domingo, 3 de fevereiro de 2013

Div. Honra AF Braga: Amares, 0 - Arões SC, 0

Opinião: 


Texto e fotos: Rui Silva
.
Um ponto conquistado
.
- Arões foi a Amares conquistar um ponto, num jogo pouco esclarecido, muito por culpa do estado do relvado ... mas não só.

A 18ª jornada da Divisão de Honra opunha duas equipas separadas na tabela classificativa por 12 pontos. O Arões vinha à conquista de mais três pontos, mas não trouxe mais que um ponto na bagagem.

O Arões, demonstrou nos minutos inicias, mais futebol, mas com o passar do tempo, ia pecando no seu jogo a meio campo, pouco esclarecido e com bastantes passes errados. "Poderão desculparem-se os atletas pela má qualidade do relvado, pois como aliás, Miguel Paredes disse, o campo até é parecia ao longe bom para se poder jogar, e nós temos bons jogadores no meio campo, mas o mau estado do relvado, muito escorregadio, criou dificuldades aos nossos jogadores."


O Amares por seu lado, não criava lances construídos, apenas limitava-se a bolas pontapeadas para o meio campo contrario, onde o veterano Armando tentava inventar lances de perigo, coisa que conseguiu por uma única vez aos 20 minutos, quando aproveitou uma perca de bola Aronense, perto da grande área e com lucidez, desfere um forte remate às redes laterais da baliza de Carneiro.
.
Respondeu Raimundo, na sequência de um livre mas o cabeceamento saiu por cima. Pouco mais a assinalar neste primeiro tempo em que o Arões dominou, mas com dificuldade em chegar ao último terço do terreno.

Na segunda parte, foi o Amares a surgir mais esclarecido, colocando mesmo o Arões em terrenos mais recuados. Miguel Paredes, havia lançado Brinca para o lugar de André, mas não se notou melhorias no futebol atacante do Arões, pelo contrário o Amares criou dois lances de perigo ao minuto 19 e 22, nestas duas situações os defesas do Arões permitiram o cabeceamento em zona perigosa, criando calafrios aos adeptos Aronenses. 
.
Destaque pela negativa, que não poderia deixar passar em branco, foi a dualidade de critério no que toca à amostragens de cartões, penalizando o Arões, ao contrario dos atletas de Sá Pereira, que foram passando impunes, destacando-se o central Xavier, pela forma incorrecta como abordava cada disputa de bola com os avançados do Arões. Mas no que a futebol diz respeito, a melhor oportunidade de golo foi para o Arões, isto ao minuto 78, quando Raimundo ao 2º poste remata fora do alcance de Renato e Ismael na tentativa de encostar para o fundo das redes, mais não fez do que desviar a trajectória da bola, ficando a sensação que a bola iria para golo. Já nos minutos finais o Amares teve nova oportunidade falhando o alvo.
.
O empate aceita-se face ao jogo produzido pelas duas equipas. O Arões mantém-se no 5º lugar, agora a 6 pontos do líder e a apenas dois do seu próximo adversário, o Celeiros que venceu o seu sexto jogo consecutivo.
.
:: Ficha de jogo ::
.
Local: Estádio Engº. José Carlos Macedo - Amares.
.
ÁRBITRO. Hélder Salazar; Auxiliares | António Barbosa e João Tinoco.
.
FC AMARES: Renato, Petit, Borges, Xavier, Hélder (cap.), Filipe, Rui, Fujaco, André (Jeremy, 79), Ginho (Diogo, 55) e Armando. Treinador: Sá Pereira.
.
ARÕES SC: Carneiro, Tiago, Ricardo Costa, Keke, Zézinho, Fernandez , Bruno Cunha, Gijo (Tiago Nogueira, 89), André (Brinca, 45), Ismael (Bila, 70) e Raimundo (cap.). Treinador: Miguel Paredes.
.
Disciplina - cartões amarelos: Fernandez, 10’; Borges, 16; André, 36; Bruno Cunha, 38; Ismael, 52; Bila, 78; Keke, 81 e Ricardo Costa, 87.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário