sábado, 25 de outubro de 2014

Pró-Nacional: Arões SC, 2 - Brito SC, 3

Opinião: 

Texto: Ricardo Castro | Fotos: Rui Silva
.
Erros defensivos custam caro
.
Quem erra, paga. E o Arões pagou. Depois de uma grande penalidade desperdiçada, a defensiva aronense ‘deu’ dois golos ao Brito. Na segunda parte, Rampa lançou a equipa para a discussão do resultado. Mas novo erro ditou o 1-3. Marquinhos ainda reduziu. Porém, o Arões voltou às derrotas: a terceira em dez jornadas.
.
O Arões teve um início de jogo prometedor. Mais ofensivo, a remeter o Brito para trás. E as oportunidades foram surgindo. Logo aos três minutos, Bruno Cunha picou a bola para André. Mas o domínio não foi o melhor e Manel segurou.
.
Aos 15 minutos, Barbosa entrou na área e rematou cruzado. Manel defendeu com dificuldade e o perigo passou, depois de um remate desenquadrado de Zezé.
.
Aos 18 minutos, o primeiro de três capítulos para o Arões esquecer na primeira parte. Na área do Brito, Bruno Cunha foi derrubado por Luís. João Moreira apontou para a marca de grande penalidade. Contudo, Zezé permitiu a defesa de Manel.
.
O Arões carregava. E os visitantes espreitavam o contra-ataque. Aos 29 minutos, o primeiro golo da partida, num lance mal abordado por Paulo Jorge. O guardião aronense não segurou o cruzamento de Leandro e a bola sobrou para Ricardo Cruz. Com um remate frouxo, o avançado inaugurou o marcador.
.
Pouco depois, o segundo. No meio campo defensivo, Leandro colocou a bola em profundidade nas costas da defesa aronense. Paulo Jorge não se entendeu com Rampa e a bola ficou à mercê de Ricardo Cruz. Com Rampa pela frente, o nº9 bisou na partida. Antes do intervalo, Michael obrigou Paulo Jorge a grande defesa.
.
Na segunda parte, um Arões com outra atitude. Aos 56 minutos, Miguel Paredes lançou Gustinho e Agostinho para os lugares de Barbosa e André. E o efeito alteração resultou. Três minutos depois, Rampa cabeceou para o fundo da baliza. Uma entrada fulminante ao segundo poste, após livre de Marquinhos.
.
A equipa da casa estava com a ‘carne toda no assador’. Mas na hora da finalização, pecava. Ou via Manel a socar a bola para fora da área. Receio de falhar, confundido com a vontade de fazer bem. Aos 68 minutos, Pablo rematou à entrada da área. Manel segurou.
.
O Arões não marcou. E voltou a sofrer, num contra-ataque iniciado no meio-campo. Nexa deixou Rampa para trás e bateu Paulo Jorge, pela terceira vez. O desespero pairou sobre as cores aronenses.
.
Miguel Paredes lançou Garcia na última substituição. E foi o extremo a pôr à prova Manel, que evitou o golo perto dos descontos. Pouco depois, o Arões reduziu. Bola tensa para a área do Brito, Marquinhos surgiu solto e marcou de cabeça na recarga, depois de um remate defendido. Contudo, os instantes finais foram insuficientes para o Arões chegar a novo golo. E o Brito levou os três pontos para casa.
.
Jogo realizado no Parque Desportivo Centro para a Formação e Juventude de Arões.
.
Árbitro: João Gabriel Moreira, auxiliado por Paulo Leitão e Andreia Sousa (AF Braga).
.
ARÕES SC: Paulo Jorge, Marquinhos, Fernando Beijinhos (cap.), Rampa, Zezinho, Néné, Barbosa (Gustinho, 56'), André Sampaio (Agostinho, 56'), Bruno Cunha, Pablo e Zezé. Treinador: Miguel Paredes.
.
BRITO SC: Manel, Gil, Leandro, Michael, Paulinho, Ricardo Cruz (cap.) (Dinis, 70'), Meira, Vasco, André, João Ribeiro (Nexa, 46') e Luís. Treinador: André Pereira.
.
Disciplina - cartões amarelos: Barbosa, 14', João Ribeiro, 17', Gil, 21', Pablo, 34', Marquinhos, 38', Rodrigues, 42', Fernando Beijinhos, 54', Paulinho, 66', Dinis, 73', Néné, 75', Manel, 87', Luís, 90+3'.
.
Marcador: Ricardo Cruz, 29' e 35', Rampa, 59', Nexa, 79' e Marquinhos, 90+1’.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário