sábado, 31 de janeiro de 2015

Pró-Nacional: Arões SC, 2 - FC Amares, 1

Opinião: 
Texto e fotos: Ricardo Castro

Vitória sofrida mantém luta pelo topo

- Arões terminou com nove e Barbosa saiu lesionado

O Arões levou a melhor no embate com o Amares. A equipa de Miguel Paredes venceu por duas bolas a uma, no jogo de abertura da 21.ª jornada. Filipe fez o primeiro, Saviola empatou e Agostinho marcou o golo da vitória dos aronenses, num jogo que teve de tudo um pouco. Senão bastante.

Cartões foram muitos. Ao todo, o árbitro João Moreira foi ao bolso 18 vezes. Em quatro delas, mostrou o vermelho. Duas vezes para cada lado. Barbosa lesionou-se e foi substituído nos primeiros dez minutos. Logo a abrir, o médio ainda obrigou Cláudio a defesa apertada, num remate forte na área. Mas foi incapaz de continuar após um choque a meio-campo. Ajudado pelos seus colegas, Barbosa foi transportado até ao banco. De lá saiu Agostinho para o seu lugar.

Pelo meio, Filipe repetiu a graça do último jogo do Arões em casa. Livre direto à entrada da área e remate rasteiro pelo lado direito da barreira, com a bola a entrar junto ao poste esquerdo da baliza de Cláudio. O marcador mexia pela primeira vez.

A intensidade dos minutos iniciais estendeu-se ao banco. E de lá saiu a primeira expulsão. Por protestos, o árbitro mostrou o vermelho a Borges, jogador suplente do Amares.

Logo a seguir, a equipa visitante tentou responder em campo. Solto na pequena área, Flávio cabeceou pouco ao lado do poste. De resto, foram do nº9 as três melhores ocasiões da sua equipa na primeira parte. Aos 40’, João Nunes defendeu para a frente e na recarga, o avançado rematou ao lado. Já perto do intervalo, o mesmo jogador, já com pouco ângulo na área, tentou o chapéu e a bola saiu por cima.
O Arões esteve perto de sofrer o empate. Mas antes podia ter aumentado a vantagem. Aos 26’, após canto, Zézé desviou ao primeiro poste, Cláudio socou e Beijinhos falhou o remate na grande área. Pouco depois da meia hora, Filipe rematou à entrada da área, pouco por cima.

O Amares deu o primeiro sinal de perigo no segundo tempo. Aos 54’, Bié obrigou João Nunes a defesa difícil. Pouco depois, o empate. Saviola imitou Filipe e fez o 1-1 de livre direto. João Nunes não viu a bola partir e saiu mal do lance ao deixá-la passar entre as pernas.

A meio da segunda parte viu-se um Arões mais ofensivo. E a busca de nova vantagem teve êxito aos 67 minutos. Após canto de Filipe, Cláudio fez grande defesa a desvio acrobático de Zezinho e na recarga, Agostinho surgiu à entrada da área a rematar para o 2-1.

Mesmo com o segundo golo, o Arões tentou alargar a diferença. Aos 72 minutos, André viu um defesa cortar um remate na área. A dez dos 90’, Cláudio defendeu para a frente um livre de Pablo e Zezinho, em boa posição, errou o alvo. Depois do golo de Saviola, o Amares não conseguiu chegar perto à baliza de João. Nem os lances de bola parada resultaram.

Em três minutos, o Arões viu-se privado de dois jogadores. Não só para os instantes finais, como para o embate da próxima jornada com o líder Torcatense. Aos 85’, André viu o cartão vermelho direto por palavras. Depois, Néné pontapeou a bola já depois do árbitro apitar e foi expulso já depois de ter visto um amarelo na primeira parte.

Com os ânimos quentes dentro e fora de campo, a equipa de arbitragem deu oito minutos de compensação, decisão que motivou alguma estranheza por parte dos intervenientes na partida. Neste período, Agostinho colocou a bola na baliza adversária pela terceira vez, vendo o árbitro anular o lance por suposta falta sobre Cláudio.

Sete minutos depois dos 90, Orlando viu o segundo amarelo e também foi expulso. E já com meio minuto além dos oito dados, João Nunes voou para a vitória ao segurar um remate cruzado de Flávio.

O Arões soma agora 36 pontos e está provisoriamente no segundo lugar da Pró-Nacional, esperando para ver o que Terras de Bouro e Ronfe fazem este domingo. Em caso de vitória destas duas formações, a turma de Miguel Paredes termina a jornada isolada no 4.º lugar, precisamente por ter vencido o Amares, que tinha os mesmos 33 pontos à partida para este jogo.
.

Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões – Vila de Arões São Romão, Fafe.
.
Árbitro: João Moreira, auxiliado por Paulo Leitão e Andreia Sousa.
.
ARÕES SC: João Nunes, Pedro Rosita, Rui Rampa, Fernando Beijinhos, Zezinho, Néné, Barbosa (Agostinho, 9’), Pablo, Bruno Cunha (André, 66’), Filipe (Raimundo, 77’), Zézé. Treinador: Miguel Paredes.
.
FC AMARES: Cláudio, Mara, Sérgio, Petit, Saviola, Maka (Nelinho, 63’), Zé Miguel, Hélder (cap.) (Ginho, 76’), Flávio, Bié, Orlando. Treinador: José Miguel.
.
Disciplina – cartões amarelos: Flávio, 7’, Zezinho, 27’, Orlando, 36’ e 90+7’, Pedro Rosita, 38’, Néné, 44’ e 88’, Zézé, 49’, Pablo, 55’, Bié, 55’, Rui Rampa, 83’, Nelinho, 84’, Saviola, 89’, João Nunes, 90+2’. Cartões vermelhos: Nuno Borges, 10’, André, 85’, Néné, 88’, Orlando, 90+7.
.
Golos: Filipe, 4’, Saviola, 56’, Agostinho, 67’.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário