sábado, 5 de abril de 2014

Pró-Nacional: Arões SC, 2 - CD Celoricense, 0

Opinião: 
Texto e fotos: Ricardo Castro
.
Quando os guarda-redes decidem jogos…

- Golos de André e Raimundo 

No jogo inaugural da jornada 29 da Pró-Nacional, o Arões recebeu e venceu o Celoricense por duas bolas a zero. Num duelo equilibrado, a eficácia premiou os homens de Miguel Paredes, que marcaram um golo a abrir e outro a fechar. Miguel foi o homem do jogo, ao defender uma grande penalidade já perto do fim, quando o marcador assinalava 1-0.

As ausências de jogadores como Fernando Beijinhos, Pablo ou Alírio, obrigaram Miguel Paredes a convocar quatro juniores: Mika, Fumega, Zé Dias e Presunto. Depois de minutos iniciais mornos, o Arões chegou ao golo na primeira oportunidade. Cruzamento de Garcia a meia altura, com André a aparecer ao segundo poste a desviar de primeira, esticando-se em direção à bola. Finalização oportuna do extremo, colocando o Arões em vantagem aos sete minutos.

Embalado pela assistência, Garcia tentou o golo num remate de meia distância, mas a bola passou por cima. O Celoricense deu o primeiro sinal aos 16 minutos. Remate surpresa de Luca, a meio do meio campo do Arões, com Miguel a esticar-se para uma defesa difícil para canto, do qual nada resultou.

Júnior Mika (ao centro) somou minutos pela equipa principal
À meia hora de jogo, golo anulado ao Arões. Ismael surgiu solto na direita, entrou na área e cruzou para o desvio certeiro de André. Mas o árbitro auxiliar assinalou uma discutível posição irregular a Garcia. Cinco minutos depois, o perigo voltou a rondar a baliza de Miguel. Livre de João Miguel da direita e Tony não conseguiu o desvio certeiro. O Arões nunca baixou as linhas, mas a partida equilibrou a meio da primeira parte. Do lado dos de Basto, faltou mais acutilância atacante. Ao intervalo, vantagem mínima da equipa de Miguel Paredes.

Na segunda parte, voltou a ser o Arões a primeira equipa a ‘cheirar’ o golo. Aos 56 minutos, Garcia lançou Ismael e este rematou de pé esquerdo na área, mas Barroco defendeu. Pouco depois, Garcia, de livre, fez a bola passar muito perto do poste direito da baliza do Celoricense.

Também de bola parada o Celoricense tentou o golo. Aos 69 minutos, Tony fez a bola passar pouco por cima da baliza de Miguel. Pouco depois foi Domingos, em novo livre para a área, com Marinho a cabecear e Miguel a esticar-se todo, segurando a bola.

Aos 79 minutos, livre de Bruno Cunha, cabeceamento a meias de Jorge Miguel e Gustinho, com a bola a bater na trave. Pouco depois, Bruno Cunha entrou na área e Ismael rematou de primeira, mas ao lado. Aos 82 minutos, Kéke meteu pé alto à bola e o árbitro mostrou o segundo amarelo e consequente vermelho, deixando a equipa aronense com dez.

Raimundo voltou aos golos e sentenciou o resultado
Dois minutos depois, Dioguinho entrou na área do Arões, Gustinho tentou o corte mas o árbitro entendeu que o médio aronense carregou o jovem jogador visitante. Na marcação do castigo máximo, Miguel foi herói, com uma defesa categórica a remate de Tony. Aos 89’, Peixe fez falta sobre Barbosa e, apesar de já ter amarelo, o árbitro exibiu-lhe o vermelho direto.

O resultado ficou sentenciado na sequência da expulsão. Livre rápido do Arões, bola na área em Ismael e este deixou de imediato em Raimundo, que após simular, fez o 2-0, num remate rasteiro de pé esquerdo. Ainda houve tempo para a estreia do júnior Miki, que entrou nos descontos para o lugar de Barbosa.

Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões.

Árbitro: Sérgio Ferraz, auxiliado por André Duarte e Ulisses Costa.

ARÕES SC: Miguel, Kéke, Sérgio, Pedro Rosita, Jorge Miguel, Néné, Barbosa (Mika, 90’), Gustinho, André (Bruno Cunha, 77’), Ismael (cap.) e Garcia (Raimundo, 68’). Treinador: Miguel Paredes.

CD CELORICENSE: Barroco, André, Tony, Marinho, Domingos (Dioguinho, 79’), Diogo R., Luca, Zé Henrique, João Miguel, (Peixe, 45’) Carlos (Shaolin, 67’) e Miguel Ângelo. Treinador: Paulo Amor.

Disciplina – cartões amarelos a: Domingos, 25’, Peixe, 58’, André, 62’, Kéke, 68’ e 82’, Sérgio, 72’, Diogo R., 75’, Bruno Cunha, 86’, Gustinho, 86’, Zé Henrique, 87’. Cartão vermelho a: Kéke, 82’, Peixe, 89’.


Marcador: André, 7’ e Raimundo, 90’.

Sem comentários:

Enviar um comentário