segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Juniores: dérbi resolvido ao cair do pano

Opinião: 
Redação | Foto: DR
.
Arões partilha liderança após vitória na Pica 
.
Equipa de Miguel Castro segue invicta no campeonato
Três jogos, três vitórias. Por alturas de 13 de Outubro, um começo imaculado para os juniores do Arões. No primeiro derby da época, triunfo na Pica por duas bolas a uma. Pizarro inaugurou o marcador a meio da segunda parte, empatando o Pica cinco minutos depois, por César. Rui Pedro decidiu o jogo no último lance do desafio. A equipa de Miguel Castro segue no topo da tabela, a par do Polvoreira.
.
O jogo começou disputado e equilibrado. Duas equipas bem organizadas no terreno de jogo, numa fase de estudo mútuo nos primeiroscminutos. Aos 15’, boa jogada do Arões. JP descobriu Rui Marinho na esquerda, que efetuou um bom cruzamento, mas nenhum colega de equipa conseguiu a emenda. Na sequência do lance Cenoura rematou de pé esquerdo, obrigando o guarda-redes adversário a desviar para canto.
.
O Pica respondeu com perigo. Na sequência de uma falta não assinalada sobre o lateral direito Marco, a bola sobrou para um jogador do Pica que, com um belo passe em diagonal, serviu um companheiro na direita do ataque. Este, em boa posição rematou forte por cima da baliza.
.
Rui Pedro respondeu a passe de Miki. De costas para a baliza, rotação e remate de pronto, mas a bola passou ligeiramente ao lado do poste. A equipa de Miguel Castro teve outro lance de perigo através de Jorge, que solicitado por Cenoura no flanco direito ultrapassou um adversário em diagonal e remata em arco fazendo a bola passar muito perto do poste. A meio da primeira parte o Pica ficou reduzido a 10 jogadores por expulsão de Duarte, que viu o segundo cartão amarelo após derrubar Roberto quando este conduzia a bola em direção á baliza adversária com alguns colegas de equipa bem desmarcados.
.
Com menos um elemento, o Pica manteve uma boa organização coletiva e a  primeira parte terminou com o nulo no marcador . A segunda parte iniciou com a mesma toada da primeira mantendo o Pica organizado e a procurar sempre que possível colocar em sentido a defensiva aronense. A equipa de Miguel Castro entrou com vontade de assumir o jogo e procurar a vitória. Nesta fase, ambos treinadores foram efetuando algumas substituições para tentar alterar o rumo dos acontecimentos. O Arões criou duas situações de perigo na sequência de pontapés de canto e ambas por Pizarro, sendo que na primeira faltou a emenda em posição favorável e na segunda cabeceou ao lado.
.
 A meio da segunda parte e novamente na sequência de um pontapé de canto, o Arões chegou à vantagem através de Pizzaro que já vinha ameaçando e à terceira concretizou.
.
Volvidos cinco minutos, o Pica alcança o empate na sequência de uma bela jogada individual de Ricardo Cunha que sobre a esquerda ultrapassa vários adversários em velocidade e na linha de fundo executa um belo cruzamento para César, que bem desmarcado finalizou de cabeça. O Pica criou outra situação de perigo na sequência de um pontapé de canto através de Toni, que sem marcação cabeceou ao lado. O guarda-redes aronense, Rui Pedro, fez bela defesa na sequência de um livre bem marcado por Tchico.
.
Contudo, nos últimos minutos, o Arões pressionou o seu adversário e acreditou que podia chegar à vitória conquistando algumas faltas em zonas perto da área originando livres em posições favoráveis.
E no ultimo lance do desafio, na sequência de um pontapé de canto a bola sobrou ao segundo poste para Rui Pedro que dominou de peito e rematou com força tendo a bola sofrido um ligeiro desvio e entrado na baliza junto ao poste contrário. Um final dramático que despertou naturalmente emoções oposta nas duas equipas, euforia para a turma do Arões e tristeza para a equipa do Pica, sendo de realçar, contudo, um grande respeito entre os jogadores e técnicos das duas equipas ainda no relvado. A vitória sorriu ao Arões, num jogo muito bem disputado entre duas equipas fafenses. Na próxima jornada, o Arões recebe o Sandinenses.

.

Sem comentários:

Enviar um comentário