segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Declarações no final do Celeirós - Arões

Opinião: 
Por: Ricardo Castro
.
No final do jogo, o treinador do Arões, Miguel Paredes, e o treinador-adjunto do Celeirós, Sérgio Beato, acabaram por concordar na justiça do resultado, na medida em que a equipa bracarense acabou por ser mais feliz, agressiva e acreditou sempre que podia chegar à vitória.
.
Miguel Paredes: “Nestes jogos temos de ser agressivos como o nosso adversário”
.
“Na primeira parte praticamente não existimos. Tivemos alguns problemas, o Kéke, lesionado, teve de sair, o Jorge Miguel e o Rosita jogaram com limitações. Na segunda parte, o nosso adversário já não foi aquilo que foi na primeira parte, nós controlamos bem o jogo e depois numa falta de agressividade no meio campo permitimos uma jogada pela linha, onde marcaram o golo. Trabalharam mais se calhar que nós e fomos uma equipa que nunca se conseguiu adaptar à agressividade do adversário e acabamos por sofrer o golo perto do fim. É um prémio para o Celeiros, pelo que trabalhou e nós vamos continuar o nosso caminho. Nestes jogos temos de ser agressivos como o nosso adversário. Estamos com algumas dificuldades porque temos poucos jogadores. Mas vamos trabalhar, temos o jogo da Taça com o Pica, vai ser um dérbi, onde o nosso adversário e nós próprios vamos querer ganhar. Vamos continuar a trabalhar e melhores dias virão. Acabamos por perder, mas há que dar mérito ao Celeirós, que sempre acreditou que podia ganhar e esta classificação é um engano, porque com a introdução do Salgueiro e do Cesário, torna-se uma equipa muito mais forte e certamente vai conseguir sair dos lugares onde está.”
.
Sérgio Beato: “Acabámos por ter a felicidade que não temos tido nos últimos jogos”
.
“Acima de tudo assistiu-se a um grande jogo de futebol, com três grandes equipas. Nós, o Arões, que era o comandante e justamente, muito bem orientado e uma grande arbitragem. Acho que o Celeirós foi a equipa mais compacta e coesa, que procurou mais a vitória. Acabámos por ter a felicidade que não temos tido nos últimos jogos, isto tem sido o Celeirós dos últimos jogos, com grande atitude e rigor e fomos premiados, é justo para o grupo de trabalho. Dedicamos esta vitória ao grande apoio da massa adepta e em especial ao presidente, que tem sido fantástico, que nos tem dado um apoio extraordinário à equipa técnica e ao grupo de trabalho.”
.

Sem comentários:

Enviar um comentário