segunda-feira, 14 de abril de 2014

Pró-Nacional: Brito SC, 1 - Arões SC, 1

Opinião: 
Texto e fotos: Rui Silva
.
Jorge Miguel marcou e foi expulso no lance que decidiu o jogo 
.
- Houve desperdício mas também um erro de arbitragem que influenciou o resultado

As bancadas do Parque de Jogos do Brito SC encheram para este jogo da 30ª jornada, que opunha o 10º ao 3º classificado da Pró-Nacional, Brito e Arões, respetivamente. O jogo terminou empatado a uma bola. Jorge Miguel marcou para o Arões e foi expulso, num lance ajuizado incorretamente e que deu a grande penalidade do empate dos vimaranenses.

Jorge Miguel inaugurou o marcador antes de ser expulso
Logo ao dois minutos, cruzamento longo de Barbosa para Ismael, que num belo gesto técnico remata de primeira para fora. Minuto 10, Ismael com o peito isola André que após passar por Manel, remata para a baliza, com um defesa a cortar para canto. O Arões mais ofensivo perante um Brito expectante originou nova investida dos homens de Miguel Paredes.

Ao minuto 12, canto a favor do Arões, corte de um defesa leva a bola à barra, sobrando para Jorge Miguel que não desperdiçou a oportunidade para inaugura o marcador. Nos festejos do golo, Jorge Miguel dirigiu-se ao banco, onde levantou a camisola de Óscar que tem sido perseguindo pelas lesões e não jogara mais esta época.

Ao quarto de hora de jogo, infortúnio para Miguel, que após uma primeira queixa, minutos antes, acabou por ceder o lugar a Paulo Jorge, por não se encontrar em condições para prosseguir na partida. O Brito dava notas de reagir ao golo do Arões, e ao minuto 20, criou perigo na marcação de um canto, Paulo Jorge sacode a bola sobrando esta para Ricardo Cruz que cabeceia mal, e depois Vasco também remata mas sem sucesso.

O Brito aproveitava as bolas paradas para criarem perigo e ao minuto 25, na sequência de um livre Nelson antecipa-se a Paulo Jorge cabeceando à barra, esteve perto o Brito de igualar. Ao minuto 28, Jorge Barroso viu o que mais ninguém viu, nem os homens de Brito nem o seu auxiliar, melhor posicionado. Néné no ombro a ombro com Diogo corta a bola para canto e o juiz da partida assinala penalti. No lance Jorge Miguel viu o cartão vermelho direto, por desabafo à ridícula marcação da falta, deixando o Arões reduzido a 10.

Quem não esteve para brincadeira foi Ricardo Cruz que não vacilou na hora da marcação do penalti e empatou a partida. Ainda antes do intervalo, Barbosa, bem posicionado perdeu o controlo da bola. Aos 41 minutos, Manel negou o golo a Gustinho desviando o esférico par canto.

No segundo tempo, foi o Arões que mesmo em inferioridade numérica foi à procura do golo, da vantagem. E foram muitas as oportunidades de golo criadas do Arões, contra apenas uma do Brito. Minuto 63, Bruno Cunha passe a rasgar para Barbosa que viu Manel sair-lhe aos pés perdendo-se mais uma boa ocasião.

Volvidos dois minutos, novo passe de Bruno Cunha a isolar Ismael, que na zona do penalti, vê um defesa, na hora do remate tirar-lhe o pão da boca. Seguiram-se mais dois lances de em que Bruno e Ismael acabaram por ganhar apenas dois cantos. Na única oportunidade do Brito na segunda parte, João viu Paulo Jorge a sair-se bem de entre os postes para cortar o lance.

Já nos descontos Ismael e Garcia desperdiçam soberanas ocasiões de golo. Aos 92 minutos, belo entendimento com Garcia a isolar Bruno Cunha com o calcanhar, este pica a bola sobre Manel e Ismael com a baliza aberta remata de pé esquerdo ao poste. No minuto seguinte Garcia recebe a bola em boa posição, remata, mas Manel defende, seguindo-se o apito final. Nota para o carácter dos jogadores do Arões que em tarde de muito calor e em inferioridade, tudo fizeram para chegar ao golo, lutando até ao fim pela vitória.
.
#  ficha de jogo #

Jogo realizado no Parque de jogos do Brito SC . Brito . Guimarães.

Árbitro: Jorge Barroso, auxiliado por Luís Oliveira e Carlos Fontes.

BRITO SC: Manel, Sílvio, Vasco, Meira, Nuno Ribeiro, João, Ricardo, Luís Miguel, Diogo, Nelson e Ricardo Cruz. Treinador: André Pereira.

ARÕES SC: Miguel, Pedro Rosita, Fernando Beijinhos, Sérgio, Jorge Miguel, Néné, Barbosa, Gustinho, André, Ismael e Raimundo. Treinador: Miguel Paredes.

Disciplina - cartão amarelo: Vasco, 11’; João, 51’; Néné, 53’; Nuno Ribeiro, 65; Sérgio, 70; Pedro Rosita, 80’; Garcia, 91’. Cartão vermelho: Jorge Miguel, 28’.

Marcador: Jorge Miguel, 12’; Ricardo Cruz, 29 (g.p).
.

Sem comentários:

Enviar um comentário