domingo, 2 de fevereiro de 2014

Declarações após o Arões - Travassós (3-1)

Opinião: 
Miguel Paredes: "Não foi um grande Arões mas chegou para vencer"
.
“Foi uma primeira parte horrível, a pior que fizemos até hoje. Não fomos agressivos, não jogamos. O mínimo que se pode exigir a uma equipa é que lute e trabalhe e nós não fizemos isso. Ao intervalo, chamei a atenção dos meus atletas e a segunda parte foi completamente diferente. Tivemos a felicidade de fazer um golo primeiro, depois fizemos o segundo golo e aquele penálti acabou por relançar um bocadinho o nosso adversário, que acreditou um bocado. Depois com o terceiro golo, penso que foi gerir até final. Não foi um grande Arões, mas chegou para vencer. Uma vitória justa e espero que nos relance para uma fase final de campeonato boa.” [Sobre os três golos de cabeça] “Temos jogadores fortes nessas situações, como é o caso do Jorge Miguel e hoje o Gustinho até acabou por fazer dois golos, que não é normal. Mas estamos a conhecer-nos, estamos um bocado órfãos do Pablo, estamos a readaptar-nos ao jogo.”
.
Paulinho Soares: "Acho que não fomos inferiores em nada"
.
“O Travassós apresentou-se para discutir o resultado. Sabíamos de antemão que o Arões é uma equipa que tem feito um campeonato fantástico. Em jogo jogado, acho que não fomos inferiores em nada. Agora é óbvio que apareceram os golos de bola parada, de cabeça, que nem é muito normal no Arões. Mas marcaram mais que nós e ganharam. Se me perguntassem a justiça no resultado, acho que o resultado seria o empate. Mas o Arões foi melhor, fez três golos. Ao intervalo, tentei corrigir, abrindo mais os alas nas linhas, fazendo mais rapidamente as diagonais na lateral e tentar chegar em cruzamento à baliza. Foi precisamente por isso que tirámos um médio e metemos um avançado para jogar com dois, mas não surtiu efeito. O André teve uma fratura na mão, não estava a suportar as dores e teve de sair. O Pedro Mendes partiu um dente, com uma cotovelada, um lance que eu não quero discutir e também não aguentou as dores. Foram duas substituições um bocadinho perdidas, mas não jogamos com menos, por isso tínhamos obrigação de fazer mais um bocadinho.”
.
Gustinho: "Fui feliz, acabei por fazer os golos, ajudando a equipa"
.
“Foi uma partida difícil, o adversário criou bastantes dificuldades, principalmente na primeira parte. Mas ao intervalo o mister alertou-nos que tínhamos de mudar a atitude, foi isso que demonstramos na segunda parte. Fomos completamente diferentes, muito superiores ao Travassós e os golos aconteceram naturalmente. Fui feliz, acabei por fazer os golos, ajudando a equipa, que é o mais importante sempre. Temos uma equipa com bastante qualidade. Apesar dos resultados menos positivos, continuamos na frente do campeonato. Estamos bem, fortes e estamos aí para a luta.”
.

Sem comentários:

Enviar um comentário