sábado, 2 de novembro de 2013

Pró-Nacional: Arões SC, 3 - CC Taipas, 0

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Arões soma e segue com chapa três
.
- Golos de Ismael, Alírio e Pablo
.
O Arões deu o melhor seguimento à vitória em Maria da Fonte e voltou a vencer em casa. Triunfo por 3-0 diante do Taipas, num jogo difícil onde o resultado só foi construído na segunda parte. Ismael, Alírio – este só precisou de dois minutos em campo para marcar - e Pablo, marcaram os três golos aronenses. De notar que o Taipas mudou de treinador no início da semana, com Marco Alves a comandar a equipa pela primeira vez neste jogo. O técnico já tinha perdido em Arões ao serviço do Serzedelo, por 4-0 na 2.ª jornada.
.
Aos três minutos, após cruzamento de Raimundo, o central Óscar ganhou posição e cabeceou, mas ao lado. Pouco depois, aos sete minutos, melhor ocasião do Arões na primeira parte. Canto de Bruno Cunha da esquerda do ataque, André tirou o pão da boca a Jorge Miguel e o capitão Fernando Beijinhos, rematou à entrada da pequena área, mas ao lado.
.
Aos 15 minutos, surgiu o primeiro canto para o Taipas, mas sem perigo. Os vimaranenses, pouco ativos até então no ataque, começaram a trocar melhor a bola a meio campo. Mas só de bola parada se aproximavam da baliza aronense. Aos 25 minutos, livre para a área, do experiente Zé Manuel, que esteve muitos anos na primeira Liga, mas Miguel socou a bola para longe da baliza.
.
A resposta do Arões foi pronta e logo com um golo de Bruno Cunha, então invalidado por suposto fora-de-jogo, assinalado pelo auxiliar.
.
Aos 38 minutos, novo livre de Zé Manuel, com Zeze a tentar o desvio, mas a bola saiu para canto. Na sequência deste, Vítor atirou por cima. Já perto do intervalo, Bruno Cunha esteve perto do 1-0, com um remate com pouco ângulo, junto à linha de fundo, já na área. Ao intervalo, permanecia o nulo.
.
O Arões entrou bem na segunda parte e inaugurou o marcador aos 48 minutos. Livre de Pablo da esquerda, bem batido para a área e Ismael cabeceou de forma imponente para o fundo da baliza, com a bola a entrar ao ângulo, sem hipóteses para André.
.
Aos 50 minutos, Zé Manuel ganhou na disputa com Jorge Miguel e rematou espontaneamente à entrada da área, para defesa apertada de Miguel.
.
O minuto 62 trouxe mais um golo anulado ao Arões. Bruno Cunha cruzou da esquerda e Jorge Miguel cabeceou com êxito, mas o árbitro assinalou falta do lateral direito aronense. Cinco minutos depois, Bruno Cunha chocou com André e o guarda-redes do Taipas ficou queixoso, o que obrigou a uma paragem algo demorada do jogo.
.
À entrada para o último quarto de hora, Vítor tentou surpreender com um remate do meio campo, mas sem problema para Miguel, guarda-redes que no minuto seguinte defendeu com segurança o remate cruzado de Zé Manuel, após uma jogada rápida dos visitantes.
.
O Arões estava a conseguir aguentar a pressão adversária e aos 80 minutos, Jorge Miguel cruzou para a área e Alírio, que tinha acabado de entrar, desviou com o pé esquerdo para o segundo golo da partida.
.
Este golo libertou o Arões, que ganhou mais poder ofensivo. Aos 89 minutos, após um canto de Bruno Cunha, o lateral Jorge Miguel foi agarrado na camisola por João Paulo. O árbitro apontou de imediato para a marca de grande penalidade e Pablo, na marcação do mesmo, fez o 3-0 final, colocando a bola mais em jeito, junto ao poste.
.
Já nos descontos, Zé Manuel quase marcava de canto, mas Miguel voou e evitou o golo. Vitória bem conseguida do Arões, que continua o excelente campeonato realizado. Ao fim de dez jogos, são sete as vitórias, com dois empates e uma derrota pelo meio, que fazem os 23 pontos e a manutenção da primeiro lugar. De registar ainda a eficácia defensiva neste jogo. Após dois jogos em que sofreu cinco golos, o Arões voltou a manter a sua baliza a zeros.
.
ARÕES SC: Miguel, Jorge Miguel, Fernando Beijinhos (cap.), Óscar, Zezinho, Néné, Pedro Rosita (André, 63’), Pablo, Bruno Cunha, Ismael (Alírio, 78’) e Raimundo (Keke, 84’). Treinador: Miguel Paredes.
.
CC TAIPAS: André, João Paulo, Vítor, Carlos Campos, Saviola, Dúnio, Garcia (Nélson, 70’), Lapinha, Zé Manuel, Diogo (Fábio, 82’) e Zeze. Treinador: Marco Alves.
.
Disciplina – cartões amarelos a: Lapinha, 13’, Pedro Rosita, 30’, Zé Manuel, 32’, Óscar, 43’, Diogo, 50’, Bruno Cunha, 67’, João Paulo, 89’.
.
Marcador: Ismael, 48’, Alírio, 80’ e Pablo, 90’ (g.p).
.

Sem comentários:

Enviar um comentário