sábado, 21 de setembro de 2013

Arões - Vieira: reacções dos treinadores

Opinião: 
Miguel Paredes: “Muito satisfeito com a atitude e o empenho dos jogadores”
.
“Penso que entrámos bem, marcamos cedo, podíamos ter feito o segundo mas certamente era pesado para o Vieira e para aquilo que tínhamos feito no jogo. Foi uma primeira parte boa, a segunda nem tanto, mas o golo do Vieira, num erro individual, acabou por nos condicionar um pouco. Penso que dominámos a primeira meia hora, nos últimos quinze minutos da primeira parte o Vieira esteve por cima. Na segunda parte foi um jogo muito mais desequilibrado, jogado ora num meio campo, ora noutro e sem grandes oportunidades de golo. A partir do
momento em que nos colocámos de novo na frente, gerimos até ao fim, porque psicologicamente era pesado, dado que no ano passado perdemos sempre com o Vieira e vínhamos de um jogo não tão bem conseguido em Travassós. Mas os meus jogadores foram enormes e salvo uma ou outra situação praticamente não permitimos oportunidades ao Vieira para marcar na segunda parte. Estou muito satisfeito com a atitude e o empenho dos meus jogadores. A nível de futebol, estou mais satisfeito com primeira parte do que com a segunda.”
.
Roger Bastos: “Acho que controlámos o jogo como quisemos”
.
Foto: Rui Silva
“Entramos a perder com um golo de bola parada aos dois minutos e conseguimos reagir com clarividência, organização e qualidade e até consegue fazer o empate e partir para a volta no marcador. Penso que foi uma primeira parte toda controlada por nós, o adversário chegou à baliza numa ou outra situação de bola parada. Na segunda parte, num lance onde tenho algumas dúvidas, que o árbitro não teve e sem que o Arões fizesse para mudar o resultado, fruto de uma grande penalidade, o Vieira sofre o 2-1. As derrotas também não ajudam, não nos dão a eficácia que queremos, mas estamos no caminho certo. Defrontamos um excelente adversário, que hoje não precisou de muito para ganhar mas acabou por ganhar. Nós passamos algum tempo com jogadores fundamentais a não trabalharem durante a semana, com algumas lesões, mas nós temos lutado e hoje foi a prova disso. Não é qualquer equipa que se bate assim em Arões, eles tiveram dois lances de bola parada e fizeram dois golos. O Vieira teve boas oportunidades pelo Roger e outra pelo Orlando, acho que controlamos o jogo como quisemos. Mas era previsível que uma ou outra equipa, num lance mais frio, mais cruel, podia decidir o jogo. Senti que o critério da arbitragem não foi o mais feliz. Tenho sérias dúvidas no lance do penalti. Mas o nosso caminho é este, vamos reagir. Temos uma semana para levantar a moral dos jogadores. Quem consegue pôr isto dentro de campo não é uma equipa qualquer e o adversário valorizou o nosso jogo.”
.

Sem comentários:

Enviar um comentário