domingo, 25 de agosto de 2013

Arões SC vs Porto D'Ave: reacções pós-jogo dos intervenientes da partida

Opinião: 
Ismael, jogador do Arões SC:
.
“Era importante segurar o resultado, falei com o mister e achámos que era a melhor solução”
.
“ (Sobre a ida à baliza) São situações do jogo e tinha de ser alguém. Já me sentia um pouco cansado e como tínhamos vários homens na frente e como era importante segurar o resultado falei com o mister e achámos que era a melhor solução. Tinha alguma experiência de brincadeiras com amigos apenas. Foi um jogo muito difícil, duas equipas muito boas, o Porto D’Ave mostrou que no campeonato passado tinha muito bons jogadores, manteve mais ou menos a mesma equipa, é sempre difícil de bater. Foi um jogo atípico, nós marcávamos um e eles respondiam com um golo mas estávamos confiantes que o nosso trabalho podia dar a vitória. Tivemos um pouco de dificuldade nas bolas paradas, sabíamos da capacidade deles, falhamos um pouco aí mas com o trabalho vai ser melhorado. A pré-época demonstrou que o grupo estava forte e coeso e no balneário somos muito unidos e isso mostrou-se no campo”.
.
Miguel Paredes, treinador do Arões SC:
.
“Tivemos o discernimento de depois de sofrer o empate de chegar sempre ao golo”

“Foi um jogo como costuma ser entre Arões e Porto D’Ave. São sempre jogos muito intensos, com muita adrenalina. Acho que entramos bem no jogo, acho que surpreendemos o adversário pelo 4x4x2, o ano passado raramente o fazia. Fomos dando tiros nos nossos pés e isso acabou por manter o Porto D’Ave sempre em jogo. Felizmente tivemos o discernimento e a capacidade de depois de sofrermos o empate de chegar sempre ao golo da vitória. Mas penso que foi uma vitória justa, para uma equipa que teve bastantes condicionalismos durante o jogo. São sempre jogos de guerra, intensos e o campo não é muito grande e por isso muito propício ao contacto. Não ganhámos nada, apenas tivemos a primeira vitória de muitas que queremos ter ao longo do campeonato.”
.
Sérgio Lino, treinador do Porto D’Ave:
.
“Faltou-nos alguma matreirice em certos momentos do jogo”
.
Foto: ad-ninense.blogspot.pt
“Nos três golos que sofremos fomos incompetentes, não fomos aquilo que costumamos ser. Nos momentos de bola parada fomos fortes, fizemos dois golos, mas uma equipa que faz dois golos não pode perder este jogo. Parabéns ao Arões, mas nós temos muito que trabalhar, não podemos sofrer golos como sofremos. Penso que nos faltou alguma matreirice em certos momentos do jogo e num momento do jogo que éramos fortes a reagir no ano passado, que era a perda de bola, fomos banais e acho que foi isso que fez a diferença. Nesta divisão onde há competitividade acima da média, com as melhores equipas da nossa região, nós temos que ser competentes e não fomos, talvez fruto de alguma ansiedade por parte dos meus jogadores, acho que o clique mental devia ter sido outro e não foi. Fica a derrota para nós e parabéns ao Arões mais uma vez, porque nos surpreendeu pela estratégia deles e foram mais felizes.”
.

Sem comentários:

Enviar um comentário