica.
.
A primeira parte mostrou um Pica melhor, que foi a única equipa a aproximar-se verdadeiramente da baliza contrária. Paulo Jorge voltou à titularidade e mostrou-se muito atento nos primeiros minutos de jogo. Com meia hora, o Arões viria a marcar, no primeiro remate à baliza adversária, mas o auxiliar anulou o golo de Raimundo por fora-de-jogo. O Pica entrou melhor no jogo, mas os aronenses equilibraram e ao intervalo aceitava-se o nulo.
.
Nos segundos 45 minutos, o Arões entrou melhor e voltou a ver um golo anulado, desta feita a André, após um livre de Pablo, ao qual Zezinho correspondeu com um cabeceamento, que seguiria para a baliza mesmo sem o toque de André. A equipa de Miguel Paredes dispôs das melhores oportunidades de golo: por Barbosa aos 59 minutos, por Bruno Cunha aos 73 e no minuto seguinte, novamente por Barbosa.
.
O golo acabou por surgir aos 83 minutos, na marcação de uma grande penalidade convertida com sucesso por Pablo. Após uma boa jogada de Gustinho pela esquerda, Garcia rematou à entrada da área e Rampa travou o remate com a mão e viu o vermelho directo. Até ao final, o resultado não se alterou e apesar da luta dada, o Pica não conseguiu chegar ao golo. O Arões segue para a próxima eliminatória, onde vai ao reduto do CD Celeirós.
.
Incidências do jogo:
.
3' - Remate cruzado de Edu pela direita, com Paulo Jorge a defender a dois tempos.
.
6' - Pica muito perto do golo, valeu de novo Paulo Jorge a esticar-se com as pernas e a tirar o golo aos homens da casa.
.
16' - Livre de Edu para a área do Arões, alguma confusão no lance, que terminou com o remate de Fernandes à entrada da área, mas muito por cima. Jogo dividido, mas só o Pica conseguiu alvejar a baliza contrária no primeiro quarto de hora.
.
24' - Remate de André à entrada da área, mas Rampa impediu que a bola seguisse o caminho da baliza com um bom corte.
.
25' - Edu respondeu para o lado do Pica, com um remate forte de pé esquerdo, mas ao lado da baliza.
.
30' - Golo anulado ao Arões. Livre da direita de Pablo, bola na área e Pimenta salta com André, com a bola a sobrar para Raimundo, que introduziu a bola na baliza. Mas o árbitro assinalou prontamente uma falta sobre o guarda-redes do Pica.
.
32' - Vasco surgiu solto, só com Zezinho pela frente, mas perdeu tempo na definição do lance, que podia ter causado mais perigo para as redes de Paulo Jorge.
.
45' - Remate de Bruno Cunha em zona frontal, mas Pimenta defendeu bem. Logo a seguir, o árbitro Pedro Costa apitou para o intervalo, mantendo-se um nulo aceitável face ao que se passou dentro de campo na globalidade do tempo.
.
2.ª Parte:
.
49' - Novo golo anulado ao Arões, em novo livre de Pablo pela direita. Zezinho cabeceou e André fez o desvio, mas o auxiliar indicou fora de jogo ao extremo aronense.
.
Muito público encheu a bancada no campo do Pica
55' - Canto de Brinca e cabeceamento de Fernandes, para defesa de Paulo Jorge.
.
59' - Arões muito perto do golo, talvez na melhor oportunidade até ao momento. Pela direita, Raimundo tocou em André, este deixou no meio em Bruno Cunha, que por sua vez viu Barbosa sozinho na esquerda, mas o remate do médio aronense saiu um pouco ao lado.
.
67' - Primeira substituição no jogo e para o Arões. Saída de André e entrada de Garcia.
.
73' - Contra-ataque rápido do Arões após um canto do Pica, com Raimundo a cruzar da esquerda e Bruno Cunha, em excelente posição na grande área a rematar de primeira, mas muito por cima.
.
74' - Nova grande oportunidade do Arões. Cruzamento da direita de Vítor Beijinhos e Barbosa a ser mais rápido na área e a desviar a bola, que bateu no poste esquerdo da baliza de Pimenta.
.
75' - Primeira substituição no Pica, com a saída de Raúl, para a entrada de Óscar.
.
77' - Bom cruzamento de Vítor Beijinhos pela direita e Raimundo tentou desviar de primeira, mas falhou na bola.
.
80' - Segunda alteração no Arões e com uma novidade. Gustinho a estrear-se na equipa aronense, saíndo Barbosa para o seu lugar.
.
82' - Grande penalidade para o Arões. Boa jogada de Gustinho pela esquerda e passe atrasado para Garcia, que viu o seu remate travado pela mão de Rampa. Pedro Costa expulsou o central do Pica.
.
83' - Golo do Arões, por Pablo. Na conversão da grande penalidade, o médio bateu para o lado direito de Pimenta, que nem tentou a defesa. Desfeito o nulo no Parque de Desportos da Pica.
.
85' - Segunda substituição no Pica. Luis Carlos aposta em Bruno para a frente, fazendo sair Edu.
.
88' - Última alteração no Pica, que originou uma situação caricata. Álvaro entrou para o lugar de Rafa, mas ao mesmo tempo, Fernandes acabou por sair enganado, o que deixou momentaneamente o Pica com nove jogadores.
.
90' - Miguel Paredes opera a última substituição. Entrada do central Kéke, para a saída de Raimundo.
.
Final do jogo e o Arões segue para a quarta eliminatória da Taça AF Braga, onde vai defrontar o Celeirós.
.
Jogo realizado no Parque de Desportos da ACD Pica.
.
Árbitro: Pedro Costa, auxiliado por Júlio Moura e Albano Correia.
.
ACD PICA: Pimenta, Davide (cap.), Rampa, Tiago, Joel, Fernandes, Edu (Bruno, 85'), Raúl (Óscar, 75'), Brinca, Rafa (Álvaro, 88') e Vasco. Treinador: Luís Carlos.
.
ARÕES SC: Paulo Jorge, Vítor Beijinhos, Fernando Beijinhos, Zezinho, Hugo, Néné, Barbosa (Gustinho, 80'), Bruno Cunha, Pablo, André (Garcia, 67') e Raimundo (Kéke, 90'). Treinador: Miguel Paredes.
.
Disciplina - cartões amarelos a: Joel, 48', Hugo, 64', Óscar, 79', Vítor Beijinhos, 85', Álvaro, 90+3'. Cartão vermelho a: Rampa, 82'.
.
Marcador: Pablo, 83' (g.p).

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

ACD Pica - Arões SC: dérbi fafense da Taça AF Braga joga-se amanhã pelas 14h30

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro
.
Duelo com história decide continuidade na Taça
.
É já amanhã que Pica e Arões se defrontam, no jogo atrasado a contar para a 3.ª Eliminatória da Taça AF Braga. Depois de muitos duelos travados nomeadamente no distrital da Divisão de Honra, as duas equipas fafenses medem agora forças num duelo a eliminar, que decide a continuidade na Taça.
.
Do lado do Pica, a época não tem corrido de feição aos comandados de Luís Carlos. Apesar da qualidade do plantel, onde figuram ex-jogadores do Arões como o veterano Fernandez e Brinca, o actual 12.º lugar, com 15 pontos, na série B da Divisão de Honra, não mostra o verdadeiro potencial da equipa.
.
Já o Arões é o actual líder da Pró-Nacional, a par do Santa Eulália, com 34 pontos. Ainda que com mais um jogo disputado, o posto da equipa de Miguel Paredes é meritório e fruto do bom trabalho realizado, num plantel que se revela cada vez mais curto, como tem referido o próprio treinador nos últimos jogos. Néné e Alírio voltam à casa de onde partiram o ano passado. Ainda assim, só o trinco poderá alinhar de início, dado que Alírio cumprirá o segundo jogo de castigo, na sequência da expulsão diante do Ronfe.
.
Nos últimos cinco confrontos em casa do Pica, há uma igualdade. Uma vitória para cada lado e três empates. Mas se formos a olhar para os últimos seis jogos entre as duas equipas, o Arões leva clara vantagem, com cinco vitórias e uma derrota. Mas as estatísticas nem sempre são relevantes, principalmente em jogos a eliminar.
.
O Arões faz a sua estreia nesta prova na presente época. Já o Pica teve de ultrapassar outra equipa fafense na eliminatória anterior. Vitória suada, num jogo emotivo em Silvares (2-3). Nos últimos confrontos entre as equipas, a vantagem vai para o Arões. Ambas as equipas vêm de derrotas para os seus campeonatos, onde o Arões ocupa os lugares cimeiros e o Pica os postos de baixo da tabela. Mas Taça é Taça. Quem irá a Celeirós na quarta eliminatória? Todas as respostas para serem dadas amanhã, pelas 14h30, no Parque de Desportos da ACD Pica.
.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Infantis do Arões SC e do OFC Antime realizaram jogo-treino

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Prevaleceram as boas relações entre os clubes
.
- Jogo terminou com um empate a três golos
.
Num fim-de-semana em que os campeonatos das camadas jovens pararam, além da proximidade da quadra natalícia, as equipas de Infantis do Arões SC e do OFC Antime realizaram, no passado sábado, um jogo-treino entre as suas formações, que participam nos distritais da AF Braga.
.
As boas relações entre os dois clubes fafenses voltaram a estar em evidência neste convívio, onde, para além da possibilidade de confraternização, troca e partilha de ideias, foi particular destaque o facto de Arões e Antime terem jogado em todo o campo, com onze jogadores, o que acabou por ser uma experiência, dado que na competição oficial ambas jogam no futebol de sete.
.
O resultado pouco importou, num jogo em que ambos os técnicos aproveitaram para observar a evolução dos seus atletas. Os seis golos marcados resultaram num empate a três, numa manhã que se tornou colorida pela componente da amizade e pelos bons adeptos das duas equipas, que apesar de se tratar de um jogo-treino, não deixaram de dar incentivo e apoio de fora para dentro das quatro linhas.
.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Declarações no final do Celeirós - Arões

Opinião: 
Por: Ricardo Castro
.
No final do jogo, o treinador do Arões, Miguel Paredes, e o treinador-adjunto do Celeirós, Sérgio Beato, acabaram por concordar na justiça do resultado, na medida em que a equipa bracarense acabou por ser mais feliz, agressiva e acreditou sempre que podia chegar à vitória.
.
Miguel Paredes: “Nestes jogos temos de ser agressivos como o nosso adversário”
.
“Na primeira parte praticamente não existimos. Tivemos alguns problemas, o Kéke, lesionado, teve de sair, o Jorge Miguel e o Rosita jogaram com limitações. Na segunda parte, o nosso adversário já não foi aquilo que foi na primeira parte, nós controlamos bem o jogo e depois numa falta de agressividade no meio campo permitimos uma jogada pela linha, onde marcaram o golo. Trabalharam mais se calhar que nós e fomos uma equipa que nunca se conseguiu adaptar à agressividade do adversário e acabamos por sofrer o golo perto do fim. É um prémio para o Celeiros, pelo que trabalhou e nós vamos continuar o nosso caminho. Nestes jogos temos de ser agressivos como o nosso adversário. Estamos com algumas dificuldades porque temos poucos jogadores. Mas vamos trabalhar, temos o jogo da Taça com o Pica, vai ser um dérbi, onde o nosso adversário e nós próprios vamos querer ganhar. Vamos continuar a trabalhar e melhores dias virão. Acabamos por perder, mas há que dar mérito ao Celeirós, que sempre acreditou que podia ganhar e esta classificação é um engano, porque com a introdução do Salgueiro e do Cesário, torna-se uma equipa muito mais forte e certamente vai conseguir sair dos lugares onde está.”
.
Sérgio Beato: “Acabámos por ter a felicidade que não temos tido nos últimos jogos”
.
“Acima de tudo assistiu-se a um grande jogo de futebol, com três grandes equipas. Nós, o Arões, que era o comandante e justamente, muito bem orientado e uma grande arbitragem. Acho que o Celeirós foi a equipa mais compacta e coesa, que procurou mais a vitória. Acabámos por ter a felicidade que não temos tido nos últimos jogos, isto tem sido o Celeirós dos últimos jogos, com grande atitude e rigor e fomos premiados, é justo para o grupo de trabalho. Dedicamos esta vitória ao grande apoio da massa adepta e em especial ao presidente, que tem sido fantástico, que nos tem dado um apoio extraordinário à equipa técnica e ao grupo de trabalho.”
.

domingo, 22 de dezembro de 2013

Pró-Nacional: CD Celeirós, 1 - Arões SC, 0

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Arões não foi feliz em Celeirós
.
O Arões sofreu a terceira derrota no campeonato na deslocação a Celeirós. A equipa bracarense levou a melhor, com um golo de Cesário aos 80 minutos. Os aronenses somam 34 pontos e terminam o ano no primeiro lugar, partilhado agora com o Santa Eulália, equipa que tem menos um jogo.
.
Miguel Paredes mexeu no onze, colocando Barbosa no lugar de Pablo, que cumpriu castigo, à semelhança de Alírio. O central Óscar, ainda lesionado, não foi opção e os juniores Presunto e Fumega foram convocados para o jogo. A primeira parte jogou-se a um ritmo morno, com poucas oportunidades de golo claras. Muita luta de parte a parte, mas pouca definição nos lances. Perdas de bola sucessivas não permitiam a construção de bons lances.
.
Aos 11 minutos, Cesário cabeceou após passe longo de Nélson Feliz, mas Miguel defendeu facilmente. A equipa da casa dispôs de três cantos consecutivos aos 20 minutos, mas em nada resultaram. O Arões respondeu aos 25 minutos por Ismael, que cabeceou ao lado após cruzamento de Bruno Cunha. Perto da meia hora, num livre favorável ao Arões, Cesário agarrou Jorge Miguel, que tentou o desvio e acabou por cair, mas o lance seguiu sem que nada fosse assinalado. Ao intervalo, mantinha-se de forma justa o nulo.
.
Para a segunda parte, Miguel Paredes lançou André e tirou Kéke, fazendo recuar Pedro Rosita para lateral direito e Jorge Miguel para o centro defensivo. O Arões entrou melhor na segunda parte e aos 47 minutos esteve perto do golo. Pela direita, Raimundo soltou-se do seu marcador, entrou na área e entregou a bola a André, que viu o remate intercetado por um adversário. Até à hora de jogo, o Arões mostrou grande atitude e pouco faltou para o golo.
.
A primeira tentativa do Celeirós na segunda parte surgiu aos 62 minutos. Livre de Salgueiro e cabeçada de Bruno Monsul, mas ao lado. Aos 69 minutos, foi Aderaldo a tentar o golo de cabeça, mas sem sucesso. O Arões reagiu à pressão dos visitados e aos 78 minutos, teve uma das melhores oportunidades de golo. Cruzamento da direita de Ismael e Bruno Cunha surgiu em boa posição na área, mas ao tentar dominar, perdeu posição e a oportunidade de inaugurar o marcador.
.
E se o Arões não marcou, foi o Celeirós quem o fez, aos 80 minutos. Após um cruzamento da esquerda, Cesário apareceu à entrada da área e culminou o lance com um remate certeiro, que ainda bateu no ferro antes de entrar na baliza. O Arões respondeu ao golo sofrido e no minuto seguinte, com alguma confusão na área, André rematou na pequena área, com a bola a sair um tudo-nada por cima. Até ao final, o Arões tentou não sair de Celeirós de mãos a abanar, mas a tarde não foi nada feliz para os fafenses e o resultado não se alterou.
.
Na etapa complementar existiram igualmente dois lances duvidosos, um em cada área, mas o árbitro Gaspar Fernandes nada assinalou. Apesar das sucessivas faltas marcadas, foram poucos os cartões mostrados pelo árbitro.
.
No próximo fim-de-semana, o Arões volta a jogar, desta feita para a Taça AF Braga. Dérbi fafense no reduto do Pica, a contar para a 3.ª Eliminatória. O vencedor do jogo desloca-se, curiosamente, ao reduto do Celeirós, para disputar a eliminatória seguinte.
.
Jogo realizado no Parque Desportivo de Celeirós – O Feliz.
.
Árbitro: Gaspar Fernandes, auxiliado por Tiago Mendes e Hugo Fernandes.
.
CD CELEIRÓS: Malhão, Luisinho, Nélson Feliz, Ruisinho, Figo, Salgueiro (Tiago, 89’), Bruno Monsul, Cesário, Police (Jorge Costa, 88’), Bruno Mota e Batista (Aderaldo, 67’). Treinador: Jorge Macedo.
.
ARÕES SC: Miguel, Jorge Miguel, Kéke (André, 45’), Fernando Beijinhos, Zezinho, Néné (Hugo, 82’), Barbosa, Pedro Rosita, Bruno Cunha, Ismael e Raimundo (Garcia, 74’). Treinador: Miguel Paredes.
.
Disciplina – cartões amarelos a: Bruno Monsul, 41’, Néné, 70’, André, 88’ e Jorge Miguel, 88’.
.
Marcador: Cesário, 80’.
.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Juvenis - 2.ª Div. AF Braga: Arões SC, 5 - Vasco da Gama, 2

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Arões levou a melhor no dérbi
.
O Arões recebeu e venceu o Vasco da Gama por 5-2, no dérbi fafense da 10.ª Jornada da Série D da 2.ª Divisão Distrital em Juvenis. Num bom jogo, com equilíbrio e muitos golos, os três pontos acabaram por ficar em casa.
.
O Vasco da Gama entrou melhor e aos dois minutos, Vasco inaugurou o marcador para a formação forasteira. Contudo, o Arões soube responder com eficácia. Aos seis minutos, Vítor fez o 1-1.
.
O Arões soltou-se com o golo do empate, m
as os comandados de Armindo Cunha revelaram boa atitude e aos 18 minutos, Marco Oliveira fez o segundo golo da equipa de Medelo. Mas a equipa aronense chegaria a novo empate aos 28 minutos, por Rui. Já a três minutos do intervalo, o Arões deu a volta ao marcador. Telmo fez o gosto ao pé e levou a sua equipa a vencer para o intervalo por 3-2.
.
Na segunda parte, o Arões voltou a ser eficaz e logo a abrir, aos 48 minutos, beneficiou de uma grande penalidade, marcada por Rui, que bisou e fez o 4-2. Vantagem de dois golos que era novidade até então no dérbi. Aos 58 minutos, Lisuarte estabeleceu o resultado final em 5-2.
.
A vitória permite ao Arões manter o 9.º lugar, mas agora de forma isolada, com 12 pontos em nove jogos. O Vasco da Gama está no 11.º lugar, com seis pontos, em dez jogos realizados. Na próxima jornada, o Arões vai a Polvoreira e o Vasco da Gama recebe o Airão.
.
Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões.
.
Árbitro: Fernando Alves, auxiliado por Pedro Pinto e Marco Teixeira.
.
ARÕES SC: Leites, Bruno, Fred (Pinto 68’), Pedro, Vítor, Rui, Emanuel, João Freitas, Hugo (Marcos 50’), Paulo (Lisuarte 50) e Telmo. Treinador: Miguel Castro.
.
VASCO DA GAMA: Sérgio Ferreira, José André, Mika, Marco Oliveira, Ruben Gonçalves (Paulo Miguel), David Fernandes (Paulinho), Tiago Cunha, Jota Almeida, Diogo Castro, Vasco Ribeiro e João Moura (Diogo Farias). Treinador: Armindo Cunha.
.
Marcador: Vasco Ribeiro, 2’, Vítor, 6’, Marco Oliveira, 18’, Rui, 28’ e 48’ (g.p), Telmo, 42’, Lisuarte, 58’.
.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Juniores - 1.ª Div. AF Braga: São Nicolau Basto, 2 - Arões SC, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro
.
Arões condicionado perdeu vantagem da primeira parte
.
Os Juniores do Arões perderam um jogo em que a vitória estava perfeitamente ao alcance, face ao adversário em questão, ainda que não o desvalorizando. Derrota por 2-1 diante do São Nicolau de Basto, num jogo em que a equipa aronense esteve a ganhar, não conseguindo aumentar nem segurar a vantagem.
.
A equipa, ainda sob o comando de Vítor Oliveira, apresentou muitas ausências para uma partida acessível, as quais também interferiram com a estratégia para o jogo. Ainda assim, Miki inaugurou o marcador para o Arões na primeira parte, a qual não terminaria sem o golo do empate para o São Nicolau. Ao intervalo, 1-1.
.
Na segunda parte, a formação de Cabeceiras deu a volta ao marcador, com o segundo golo que daria a vitória e os três pontos. O Arões foi em busca do empate, mas alguma falta de sorte nas oportunidades criadas, acabou por não alterar o 2-1 final.
.
O Arões mantem o 10.º lugar, com seis pontos e acabou por ver o São Nicolau aproximar-se, estando a apenas um ponto da formação fafense. Na próxima jornada, segue-se a recepção ao Porto D'Ave.
.
O Arões alinhou com: Costa, Marco (Roberto), Jorge (Nobre), Du, Fumega (cap.), Cenoura, Luís (Teixeira), Zé Fernandes, Tchico, Zé Dias e Miki. Treinador: Vítor Oliveira.
.

Arões - Ronfe: declarações após o jogo

Opinião: 
Por: Ricardo Castro
.
Depois da vitória do Arões diante do Ronfe, por 4-2, o médio aronense Bruno Cunha e o treinador Miguel Paredes mostraram satisfação pela vitória, afirmando que a equipa vai conseguir reagir às várias ausências no próximo jogo, em Celeirós. De recordar que a equipa orientada por Miguel Paredes terá, à partida, 17 jogadores disponíveis para esse jogo, onde três deles são guarda-redes, devido à lesão de Óscar e às suspensões de Pablo e Alírio.
.
Bruno Cunha: “Se tivermos a atitude deste jogo, vai ser difícil perder pontos”
.
“Foi uma partida um bocado atípica, devido ao protagonismo que o árbitro quis ter no jogo. Tinha tudo para ser um grande jogo, acabou por ser derivada a atitude das duas equipas, menos da terceira equipa, que acho que foi a pior dentro de campo.”
.
Sobre o golo: “Sinceramente acontece na hora, não há como prever. Calhou-me a mim, calhou bem, podia ter sido a outro colega meu. Podemos dar a volta por cima nos próximos jogos. O plantel é curto e com as condicionantes que tivemos hoje, vai ser mais difícil. Mas a atitude vai ser a mesma. Penso que se tivermos a atitude deste jogo, vai ser difícil perder pontos.”
.
Miguel Paredes: “Vitória do carácter dos jogadores e da equipa que criou mais situações”
.
“Não entramos bem no jogo, nos primeiros dez minutos o nosso adversário foi mais equipa, trabalhou mais, mas mesmo assim tivemos muitas oportunidades de golo. Fomos penalizados com o primeiro golo do nosso adversário, que nos poderia ter criado problemas. Voltamos a ter situações para marcar e felizmente quando chegamos ao empate, penso que já era justo para nós. Ao intervalo disse aos atletas que era possível ganhar com dez e fruto das incidências do jogo, podia ser uma vitória épica que nos podia catapultar para um campeonato melhor. Foi isso que aconteceu, mas aconteceu também o pior, que era sofrer um golo aos dois minutos da segunda parte. Tivemos carácter, chegámos ao empate e acreditei sempre que poderíamos ganhar. Penso que foi uma vitória justa, do carácter dos jogadores, da equipa que criou mais situações de golo. Uma palavra à massa associativa, que sempre nos apoia e se por vezes é um bocado amorfa, hoje guiou-nos para esta vitória. Com dez, pedimos aos jogadores para jogarem com quatro médios, um homem na frente e sair rápido para o ataque. Tivemos a infelicidade de sofrer o golo, alteramos para três médios e dois avançados e felizmente chegámos ao empate. Depois controlamos o jogo de forma mais inteligente. Foi uma vitória que nos pode dar maior elã, mas temos de perceber que sem correr mais que o adversário, não podemos ganhar. Vamos encarar o próximo jogo da mesma maneira. Temos um plantel muito curto, 20 jogadores com três guarda-redes, agora com a lesão do Óscar ficamos só com 14 jogadores de campo. Mas temos jogadores que podem jogar a qualquer altura, tem havido uma rotatividade dentro do plantel. Mentiria se dissesse que não precisamos de mais um jogador, pelo menos para a zona central do meio, para precaver situações como esta. Precisamos de mais para nos mantermos nesta posição, porque as equipas contra nós, estão a jogar com tudo e nós temos de ripostar da mesma forma, mas precisamos de manter o equilíbrio e principalmente para quem joga, estar sempre desperto e manter o nível evidenciado.”
.

sábado, 14 de dezembro de 2013

Pró-Nacional: Arões SC, 4 - Desp. Ronfe, 2

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Arões mostrou verdadeiro carácter de líder
.
- Bruno Cunha fixou resultado com obra de arte
.
O Arões recebeu e venceu o Desportivo de Ronfe por 4-2, num jogo emocionante, que só não o foi mais, dada a invulgar e excessiva acção disciplinar por parte da equipa de arbitragem, algumas vezes desnecessária. Além dos seis golos, 14 cartões amarelos e três vermelhos, mancharam um jogo intenso e com indecisão, até à obra de arte que foi o quarto golo do Arões, por Bruno Cunha, o qual selou as contas em cima do minuto 90.
.
O equilíbrio foi a nota relevante dos primeiros minutos, onde tentativas de golo tímidas mantinham o marcador a zeros. Mas aos nove minutos, o Ronfe adiantar-se-ia no marcador. Cruzamento de Ismael, Miguel defende em esforço o cabeceamento de Macedo, mas o mesmo jogador concluiu o lance com êxito ao rematar de pé esquerdo.
.
Em desvantagem, o Arões procurou o empate e aos 15 minutos, Pedro Rosita, na cara de Paulinho Batista, permitiu a defesa. Cinco minutos depois, canto curto de Bruno Cunha para Pablo, que rematou forte e colocado à malha lateral. Chegou a gritar-se golo na bancada. A resposta do Ronfe surgiu aos 23’, com um livre de Paulinho, que Miguel só defendeu a soco.
.
Aos 27 minutos, grande penalidade para o Arões. Raimundo tentou o remate, que foi alegadamente cortado pelo defesa do Ronfe. Na marcação do castigo máximo, Pablo atirou ao centro e fez o 1-1.
.
Aos 34 minutos, Raimundo tabelou com Rosita e rematou na área, para defesa espantosa de Paulinho Batista para canto. Na sequência deste, Jorge Miguel cabeceou pouco por cima. Pouco depois, contra-ataque conduzido por Raimundo e Pablo picou a bola em esforço, mas Paulinho evitou o golo com a cara.
.
Aos 41 minutos, numa falta de Raimundo, Pablo retardou a marcação do livre com um toque na bola e viu o segundo amarelo, sendo expulso. Decisão talvez exagerada do árbitro. Ao intervalo, igualdade a uma bola.
.
Golo de Pedro Rosita foi o mote para a reviravolta
A segunda parte regressou com os mesmos protagonistas e adivinhava-se uma missão difícil para o Arões, com menos um elemento. E tudo se complicou ainda mais aos 48 minutos. Dédé recebeu a bola no meio e com um bom remate, fez a bola entrar junto ao poste, para o 1-2.
.
Contudo, o Arões soube responder e chegou a nova igualdade aos 55 minutos. Ataque conduzido por Bruno Cunha, que após tabela com Raimundo, colocou de forma subtil a bola do lado direito da área em Pedro Rosita, com o médio a rematar forte para o fundo da baliza.
.
A equipa aronense mostrou estar dentro do jogo, mas não se livrou de alguns sustos nos minutos seguintes. Miguel mostrou segurança no duelo com o capitão Paulinho, ao defender dois livres, aos 61’ e 65’ e um remate de meia distância, aos 63 minutos.
.
Na resposta, o Arões esteve muito perto do golo. Barbosa isolou Raimundo, que correu todo o meio campo defensivo do Ronfe e rematou para defesa apertada de Paulinho Batista. Aos 73 minutos, Bruno Cunha colocou a bola na área e Hugo Dias, na tentativa de aliviar, deu com a mão na bola, viu o segundo amarelo e foi expulso. Mais uma grande penalidade para o Arões, com Jorge Miguel a dar a volta ao marcador, fazendo o 3-2.
.
O Ronfe, que se vira em vantagem numérica e no marcador, ficava agora com dez, vendo o Arões dar a volta. Aos 79’, novo livre perigoso de Paulinho, mas Beijinhos cortou na pequena área. Dois minutos depois, Bruno Cunha viu Paulinho Batista negar o golo num livre, com André a não conseguir a emenda.
Aos 88 minutos, mais um lance difícil no jogo. Alírio tentou recuperar a bola de forma limpa e na sequência travou o adversário em falta. O árbitro mostrou o vermelho direto de forma errada, deixando o avançado incrédulo e injustiçado, para grande contestação da equipa e dos adeptos.
.
Festejos efusivos após o 4-2 de Bruno Cunha
Mas foi novamente com menos um em campo que o Arões selou as contas do desafio. Após um livre do Ronfe, Bruno Cunha pegou na bola ainda antes do meio campo e numa série de dribles e simulações, ludibriou três adversários, rematando colocado em chapéu à entrada da área, para mais um grande golo do médio nesta época. Frieza e qualidade do médio aronense, que fixou o resultado final com muita classe, numa altura em que os ânimos estavam à flor da pele.
.
O Arões mantem a liderança provisória, agora com 34 pontos ao cabo de 16 jogos. Apesar de uma defesa não tão boa (18 golos sofridos), a equipa aronense é de longe o melhor ataque, com 37 golos. Na próxima jornada, a última da primeira volta, o Arões vai a Celeirós.
.
Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões.
.
Árbitro: João Filipe Araújo, auxiliado por Lázaro Martins e Ricardo Antunes.
.
ARÕES SC: Miguel, Jorge Miguel, Kéke, Fernando Beijinhos (cap.), Zezinho, Néné, Pedro Rosita (Barbosa, 57’), Pablo, Bruno Cunha, Ismael (André, 81’) e Raimundo (Alírio, 69’). Treinador: Miguel Paredes.
.
DESP. RONFE: Paulinho Batista, André, António, Ismael, Paulinho (cap.), André Costa (Fausto, 75’), Diogo, Dédé, Macedo (Eloy, 67’), Hugo Dias (Ryan Alves, 81’) e Moreno. Treinador: Francisco Costa.
.
Disciplina – cartão amarelo a: Néné, 13’, Pablo, 14’ e 41’, André, 27’, Paulinho, 27’, António, 37’, Ismael (Ronfe), 46’ e 72’, Kéke, 60’, Jorge Miguel, 64’, Fernando Beijinhos, 70’, Hugo Dias, 74’, Bruno Cunha, 90’ e Miguel, 90+4’. Cartão vermelho a: Pablo, 41’ (acumulação), Ismael, 72’ (acumulação) e Alírio, 88’ (direto).
.
Marcador: Macedo, 9’, Pablo, 28’ (g.p), Dédé, 48’, Pedro Rosita, 55’, Jorge Miguel, 73’ (g.p) e Bruno Cunha, 90’.
.

Natal solidário no Arões SC: Recolha de bens começa hoje

Opinião: 
Texto: Rui Silva | ASC
.
Prolonga-se até ao próximo dia 20
.
- Festa de Natal do clube também se realiza hoje
.
O Arões Sport Clube inicia hoje, dia 14 de Dezembro, uma campanha de recolha de alimentos, e prolonga-se até ao dia 20 deste mês. A finalidade desta iniciativa, visa aproveitar o espírito natalício que cada um de nós carrega nesta altura do ano, assim como resgatar os sentimentos de amizade, solidariedade e companheirismo ainda presentes no ser humano. Daí a direção do Arões SC organizar, juntamente com a festa de Natal do clube, no próximo sábado, o “Natal Solidário”.
.
Chama-se a atenção para o fato de que muitas pessoas simplificam o sentido do Natal, transformando-o apenas numa festa que apenas envolve gastos desmedidos com presentes, enfeites e outros mais, esquecendo-se que o seu significado é bem mais alargado. É tempo de repensar valores e fazer renascer a esperança que existe nos corações humanos.
.
Vamos valorizar as atitudes de solidariedade e todos juntos angariar para ajudar às famílias mais carenciadas e/ou instituições de solidariedade.
.
Os donativos deverão ser entregues nas instalações do clube (Parque desportivo).
.
Contamos com todos para tornar esta ação possível!
.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Resultados da formação do Arões SC

Opinião: 
Juniores:
.
Arões SC - Celoricense [1:1]
.
Juvenis:
.
Ponte - Arões SC [6:1]
.
Iniciados:
.
Arões SC - Ruivanense [2:3]
.
Infantis:
.
Casa Benfica Famalicão - Arões SC [4:2]
.
Benjamins:
.
Casa Benfica Famalicão - Arões SC [2:3]
.



segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Pró-Nacional: Esposende, 1 - Arões SC, 4

Opinião: 
Texto e fotos: Rui Silva
.
Pablo esteve em todas
.
- Bis do médio e duas assistências para golo
.
Após o empate conquistado fora em Merelim, o Arões defrontava o “lanterna vermelha” que se estreava esta época, em jogos caseiros, na sua própria casa, no que seria a inauguração do seu novo tapete, um relvado sintético que receberá também os jogos da formação Esposendense.
.
A primeira nota de relevo surgiu logo aos quatro minutos, quando um avançado da casa apareceu isolado à entrada da área, valeu Zézinho a cortar “in extremis” para canto.
.
O Arões por intermédio de Rosita, também dispôs de uma excelente oportunidade, aos dez minutos, quando recebe a bola no canto direito da pequena área, e com toda a calma do mundo tentou colocar em vez de fuzilar, mas enviou a bola para os braços de Tozé.
.
O Arões, como se fazia prever assumia o jogo, mas de forma pachorrenta e com falta de velocidade. Minuto 16, contrariedade para o técnico Tiago Losa, que se viu forçado a mexer na equipa, por lesão de Nuno Gonçalves, entrando Miquelino para o seu lugar.
.
O Arões, através de remate de génio de Ismael, inaugurou o marcador aos 28 minutos, passe de Pablo, mal intercetado por um defesa, a bola fica à mercê de Ismael que de primeira faz um golo de bandeira, colocando o Arões em vantagem.
.
Mas após a vantagem, o Arões como que adormecesse, viu o Esposende desinibir-se e igualar ao minuto 36, na sequência de um canto inofensivo, marcado rasteiro ao primeiro poste, onde surgiu Serra a atrapalhar a defensiva aronense, acabando a bola por entrar sem se saber quem tocou por último na bola.
.
Os pupilos de Miguel Paredes acusaram o golo e demoraram a voltar ao jogo. Mas de novo a dupla do primeiro golo surgiu em cena. Pablo desmarca Ismael, que domina a bola de peito em plena grande área e quando avança para o golo, é derrubado por Serra, que foi expulso. Penalti assinalado por Nelson Cunha sem contestações. Pablo agarrou no esférico rematou certeiro para o segundo do Arões. Vantagem dos homens de Fafe, que assim foram para o descanso em vantagem.
.
No segundo tempo, perante um adversário em inferioridade numérica, esperava-se que o Arões procura-se cedo aumentar a diferença no marcador. Mas foram os Esposendenses a criar aos 48 minutos um calafrio na área do Arões. Minuto 58, desta feita seria Miguel Paredes a mexer por lesão, Ismael cedeu o lugar a Raimundo.
.
Raimundo pouco tempo após a sua entrada, beneficiou de uma boa oportunidade para dilatar o placar, quando bem colocado na pequena área rematou ao lado da baliza de Tozé. Seguiram-se mexidas nos dos conjuntos, primeiro para o Esposende saiu Rúben, entrou Jardel. Miguel Paredes lançou André para a saída de Alírio.
.
Minuto 70, mais uma obra de arte de Pablo, na marcação de um livre direto, faz um belo golo, entrando a bola no ângulo superior direito, não dando hipóteses a Tozé. Dois minutos após, de novo Pablo a isolar André que tenta o chapéu, mas este saí defeituoso.
.
O Esposende procurava bolas metidas na frente, onde Miquelino, com a sua estatura tentava ganhar nas alturas. E assim foi aos 73 minutos na sequência de um livre, mas a errar o alvo. Minuto 81, estreia para o jovem atleta Aronense, Hugo, que entrara para o lugar de Rosita.
.
Aos 87 minutos, um cruzamento do Esposende, que mais pareceu um remate, quase dava golo não fosse Miguel atento a desviar para canto. Mas o “mágico” Pablo ainda tinha algo na cartola, livre a favorecer o Arões, Pablo pica a bola por cima da barreira e Bruno Cunha surge isolado na área e perante Tozé só teve de fazer golo.
.
Seria assim feita a historia do jogo, nesta deslocação do Arões ao terreno do lanterna vermelha, numa partida não muito bem conseguida, apesar dos quatro golos apontados e principalmente dos três pontos conquistados, com aqui e ali bons pormenores dos Aronenses, que recuperaram o primeiro lugar da tabela, à condição.
.
Jogo no Estádio Padre Sá Pereira . Esposende
.
Árbitro: Nelson Cunha, auxiliado por José Caldeira e Hélder Lamas.
.
AD ESPOSENDE: Tozé, João Diogo, Serra, Merrelho, Nuno Gonçalves (Miquelino, 16’), David Francês, Hugo Oliveira, Manó, Rúben (Jardel, 60’), Rui Azevedo e João Peão. Treinador: Tiago Losa.
.
ARÕES SC: Miguel, Jorge Miguel, Fernando Beijinhos (cap.), Kéke, Zézinho, Néné, Pablo, Bruno Cunha, Pedro Rosita (Hugo, 81’), Ismael (Raimundo, 57’) e Alírio (André, 62’). Treinador Miguel Paredes.
.
Cartão amarelo - Ismael, 52’; João Peão, 62’; Jorge Miguel, 79’; Fábito, 80’; Hugo Oliveira, 85’; Kéke, 87’ e Miquelino, 89’. Cartão vermelho: Serra, 44’.
.
Marcador: Ismael, 28’, Serra, 36’, Pablo, 44’ (g.p) e 70’, Bruno Cunha, 88’.
.

Futebol Popular - Taça da Federação: Agrupamento Santa Cristina, 1 - ADR Aveleda, 2

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro
.
Sorte não quis nada com o Agrupamento
.
Ao terceiro jogo no Grupo A da Taça da Federação de Futebol Popular do Norte, o Agrupamento de Santa Cristina perdeu em casa com o Aveleda por 1-2. Um jogo em que a sorte não quis mesmo nada com a equipa de Vítor Vieira.
.
O Agrupamento assinou talvez a melhor exibição da época. Foram muitas as oportunidades de golo desde o apito inicial, mas seria o Aveleda a adiantar-se no marcador, dobrando a vantagem para 0-2. A equipa aronense foi atrás do resultado e Cardoso conseguiu reduzir a desvantagem para um só golo.
.
Na segunda parte, Leonel teve nos pés uma boa oportunidade de inverter o rumo dos acontecimentos, mas falhou uma grande penalidade. A equipa de Vítor Vieira enviou cinco bolas ao ferro adversário, num jogo muito bem conseguido, onde faltou mesmo alguma ponta de sorte ao Agrupamento.
.
Este resultado deixa o Agrupamento no mesmo terceiro lugar ao fim da jornada, mas agora a três pontos dos dois primeiros, o Aveleda e o Arcos. Na próxima jornada da Taça da Federação, o Agrupamento folga.
.

sábado, 7 de dezembro de 2013

Juniores - 1ª Div. AF Braga: Arões SC, 1 - Celoricense, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Bruno Fumega
.
Um ponto que sabe a pouco
.
- Arões reagiu às condicionantes e empatou em inferioridade numérica
.
Os Juniores do Arões travaram o Celoricense, impondo um empate a uma bola, em jogo da nona jornada do campeonato. Um jogo bem conseguido dos aronenses, onde a divisão de pontos soube a pouco, mesmo com as muitas adversidades que o jogo proporcionou.
.
Vítor Oliveira, ex-adjunto de Rui Almeida, orientou a equipa pelo segundo jogo e deparou-se com muitas dificuldades na primeira parte. Cenoura e Teixeira entraram para os lugares dos lesionados Nobre e Antunes. Presunto foi expulso ainda nos primeiros 45 minutos e o treinador voltou a mexer na equipa, reforçando a defensiva, com a entrada de Jorge para o lugar de Luís.
.
Uma primeira parte em que o Arões, apesar das contrariedades, conseguiu manter solidez em campo. Ao intervalo permanecia o nulo no Parque Desportivo de Arões.
.
Na segunda parte, o Arões entrou com a mesma atitude, mas num lance de insistência atacante, o Celoricense chegaria ao primeiro golo da partida. Face à desvantagem, a equipa aronense não baixou a guarda e teve algumas oportunidades para marcar. Uma delas deu mesmo o golo do empate. Livre de Fumega e cabeçada de Du ao primeiro poste para o 1-1, resultado com que terminaria a partida.
.
Um empate precioso e importante para o Arões, num jogo com muitas condicionantes. Nota para a capacidade de sofrimento da equipa neste jogo, que além de ter gasto todas as substituições na primeira parte, conseguiu reagir e chegar ao empate com menos um jogador. O Arões ocupa o 10.º lugar, agora com seis pontos e na próxima jornada desloca-se ao reduto do último, o São Nicolau de Basto, que soma dois pontos.
.
O Arões alinhou com: Leonel, Marco, Du, Presunto, Fumega (cap.), Antunes (Teixeira), Nobre (Cenoura), Luís (Jorge), Jota, Mika e Zé Dias. Treinador: Vítor Oliveira.
.

Futsal: Arões garante passagem à fase seguinte do campeonato

Opinião: 
Vitória diante do Rumo ao Futuro (0-4)

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Agenda desportiva de fim-de-semana

Opinião: 
.
Futebol Popular - Taça da Federação - 3.ª Jornada:
.
Agrupamento Sta. Cristina - Aveleda | Sábado, 7 dezembro, 15h00 | Campo de Jogos Arões Santa Cristina
.
Futsal - Liga E.Leclerc Fafe - 9.ª Jornada:
.
Rumo ao Futuro - Arões SC | Sexta-feira, 6 dezembro, 23h30 | Pavilhão Municipal de Fafe.
.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Resultados da formação do Arões SC

Opinião: 
Foto: Milena Gonçalves
.
Juniores:
.
GD Travassós - Arões SC [5:0]
.
Juvenis não conseguiram evitar derrota caseira
Juvenis:
.
Arões SC - Airão [1:2]
.
Iniciados:
.
Ribeirão - Arões SC [3:0]
.
Infantis:
.
Arões SC - Pevidém [3:4]
.
Benjamins:
.
Arões SC - Amigos Urgeses [5:1]
.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Juniores - 1.ª Div. AF Braga: GD Travassós, 5 - Arões SC, 0

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Gil Soares
.
Arões sofre goleada no dérbi
.
Os Juniores do Arões perderam o dérbi fafense diante do GD Travassós. A jogar em casa, a equipa travassolista, ainda sem perder no campeonato, levou a melhor, ao vencer por 5-0.
.
A equipa aronense, que viu o treinador Rui Almeida abandonar o cargo de treinador a meio da semana, chegou ao intervalo a perder por 3-0. Na segunda parte, a formação da casa marcou mais dois golos e fixou o resultado nos 5-0. A superioridade do Travassós evidenciou-se, com a eficácia dos lances atacantes, que lhe deram a terceira vitória em oito jogos e o quarto lugar do campeonato, com 14 pontos.
.
Já o Arões está no décimo lugar, com cinco pontos. Após um empate caseiro com o Tabuadelo, os aronenses não conseguiram somar pontos no embate fafense, sofrendo o mesmo resultado da época passada no Campo dos Carvalhinhos.
.
Na próxima jornada, o Arões recebe o Celoricense. Já o Travassós volta a jogar em casa, diante do São Nicolau de Basto.
.
O Arões alinhou com: Costa, Marco, Presunto, Jorge, Fumega (cap.), Antunes (Roberto), Jota (Miguel), Luís, Teixeira (Nobre), Mika e Zé Dias.
.

Pró-Nacional: Merelinense, 2 - Arões SC, 2

Opinião: 
Texto e fotos: Rui Silva
.
Arões em bom plano diante de um dos candidatos
.
- Jorge Miguel bisou num jogo que merecia outro relvado
.
O encontro da tarde de Domingo opunha os dois primeiros classificados, Arões e Merelinense. Os bracarenses tinham e têm dois jogos a menos. Arões e Merelinense são duas das equipas deste campeonato que praticam bom futebol e tiveram como grande obstáculo o recinto de jogo, um relvado em muito mau estado, dificultando e muito a tarefa aos jogadores.
.
A equipa de Miguel Paredes entrou bem no jogo, batalhando e disputando os lances com vontade e atitude. À meia hora de jogo havia dois lances de relevo, um para cada lado, aos 16 minutos, Ruca teve uma bela iniciativa, mas pressionado, rematou cruzado ao lado da baliza de Miguel. A outra foi de Ismael, que recebeu uma bola de Pablo e à entrada da área, só frente a Cláudio, não conseguiu inaugurar o marcador.
.
Minuto 38, oportunidade de o Arões passar para a frente do marcador. Ismael sofre falta indiscutível em plena área do Merelinense, mas Cláudio venceu o duelo a Pablo. Desperdiçou Pablo, mas aproveitou Canetas. Em cima do intervalo, ao minuto 45, superiorizou-se a Jorge Miguel, cabeceando para o fundo das redes aronenses.
.
O Arões regressava ao balneário com um sentimento de injustiça. Por outro lado o técnico Hugo Sousa sorria com o golo de Canetas nos instantes finais da primeira parte.
.
O Merelinense, no regresso ao jogo, voltou moralizado e Canetas teve oportunidade para fazer o segundo, mas não acertou com a baliza. O Arões, ciente do seu potencial, foi crescendo e assumiu o comando do jogo.
.
Ao minuto 55, o Arões ganhou um livre descaído sobre a esquerda. Pablo bateu ao segundo poste, onde surgiu Jorge Miguel a restabelecer a igualdade. Redimiam-se os dois atletas de Miguel Paredes e colocavam justiça no marcador. O Arões estava por cima e dois minutos volvidos, Óscar falhou por pouco o segundo do Arões, ao cabecear a milímetros do poste da baliza de Cláudio.
.
Aos 60 minutos, lance rápido do Merelinense, bola metida em Ruca na área, que disputa a bola com Óscar, acabando por cair, o juiz não apitou falta de pronto, sem se saber porquê, mas acabaria por assinar a grande penalidade, que Canetas não desperdiçou, colocando de novo os bracarenses em vantagem no marcador.
.
Os técnicos mexeram nas equipas, primeiro Hugo Sousa retirou Rafael e faz entrar Ni na partida, ao minuto 61. Mais tarde, Miguel Paredes fez dupla substituição ao minuto 65, retirando Alírio e Barbosa e lançando Raimundo e Pedro Rosita. O Arões estava bem no jogo, balanceado no ataque, mas corria perigo, pois o Merelinense espreitava sempre que podia o contra-ataque. Exemplo disso mesmo foi o lance em que Café apareceu só frente a Miguel, aos 70 minutos, mas o guardião aronense negou-lhe o golo com o pé, enviando a bola para canto. Ao minuto 73, sai Óscar lesionado e entra Kéke para o seu lugar.
.
Aos 77 minutos, Raimundo é derrubado na pequena área por Cláudio e é assinalada nova grande penalidade para o Arões. Desta feita, foi Jorge Miguel chamado à conversão, rematando com sucesso para o tento da igualdade. Seguiu-se um final de jogo emocionante, com o Arões a não baixar as linhas e chegando mesmo a fazer o terceiro, mas a não ser validado por suposto fora de jogo de Jorge Miguel.
.
O Merelinense efetuou outra substituição aos 84 minutos, entrando Belinha para o lugar do irrequieto Ruca. Mas foi o Arões a criar novo calafrio na área bracarense, com Raimundo a uma vez mais ser derrubado, mas a nada ser assinalado.
.
Final do encontro, com a repartição de pontos aceitável para o trabalho executado pelas duas equipas, mas com nota negativa para o “palco” do jogo, pois mais se assimilava a um pelado. Pedia-se outro tapete para os bons executantes de ambas as partes.
.
Jogo no Estádio João Soares Vieira, em Merlim São Pedro, Braga.
.
Árbitro: Marco Teixeira, auxiliado por Gaspar Castro e Fernando Alves.
.
MERELINENSE FC: Cláudio Machado, Cara (cap.), Mara, Rui, Rafael (Ni, 61’), João Araújo, Tiago, João Paulo, Café, Ruca (Belinha, 84’) e Canetas. Treinador: Hugo Santos.
.
ARÕES SC: Miguel, Jorge Miguel, Fernando Beijinhos (cap.), Óscar (Kéke, 73’), Zézinho, Néné, Pablo, Bruno Cunha, Barbosa (Pedro Rosita, 65’), Ismael e Alírio (Raimundo, 65’). Treinador: Miguel Paredes.
.
Disciplina - cartão amarelo: Néné, 10’; João Paulo, 37’; João Araújo, 62’.
.
Marcador: Canetas, 42' e 61', Jorge Miguel, 55' e 78' (g.p).
.

domingo, 1 de dezembro de 2013

Futsal Concelhio: GD Armil, 1 - Arões SC, 0

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Futsal Fafe
.
Derrota adia apuramento para a fase seguinte
.
O Arões sofreu a segunda derrota na Liga E.Leclerc Futsal, ao perder com o líder Armil, por uma bola a zero, em jogo a contar para a oitava jornada, tendo este sido o sexto jogo da equipa de José Salvador.
.
O único golo da partida foi apontado por Ezequiel Silva. Ao fim desta jornada, Armil, Ardegão e Leões do Ferro já garantiram o apuramento na Série B, faltando uma vaga por preencher. A nona jornada vai ser por isso decisiva para o Arões garantir o apuramento para a fase seguinte.
.
O adversário é o Rumo ao Futuro. As equipas estão separadas por um ponto, com vantagem para o Arões, que soma dez, para nove do Rumo. O jogo está agendado para as 23h30 da próxima sexta-feira, no Pavilhão Municipal de Fafe.
.

sábado, 30 de novembro de 2013

Futebol Popular: Agrupamento Santa Cristina, 1 - FC Marinhão, 0

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro
.
Rafa decidiu o dérbi
.
O Agrupamento de Santa Cristina voltou a vencer para o campeonato de futebol popular. Após a derrota diante do Amigos de Quinchães, a formação de Vítor Vieira levou a melhor no dérbi diante do FC Marinhão, por 1-0.
.
A jogar em casa, o Agrupamento não estava disposto a perder qualquer ponto, até para não deixar os mais directos oponentes no topo da tabela. Já o Marinhão, após folgar na última jornada, apresentou-se com algumas limitações para o dérbi, nomeadamente no banco de suplentes.
.
O único golo da partida foi apontado por Rafa, jogador que deu a quarta vitória ao Agrupamento no sexto jogo da prova. Nota positiva para a equipa aronense, que voltou a não sofrer golos, feito só alcançado na primeira jornada, diante do SC Freamunde.
.
Com este resultado, o Agrupamento soma agora 12 pontos e alcançou o Quinchães no segundo lugar, ainda que com mais um jogo disputado. Já o Marinhão continua no sétimo e antepenúltimo lugar com quatro pontos, agora com os mesmos do 1.º de Maio de Figueiró, que venceu o Serafão por 4-0. Na próxima jornada, o Agrupamento folga. O Marinhão recebe o Leões de Serôa.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Agenda desportiva de fim-de-semana

Opinião: 
.
Campeonato Popular - 6.ª Jornada:
.
Agrupamento St.ª Cristina - FC Marinhão | Sábado, 30 novembro, 15h00 | Campo de Jogos Arões Santa Cristina.
.
Liga E.Leclerc Futsal:
.
Armil - Arões | Sábado, 30 de novembro, 20h30 | Pavilhão do Grupo Nun'Álvares, em Fafe.
.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Arões SC com quatro atletas nos treinos da equipa distrital

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Rui Silva
.
Néné é a novidade aronense nos convocados
.
- Zezinho, Bruno Cunha e Ismael voltam a ser chamados
.
Ismael, Bruno Cunha, Néné e Zezinho
Após a primeira fase da Taça das Regiões, a qual a AF Braga terminou em primeiro lugar no seu grupo, João Salgueiro já elaborou a lista de convocados para preparar a fase final nacional, onde o Arões figura como equipa mais representada, com quatro jogadores.
.
Zezinho, Bruno Cunha e Ismael voltaram a ser chamados, mas Néné é a principal novidade aronense. O médio tem sido titular praticamente em todos os jogos da equipa de Miguel Paredes e as suas exibições bem conseguidas mereceram a chamada à equipa distrital.
.
O fafense Ricardo Soares, do Torcatense, também voltou a ser convocado. O primeiro treino de preparação decorre já na próxima quarta-feira, dia 4 de Dezembro, em Galegos Santa Maria. De recordar que a próxima fase decorre entre 3 e 5 de Janeiro, entre a AF Braga, AF Leiria, AF Setúbal e AF Beja e daqui sairá a equipa que defenderá as cores nacionais a nível europeu.
.
A região vencedora representará então Portugal no grupo sete da fase intermédia da Taça das Regiões da UEFA, onde já se sabe que os adversários são a Itália, Bielorrússia e Bósnia. Os jogos desta fase decorrem na Bósnia de 25 a 29 de Setembro de 2014. Os vencedores dos oito grupos de qualificação disputam o título na fase final a realizar no Verão de 2015.
.
Lista dos 18 convocados para os treinos:
.
Maria da Fonte: Miguel.
CD Celeirós: Malhão.
Vieira SC: Neno, Bruno Rocha e Luca.
Merelinense FC: João Paulo, Rafa e Canetas
GDC Torcatense: Ricardo Soares.
GD Serzedelo: Sérgio Vieira e Costinha.
Marinhas FC: Salgado.
CC Taipas: João Paulo e Zézé.
Forjães SC: Hélder.
Arões SC: Zezinho, Néné, Bruno Cunha e Ismael.
Pevidém SC: Pedrinho.
FC Amares: Ruizinho.
São Paio Arcos: Matías.
.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Futebol Popular: Amigos de Quinchães, 3 - Agrupamento Santa Cristina, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro
.
Golo de Cardoso não chegou
.
- André foi expulso na segunda parte
.
O Agrupamento de Santa Cristina somou a segunda derrota em cinco jogos no campeonato popular. No dérbi fafense em Quinchães, vitória da equipa da casa por 3-1.
.
Adivinhava-se um jogo difícil para as duas equipas, com equilíbrio e disputa à mistura. Mas foi o Amigos de Quinchães, que sem ir em relações afectivas, colocou-se a vencer por 2-0 na primeira parte. Ainda assim, Cardoso reduziu antes do intervalo para 2-1, resultado registado na recolha aos balneários.
.
Na segunda parte, as coisas complicaram-se para a equipa de Vítor Vieira. O lateral André foi expulso e deixou a equipa com dez elementos. A equipa do Quinchães soube aproveitar e fixou o resultado em 3-1, com o qual terminaria a partida.
.
A derrota atirou o Agrupamento para o quarto lugar, ainda que com os mesmos nove pontos do São Clemente, terceiro classificado. O Amigos de Quinchães isolou-se no segundo lugar, com 12 pontos e pode ultrapassar os 13 do GD Fareja, se vencer o jogo a menos que tem, devido ao número ímpar de equipas do campeonato, que obriga cada uma a folgar jornada a jornada.
.

domingo, 24 de novembro de 2013

Arões - Brito: declarações no final do jogo

Opinião: 
Fotos: Rui Silva/Ricardo Castro
.
Pablo, jogador do Arões: “Conseguimos ter forças para dar a volta ao resultado”
.
“Um jogo muito difícil contra uma equipa que não está muito bem no campeonato mas com excelentes jogadores. Uma primeira parte em que nós tentamos marcar logo no início, tivemos duas ou três ocasiões mas a bola não entrou. Depois um lance meio infantil, que por acaso foi meu, deu o contra-ataque do Brito que fez o 0-1, mas conseguimos ter forças para dar a volta ao resultado com uma boa exibição do coletivo. Antes do golo tinha rematado duas vezes com força, mas o guarda-redes estava bem posicionado. Pelo passe do Zezinho vi que ele estava adiantado mas sinceramente nem vi entrar por causa do sol. Só quando o Ismael disse que tinha entrado eu corri para festejar e voltar rápido para o meio-campo porque ainda estava 1-1, para tentar dar a volta e ainda bem que conseguimos.”
.
Miguel Paredes, treinador do Arões: “Cometemos um erro que podia ter colocado tudo em causa"
.
“A forma como entramos em campo e as facilidades que tivemos nos primeiros 15 minutos acabaram por correr contra nós. Aos 30 segundos, o Garcia podia ter feito golo, logo a seguir outra oportunidade, dominámos o primeiro quarto de hora como nunca o tínhamos feito e o relaxamento fez com que não marcássemos na primeira parte e entrássemos um bocadinho no jogo do adversário, que joga um futebol à espera da bola parada, são muito fortes no ar. Ao intervalo, manifestei o meu desagrado para com os jogadores por isso. Pedi paciência e bola no chão para criar situações e fazer circulação. Chamei-lhes a atenção para o que eu considero negativo, que é a impaciência que os adeptos provocam na equipa, que em vez de apoiar criam mais ansiedade. Na segunda parte, entramos melhor e com a expulsão do nosso adversário faltou um pouco mais de paciência. Cometemos um erro gravíssimo na marcação de um canto a nosso favor, em que na oportunidade anterior podíamos ter feito o 1-0 e sofremos golo. Mas fomos justos vencedores porque acreditamos sempre e são estas vitórias que fortalecem o grupo. Se nós formos concentrados e não dermos tiros nos nossos pés, somos difíceis de bater. Hoje cometemos um erro que podia ter colocado tudo em causa, mas felizmente ganhamos e dou os parabéns à atitude dos jogadores. O treinador quando coloca os jogadores acredita neles. Tem sido assim com o Alírio, em três jogos aqui em casa, está a adaptar à nova realidade, tem tido alguma dificuldade motivada pela sua forma de jogar. Somos uma equipa muito técnica, que gosta de ter a bola e ele é um jogador de mais profundidade, do um contra um. Tem trabalhado bem e estou convencido que vai aparecer melhor. Mas o que quero mesmo é que a equipa ganhe seja quem for que marque os golos.”
.
André Pereira, treinador do Brito: “A equipa bateu-se muito bem e acho que merecíamos mais”
.
“A expulsão obrigou-nos a mexer. A equipa cumpriu o plano como tínhamos delineado e treinado. Mas mesmo assim a equipa bateu-se muito bem e acho que merecíamos mais. Não posso julgar o momento da expulsão, estou longe, acho que não o devo fazer.”
.

sábado, 23 de novembro de 2013

Pró-Nacional: Arões SC, 2 - Brito SC, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Pablo de se lhe tirar o chapéu
.
- Alírio deu a volta ao jogo segundos após entrar 
.
O Arões voltou às vitórias na Divisão Pró-Nacional. Após a derrota nas Marinhas e do empate em Celorico, a equipa de Miguel Paredes recebeu e venceu o Brito, por 2-1. Não foi um jogo fácil diante de uma equipa que estreou o jovem treinador de 25 anos no banco, André Pereira.

O Arões entrou bem em campo e com poucos segundos de jogo, Garcia surgiu em boa posição na área mas não conseguiu desviar com êxito. O lance deu origem a um livre frontal, de Jorge Miguel, que passou pouco ao lado. No minuto seguinte, Pablo esteve perto do golo, mas Miguel não se deixou enganar.
A entrada agressiva do Arões foi-se desfazendo e aos poucos, o Brito conseguiu estabilizar-se em campo. A qualidade de jogo da primeira parte foi fraca e os melhores lances de perigo surgiam de bola parada. Aos 12 minutos, um livre de Meira obrigou Miguel a defender a soco. O Arões respondeu aos 26 minutos da mesma maneira. Livre de Ismael para defesa apertada de Miguel.

No minuto seguinte, Faria saiu muito queixoso do joelho esquerdo e foi substituído por Santos. O Brito continuou a insistir de bola parada, por Sílvio e Meira, aos 32 e 43 minutos, mas Miguel defendeu. Ainda antes do intervalo, livre de Pablo e Jorge Miguel não conseguiu o melhor desvio. O Arões esteve perto do golo mas o nulo permaneceu até ao intervalo.

O Arões entrou com mais atitude no início da segunda parte. Miguel lançou Garcia e quase que marcava de baliza a baliza, mas o outro Miguel estava atento e segurou na hora certa. O Brito respondeu aos 53 minutos. Boa jogada entre Ricardinho e Mota pela esquerda e Ricardo rematou na área, mas a bola foi intercetada por um defesa aronense.

Aos 56 minutos, Ismael ganhou a frente a Sílvio e foi derrubado por este, quando já só tinha Miguel pela frente. Vermelho direto para o central vimaranense, que deixou os visitantes com menos um em campo. Na sequência do lance, o livre de Pablo saiu ao lado.

A melhor oportunidade do Arões surgiu aos 62 minutos. Pablo rematou forte de pé esquerdo à entrada da área, com Miguel a defender para canto, tendo a bola ainda batido no poste. Mas na sequência do canto, contra-ataque para o Brito, conduzido por Ricardo, que correu até à área contrária e deu para o recém-entrado João, que encostou para o primeiro golo do jogo. Com menos um, o Brito adiantava-se no marcador.

O Arões partiu para cima do adversário e já após a entrada de Raimundo, André foi lançado em campo para dar velocidade e opção ao ataque. Aos 77 minutos, contra-ataque rápido do Arões, com André na condução a deixar para Pablo, que deixou para Ismael rematar ao poste.

Pablo e Alírio deram a volta ao resultado
Este lance foi o mote para o mo(nu)mento do jogo que se seguiu. Minuto 78, Zezinho deixou a bola em Pablo, que á entrada da área viu Miguel adiantado e fez um chapéu do outro mundo. Uma execução ao só ao nível dos melhores, a qual Pablo deixou bem patente, empatando o jogo.

Aos 81 minutos, Alírio entrou para o lugar de Ismael e bastaram cinco segundos para o avançado fazer golo, ao corresponder com uma cabeçada a canto de Bruno Cunha. À semelhança de jogos anteriores, contra o Serzedelo e Taipas, o possante atleta aronense voltou a mostrar-se goleador, desta feita com mais influência ao dar a vitória à equipa.

Até final o Arões ainda podia ter aumentado a vantagem, mas também soube defender quando assim foi necessário. Aos 90+4’, gritou-se golo após uma tentativa de chapéu de André, mas o jogo terminaria mesmo com o 2-1. Vitória suada do Arões, que mantém o comboio da frente, com 27 pontos e de forma provisória na liderança do campeonato.

Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões.

Árbitro: Andreia Catarina Sousa, auxiliada por Sofia Alexandra Fernandes e Paulo Emanuel Leitão.
ARÕES SC: Miguel, Jorge Miguel, Óscar, Fernando Beijinhos (cap.), Zezinho, Néné, Barbosa (André, 68’), Bruno Cunha, Pablo, Ismael (Alírio, 81’) e Pedro Garcia (Raimundo, 59’). Treinado: Miguel Paredes.

BRITO SC: Miguel (cap.), Sílvio, Fernando, Nuno Ribeiro, Sérgio, Meira (Lipinho, 83’), Faria (Santos, 30’), Ricardo, Miguel Mota, Ricardinho (João, 57’) e Ricardo Cruz. Treinador: André Pereira.

Disciplina – cartões amarelos a: Ricardinho, 16’, Garcia, 20’, Ricardo, 30’, Bruno Cunha, 63’, Miguel (Brito), 71’, André, 72’, Jorge Miguel, 75’, Zezinho, 76’ e Miguel (Arões), 90+4’. Vermelho a: Sílvio, 56’ (direto).

Marcador: João, 63’, Pablo, 78’ e Alírio, 81’.

.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Agenda desportiva de fim-de-semana

Opinião: 
.
Futebol Popular - Campeonato Intermunicipal - 5.ª Jornada:
.
Amigos de Quinchães - Agrupamento Santa Cristina | Sábado, 23 de Novembro, 15h00, em Quinchães, Fafe.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Taça AF Braga: Arões joga com o Pica a 28 ou 29 de Dezembro

Opinião: 
Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro
.
Celeirós é o adversário em caso de apuramento
.
O dérbi fafense da 3.ª eliminatória da Taça AF Braga, entre Pica e Arões, então adiado devido à presença de três jogadores aronenses na selecção distrital de Braga, jogar-se-à no fim-de-semana entre o Natal e o Ano Novo, o mesmo que dizer a 28 ou 29 de Dezembro de 2013.
.
Entretanto, realizou-se esta quarta-feira o sorteio da 4.ª eliminatória da prova, o qual ditou que o Celeirós recebe a formação que sair vencedora do confronto entre Pica e Arões. Se a equipa de Miguel Paredes seguir em frente, medirá forças com um dos seus adversários na Divisão Pró-Nacional.
.
Nota para uma eliminatória que apenas terá seis jogos em agenda, sendo que dez das dezasseis equipas a apurar para os oitavos-de-final ficaram isentas. São elas o GD Travassós, Porto D'Ave, Serzedelo, Merelinense, União Torcatense, Ronfe, Parada de Tibães, São Veríssimo, Águias da Graça e o Maria da Fonte ou Vieira.
.
Calendário de jogos da 4.ª eliminatória, a realizar a 4 ou 5 de janeiro:
.
Arco de Baúlhe - Ucha | São Paio Arcos - GD Gerês | FC Amares - Pevidém SC | Santo Adrião - Amigos de Urgeses | Brito SC - Dumiense FC | CD Celeirós - Pica/Arões SC.
.