sábado, 28 de fevereiro de 2015

Juniores: Os Sandinenses, 0 - Arões SC, 1

Opinião: 
Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro

Pedro Morais voltou a ser
decisivo num triunfo aronense
Pedro Morais resolve de livre

Um livre direto marcado de forma notável por Pedro Morais, à entrada para o último quarto de hora, garantiu mais três pontos aos juniores do Arões no campeonato. Os comandados de Miguel Castro venceram fora a equipa d’Os Sandinenses, no jogo grande da 19.ª jornada.

Depois da vitória no dérbi diante do Pica, os aronenses ultrapassam com distinção mais um jogo contra outra equipa do quinteto de cima da tabela classificativa.

Em 18 jogos no campeonato, o Arões soma 17 vitórias e alcançou o nono jogo sem sofrer qualquer golo. Os aronenses aumentaram para 19 pontos a vantagem sobre a equipa vimaranense e têm – ainda que com um jogo a mais – 17 pontos à maior sobre o Polvoreira, 2.º classificado.

Na próxima jornada, a formação fafense volta a jogar fora, diante do Prazins e Corvite.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Juniores: Arões SC, 2 - ACD Pica, 1

Opinião: 
Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro 

Pedro Morais garantiu vitória de grande penalidade

O Arões venceu o dérbi fafense em juniores diante do Pica, por duas bolas a uma, repetindo o resultado da primeira volta diante do conjunto de Pedro Freitas. Uma grande penalidade de Pedro Morais deu a vitória à equipa de Miguel Castro, já depois de Rui Marinho ter adiantado os aronenses no marcador e do Pica ter empatado o jogo, com um golão de Duarte.

Na primeira parte, os lances de bola parada foram uma constante no ataque à baliza adversária. Mineu e Rui Pedro tiveram algum trabalho e conseguiram manter intactas as redes nos primeiros 45 minutos.

A melhor oportunidade do Pica surgiu aos 32 minutos, quando Gabi surgiu na área aronense após livre de Teixeira, cabeceando ao lado. Na resposta, o Arões esteve perto do empate antes do intervalo, um remate de Morais ao poste.

Logo a abrir a segunda parte, o Arões teve uma boa oportunidade de golo, num livre bem defendido por Mineu. Aos 55 minutos, o Pica voltou a aparecer na área contrária,  com Chico a  colocar na área e Xavi a desviar para defesa fácil de Rui Pedro.

À hora de jogo, Rui Marinho apanhou Mineu adiantado e rematou de fora da área, fazendo a bola passar por cima do guarda-redes, para o primeiro golo do jogo. Pouco depois, aos 64 minutos, o Pica deu a melhor resposta ao golo sofrido. Duarte apareceu pelo lado direito e colocou a bola no ângulo superior esquerdo da baliza, restabelecendo a igualdade.

O golo da vitória aronense surgiu aos 81 minutos. O árbitro entendeu que houve falta dentro da área do Pica e apontou para a marca de grande penalidade. Na marcação do castigo máximo, Pedro Morais fez o 2-1 e garantiu mais três pontos ao Arões.

O Arões continua na liderança, com 48 pontos. Na próxima jornada, os aronenses têm uma difícil deslocação ao 3.º classificado, o Sandinenses. Já o Pica segue no 4.º posto com 30 pontos e recebe o Prazins e Corvite no próximo fim-de-semana.
.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Futebol Popular: Agrupamento Stª. Cristina, 0 – ADC S. Clemente, 0

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto (arquivo): João Carlos Lopes

Nulo entre primeiros favorece Quinchães

Agrupamento de Santa Cristina e São Clemente não foram além do nulo no jogo grande da 11ª jornada do campeonato de futebol popular sénior e continuam separados por um ponto no topo da tabela.

A equipa aronense dispôs de mais e melhores ocasiões para marcar, mas encontrou um adversário eficaz na manobra defensiva ao longo dos 90 minutos.

Quem beneficiou da divisão de pontos no planalto de Santa Cristina foi o Amigos de Quinchães, que ao vencer o Águas Santas/Moure (0-3), reforçou o terceiro posto com 21 pontos, agora a dois do São Clemente e a três do líder, o Agrupamento.

Na próxima jornada, os aronenses jogam no reduto do Fontarcada/Oliveira. Já o São Clemente recebe o Águas Santas/Moure.

Juvenis: UD Airão, 1 - Arões SC, 2

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto (arquivo): Rui Silva

Bis de Hugo resolveu jogo difícil

Dois golos de Hugo, aos 53 e 71 minutos, deram garantiram a vitória dos juvenis do Arões este sábado no reduto do Airão, penúltimo classificado do campeonato.

A equipa vimaranense adiantou-se no marcador na primeira parte, período em que a turma aronense esteve mal em campo, com muitas dificuldades em impor o seu jogo.

Na etapa complementar, valeu o bis de uma das figuras do momento da equipa. Hugo tem marcado em quase todos os jogos e é um dos valores mais evidentes no conjunto de Ricardo Cunha na presente época.

O Arões somou a 16.ª vitória em outros tantos jogos no campeonato e soma agora 48 pontos, mais dez do que o Vieira, o 2.º classificado. Na próxima jornada há dérbi, com a receção do Arões ao Desportivo Ases de São Jorge.


sábado, 21 de fevereiro de 2015

Vítor Pacheco: "Queríamos encurtar distâncias"

Opinião: 
Declarações de Vítor Pacheco, treinador do Serzedelo, no final do empate a uma bola em Arões:

“É um resultado que acaba por ser um mal menor. Não era o que queríamos e fazendo uma análise ao jogo todo, não era o que merecíamos.

Dominámos a primeira parte toda na minha opinião, fomos uma equipa muito competente, criámos situações de golo. Faltou-nos alguma objetividade e definição no último passe e no remate e só por isso não chegámos a vencer ao intervalo.

Penso que na segunda parte fomos claramente superiores. O Arões é uma equipa muito forte nas transições e nós fomos sempre organizados, não permitimos que eles saíssem. O jogo foi mais repartido, tirando um período de 10 a 15 minutos e cinco minuto após o golo, penso que o Arões teve algum ascendente.

No primeiro remate enquadrado com a baliza o Arões faz o golo. Depois tivemos uma capacidade muito boa, reagimos, fizemos um grande golo. Não é um resultado que nos deixa satisfeito, queríamos encurtar distâncias. Mas atendendo ao facto de termos estado a perder, penso que é um resultado, do mal, o menos.” 

Miguel Paredes: "Tivemos o jogo perfeitamente controlado com o 1-0"

Opinião: 
Declarações de Miguel Paredes, treinador do Arões SC, no final do empate a uma bola com o GD Serzedelo:
.
“Mais uma vez na primeira parte não estivemos tão bem. Tem sido a nossa sina nos últimos jogos, com melhores segundas partes que primeiras. Permitimos que os jogadores da frente do adversário pudessem dominar. O nosso meio-campo esteve algo desorganizado e quando assim é, é difícil de criar situações de perigo. No entanto, o nosso adversário apesar de ter estado um pouco melhor, penso que não criou grandes situações para marcar.

A segunda parte foi totalmente diferente. Entramos melhor, o nosso adversário apenas teve um remate perigoso de longe do Hilário do lado esquerdo. E depois de chegarmos à vantagem, que penso que foi justa, tivemos o jogo perfeitamente controlado. O nosso adversário nunca mais foi à nossa baliza.

Infelizmente num lance de bola parada um grande golo do nosso adversário acabou por fazer o empate. Mesmo depois desse lance, só nós procurámos a vitória. Tentamos, tivemos algumas situações perto da baliza, no entanto não conseguimos. Mas não podemos esquecer que o Serzedelo é uma excelente equipa e não é à toa que se continua a assumir como candidata.

Pela segunda parte que fizemos, acho que merecíamos mais qualquer coisa, porque apesar de não termos jogado muito bem, tivemos o jogo perfeitamente controlado com o 1-0 e só numa situação como o livre é que o nosso adversário podia ter empatado.

Os jogos são todos difíceis e isto vai ser uma guerra até ao fim, com alternância de liderança, alternância de vitórias fora e em casa. Esta divisão é isto, não podemos esperar facilidades em nenhumas circunstâncias.”
.

Pró-Nacional: Arões SC, 1 - GD Serzedelo, 1

Opinião: 
Texto e fotos: Ricardo Castro
.
Suplentes ditaram divisão de pontos

- Arões perde liderança para o Torcatense

O Arões cedeu o primeiro empate caseiro da época. A igualdade a uma bola com o Serzedelo aumentou para nove os jogos sem perder, mas interrompeu uma série de três vitórias consecutivas, ditando a perda da liderança ganha no último fim-de-semana. No outro jogo do dia, o Torcatense venceu o Taipas (1-0) e recuperou o primeiro lugar aos fafenses. A divisão de pontos foi decidida pelos suplentes Agostinho e Tiago.

Numa primeira parte sem grandes oportunidades, imperou o equilíbrio. O Arões não conseguiu um único remate à baliza contrária nos primeiros 45 minutos. E de muito valeu a consistência defensiva a evitar a vantagem do Serzedelo. Aos 16’, Zezinho cortou a bola na hora certa, quando Hilário se preparava para rematar perante João. A dez minutos do intervalo, num lance de insistência, Vitinha e Hilário viram as suas tentativas esbarrar na defensiva aronense.

Pelo meio, Filipe cruzou e Zézé falhou um golo certo na área. Contudo, o lance já estava anulado, por fora-de-jogo. A tentativa mais evidente do Arões surgiu aos 43 minutos. Pablo rematou à entrada da área, tendo a bola batido num defesa contrário.

As paragens na primeira parte condicionaram ainda mais um jogo com várias perdas de bola a meio campo e falta de astúcia na hora de atacar a baliza. Aos 31 minutos, Hugo Matos lesionou-se sozinho e Diogo Pinto rendeu-o no centro da defesa visitante. Volvidos dez minutos, foi a vezes de João Nunes receber assistência. Ao intervalo, tudo como no início no marcador.

Marcos foi dos mais inconformados do lado aronense. Tentou sempre incursões pelo flanco direito e aos 49 minutos esteve perto do golo. O remate de pé esquerdo do lateral passou pouco ao lado. Poucos minutos depois, Vitinha foi assistido e o jogo sofreu nova interrupção.

Aos 57’, o remate de Hilário deu a sensação de golo e Vítor Pacheco já festejava no banco. A bola encontrou as redes, mas pelo lado de fora da baliza à guarda de João.

Aos 67 minutos, Agostinho desfez o nulo. Lançado por Miguel Paredes dois minutos antes, o médio aproveitou um primeiro remate frontal de Bruno Cunha à trave e desviou de cabeça para o fundo das redes. No primeiro remate à baliza contrária, o Arões mostrou eficácia.

O Arões motivou com o golo e logo a seguir, o mesmo Agostinho surgiu solto na esquerda e rematou forte para defesa apertada de Carlos. A um quarto de hora do fim, Bruno Cunha caiu na área e árbitro mostrou-lhe o cartão amarelo, por alegada simulação.

À entrada para os últimos dez minutos, o golo do empate. Fernando Pereira entendeu que Rui Rampa fez falta à entrada da área e na conversão do livre, Tiago fez a bola entrar ao ângulo superior da baliza. João bem se esticou, mas não conseguiu evitar o 1-1.

Nos últimos minutos, o Arões mostrou maior capacidade ofensiva e, aos 84 minutos, Pablo obrigou Carlos a voar para evitar o segundo golo. Nos quatro minutos de compensação, a equipa da casa rondou a área contrária, mas os remates não encontraram o caminho do golo.

No próximo fim-de-semana, o Arões joga, em Amares, a passagem aos quartos-de-final da Taça AF Braga.

Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões.

Árbitro: Fernando Jorge Pereira, auxiliado por Paulo Miranda e Nuno Eiras.

ARÕES SC: João Nunes, Marcos, Fernando Beijinhos (cap.), Rui Rampa, Zezinho, Néné, Gustinho (Agostinho, 65’), Pablo, Bruno Cunha (Raimundo, 84’), Filipe (Pedro Rosita, 78’), Zézé. Treinador: Miguel Paredes.

GD SERZEDELO: Carlos, Tiago Vieira, Carlos Martins, Vitinha (cap.) (Rui Costa, 70’), Juni, Diogo Leite, Pidá, Hugo Matos (Diogo Pinto, 34’), João (Tiago, 62’), Lobo, Hilário. Treinador: Vítor Pacheco.

Disciplina – cartões amarelos: Carlos Martins, 26’, Juni, 50’, Rui Rampa, 56’, Vitinha, 58’, Lobo, 65’, Bruno Cunha, 77’, Pablo, 85’. Cartões vermelhos: nada a registar.

Golos: Agostinho, 67’, Tiago, 80’
.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Juniores: Airão, 1 - Arões SC, 2

Opinião: 
Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro
.
Bis de Pedro Morais decidiu
Pedro Morais tem sido um dos jogadores-chave
na época dos juniores do Arões

Os Juniores do Arões alcançaram mais uma vitória no campeonato, desta feita perante o Airão, por duas bolas a uma. Pedro Morais foi o homem do jogo ao bisar, dando o 15.º triunfo aos aronenses em 16 jogos na competição.

Mesmo perante o 12.º classificado, adivinhava-se um jogo difícil para os fafenses, agravado pelas condições climatéricas que deixaram o terreno de jogo em mau estado, prejudicando a muita troca de bola presente no estilo de jogo do Arões.

Com condições desfavoráveis a ambas as equipas, foi o conjunto de Miguel Castro quem criou mais ocasiões de golo nos minutos iniciais. Lisuarte e Pedro Morais não conseguiram desfazer o nulo. Contudo, o mesmo Pedro Morais não falhou à segunda tentativa. Após passe em profundidade, o médio ultrapassou o guarda-redes e fez o 0-1. O Airão tentou responder, levando maior perigo à baliza de Rui Pedro em lances de bola parada.

Os vimaranenses tentaram várias vezes, mas a eficácia morava no extremo oposto do campo. Em jogada individual, Cenoura entrou na área, foi derrubado e o árbitro assinalou grande penalidade. Na marcação do lance, Morais bisou e fez o 0-2.

O Airão lançou mais jogadores para o ataque na segunda parte e as bolas paradas para a área aronense foram uma constante. Do outro lado, a equipa visitante tentou surpreender de contra-ataque, com Rui Marinho, Morais, Miki e Joca a estarem perto de ampliar a vantagem. Porém, o Airão reduziu no seguimento de um lance de bola parada e relançou a discussão do resultado.

Até final, o Arões sofreu para manter a vantagem, mas conseguiu ser coeso defensivamente e somou mais três pontos. Na próxima jornada, há dérbi em Arões, entre o líder e o 4.º classificado, o Pica. Quinze pontos separam duas equipas que na primeira volta se encontraram, num resultado então favorável aos aronenses (1-2).


O Arões alinhou com: Rui Pedro, Lipe, Vítor, JP, Rui Marinho, Pizarro, Morais, Cenoura, Miki (Barros,73) Jorge (Luís Carlos, 65’) Lisuarte (Joca, 80’). Treinador: Miguel Castro. 

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Juvenis: Arões SC, 5 - Guilhofrei, 0

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Rui Silva
.
Mão cheia com hat-trick de Hugo
.
Os juvenis do Arões somam e seguem na Série D da 2.ª Divisão Distrital. A equipa de Ricardo Cunha começou da melhor maneira a segunda volta, com uma goleada caseira diante do Guilhofrei, por 5-0. Hugo foi o homem do jogo, ao apontar três golos.
.
O primeiro foi aos quatro minutos. Hugo inaugurou o marcador, no único golo marcado em 40 minutos na primeira parte.
.
Na sequência de um canto, o central Vítor reforçou a veia goleadora dos últimos jogos e ampliou a vantagem, aos 62 minutos. Volvidos outros três, Telmo aproveitou um cruzamento da esquerda e desviou com êxito na pequena área para o 3-0.
.
Aos 71’, Hugo fez o quarto golo, com um grande remate de fora da área com o pé esquerdo. A dois minutos do fim, o 5-0 final. Boa jogada individual de Hugo pela esquerda e remate junto à linha de fundo, a entrar entre o poste e o guarda-redes do Guilhofrei, com este a ficar surpreendido e algo mal batido no lance.
.
Depois da goleada (0-7) fora de casa, o Arões voltou a golear a equipa do concelho da Póvoa de Lanhoso. Na próxima jornada, a formação aronense visita o reduto do Airão, umas das três equipas do fundo da tabela que soma 10 pontos.
.

Assembleia Geral, Arões SC, 18 Fev. às 21:30h

Opinião: 
Fonte: Arões SC

Os associados aronenses estão convocados para que no próximo dia 18 de fevereiro, quarta-feira, pelas 21.30h no Centro de Formação para a Juventude de Arões, estarem presentes na Assembleia Geral da colectividade.
.
O presidente da Assembleia Geral, Agostinho Pereria, apela à participação dos associados uma vez que nesta convocatória serão abordados temas importantes relacionados com o passado, presente e futuro do Arões Sport Clube.
.
A comparência de todos os sócios, com a quota em dia, é apelada pela direção: " para que cada vez mais o nosso clube cresça com estabilidade e participação humana, sem as quais não seria possivel chegar até aqui, nem continuar o dificil trabalho de representar esta grande instituição."

Resultado de todas as secções do Arões SC

Opinião: 

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Arões SC lidera Pró-Nacional ao fim da 23.ª jornada

Opinião: 
Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro

Beneficiou das derrotas de Torcatense e Ronfe

Depois da vitória caseira deste sábado diante do Porto D’Ave (2-0), o Arões viu confirmada, este domingo, a ascensão ao primeiro lugar da Divisão Pró-Nacional da AF Braga. A equipa de Miguel Paredes beneficiou das derrotas de Torcatense e Ronfe e é o novo líder, ao fim da 23.ª jornada.

No Estádio dos Moinhos Novos, o Torcatense, do central fafense Ricardo Soares, saiu derrotado pelo Maria da Fonte (2-1) e perdeu a liderança conquistada à 16.ª jornada. Já o Ronfe, na estreia do treinador fafense Paulinho Soares, foi goleado em casa pelo FC Marinhas, por cinco bolas a duas.

De resto, a formação de Miguel Paredes foi quem beneficiou mais dos resultados dos restantes adversários do topo da tabela. Não só ganhou a liderança ao Torcatense, como passou a ter três pontos de avanço sobre o Ronfe, aumentou de um para quatro pontos a vantagem para o Terras de Bouro e de três para cinco face ao Amares.

O Arões já ocupou o topo da tabela à 4.ª jornada e assume agora a mesma posição. Ainda que com onze jogos para o fim do campeonato, a liderança não deixa de ser um ponto positivo da boa época dos fafenses, refletida na recente série de oito jogos sem perder – com três empates e cinco vitórias – três das quais de forma consecutiva nos últimos jogos realizados.

No próximo sábado, o Arões recebe o Serzedelo. Os vimaranenses venceram o Celoricense (3-1) este domingo, depois de seis jogos sem ganhar. A equipa de Vítor Pacheco, ex-treinador do Regadas já na presente época, está no 8.º lugar com 32 pontos e na primeira volta aplicou a maior derrota da época ao Arões, por 3-0.

.

Jogo completo: Arões SC - Porto d'Ave (vídeo)

Opinião: 



sábado, 14 de fevereiro de 2015

Luís Miguel: "A segunda parte foi toda controlada pelo Porto D'Ave"

Opinião: 
Foto: Luís Peixoto
.
Luís Miguel, treinador do Porto D'Ave, no final do jogo diante do Arões SC: 
.
"Penso que a equipa teve um bom comportamento. Acabámos por sofrer o golo injustamente quando tínhamos o controlo do jogo, o que fez com que perdêssemos um bocado a lucidez. No entanto, penso que ao longo do jogo fomos muito superiores.

Na segunda parte, está mais do que evidente que foi toda controlada pelo Porto D’Ave. Num lance furtuito, eles acabam por ser felizes. É nesse desiderato que a gente tem trabalhado.

Tem-nos faltado eficácia. Mas a eficácia que nos faltou hoje, com certeza noutro jogo virá.

O Porto D’Ave vai dar luta até ao último minuto e não tenho dúvidas que vamos ficar na Pró-Nacional."
.

Miguel Paredes: "A equipa está forte defensivamente"

Opinião: 
Miguel Paredes, treinador do Arões SC, no final da vitória ante o Porto D'Ave (2-0):
.
"Fizemos um golo, podíamos ter feito o segundo pelo Zezinho, mas o Porto D’Ave foi perigoso e nós tivemos algumas dificuldades neste jogo. Durante a primeira parte não tivemos tanta bola, porque o adversário queria que nós subíssemos, para depois através das diagonais do Gera e do Kevin fazerem mossa na nossa equipa.

Na segunda parte, alertei os meus jogadores que o jogo ia ser diferente. E disse também que era minha convicção que, à medida que os minutos passassem, eles iam alterar para 4x3x3, metendo um ponta-de-lança. E foi isso que aconteceu. Passamos a ter quatro defesas para três avançados, três médios para outros três. A partir daí controlamos melhor, os jogadores que entraram deram outra dinâmica e fomos eficazes na situação do Rosita.

A equipa está forte defensivamente. E quando uma equipa defende bem, pode não jogar tão bem mas está mais perto de ganhar. Não temos sofrido golos, temos este período muito bom de nove jogos em que conseguimos fazer a terceira vitória consecutiva, que ainda não tínhamos conseguido fazer.

Todos os jogos são difíceis e este Porto D’Ave não tem nada a ver com o início da época, já mudou mais de meio plantel. Tem jogadores que vieram de boas equipas e melhoraram bastante no grupo defensivo.

Vamos agora descansar bem porque foi um jogo bastante exigente e não tínhamos jogadores para alterar a zona do centro. Mas quando assim é, os jogadores também dão mais um bocado e o sacrifício vale a pena com uma vitória como esta."
.

Pró-Nacional: Arões SC, 2 - Porto D'Ave, 0

Opinião: 
Texto e fotos: Ricardo Castro
.
Arões é líder à condição

- Golos de Filipe e Pedro Rosita

O Arões venceu o Porto D’Ave por duas bolas a zero. A equipa de Miguel Paredes somou a terceira vitória consecutiva – algo inédito nesta época - e está provisoriamente na liderança da Pró-Nacional com 42 pontos, mais um do que o Torcatense.

Depois na vitória do reduto do líder, um adversário com tradição nos distritais. O Porto D’Ave chegava a Arões após ter quebrado, com o triunfo caseiro diante do Serzedelo, uma série de cinco derrotas consecutivas. Com intenção de fugir aos lugares de descida, Gera deu o primeiro sinal da vontade dos homens de Taíde aos quatro minutos. João Nunes defendeu o remate do extremo.

A pressão dos visitantes colocou alguns problemas à defensiva aronense. Nos primeiros minutos, várias foram as vezes em que os centrais tiveram de ‘despachar’ a bola da zona mais recuada. Pelo meio, Pablo tentou o golo após boa jogada de Bruno Cunha. O remate saiu por cima.

Filipe e Marcos festejam o primeiro golo do jogo
Aos 21’, Filipe (outra vez ele) voltou a desbloquear um jogo difícil até então. O passe de Gustinho, a rasgar a defesa, foi meio golo. À entrada da área, o avançado recebeu na perfeição e à saída do guarda-redes rematou de pronto com o pé direito. Eficácia, frieza e o primeiro golo do jogo.

Perto da meia hora, Zezinho falhou um golo certo. A canto de Bruno Cunha, o lateral apareceu sozinho ao segundo poste e com a baliza deserta, desviou por cima. Do outro lado, e mesmo sem grandes oportunidades, Gera e Kevin agitavam o jogo pelas alas e daí surgiram vários pontapés de canto. Mas foi de fora da área o lance mais trabalhoso para João Nunes. Aos 40’, Gonça rematou para defesa apertada do guarda-redes.

No minuto seguinte, um lance rápido na área aronense levou os visitantes a pedir grande penalidade. Nada resultou daí e Gaspar Fernandes mostrou o amarelo a Kevin, por protestos.

Na segunda parte, um jogo muito equilibrado e com poucas oportunidades de golo. A defensiva da casa travou as investidas pelas alas e, embora com mais posse de bola no meio campo ofensivo, o Porto D’Ave teve dificuldades em criar mossa no ataque.

Aos 53 minutos, Pablo tentou o segundo golo. O brasileiro tabelou com Gustinho, mas António segurou. A vinte minutos dos noventa, Agostinho viu-lhe ser negado o 2-0. No momento do passe de Pablo, o árbitro auxiliar entendeu que o médio estava fora-de-jogo e anulou de imediato o lance.

Já com Bonjardim e Rui Gomes em campo e face à insistência contrária, Miguel Paredes tirou Filipe e reforçou o meio campo com Pedro Rosita para o último quarto de hora. Aos 83 minutos, a substituição revelou eficácia. Pelo lado direito, o médio fez um cruzamento-remate à entrada da área e ampliou a vantagem. Intencional ou não, Rosita fez uma ‘chapelada’ a António, que mesmo esticando-se todo, não evitou o 2-0.

O jogo ficou praticamente decidido e, até final, Gera e Agostinho tentaram o golo numa e noutra baliza. Porém, o resultado não mais se alterou.

O Arões soma oito jogos sem perder e pode ficar isolado no primeiro lugar no fim da jornada, caso o Torcatense perca diante do Maria da Fonte e o Ronfe não ganhe em casa ao Marinhas. Na próxima jornada, a formação de Miguel Paredes volta a jogar em casa, diante do Serzedelo.
.
:: ficha de jogo ::

Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões.
.
Árbitro: Gaspar Fernandes, auxiliado por Pedro Pinto e Tiago Mendes (AF Braga).

ARÕES SC: João Nunes, Marcos, Fernando Beijinhos (cap.), Rui Rampa, Zezinho, Néné, Gustinho, Bruno Cunha (Agostinho, 66’), Pablo, Filipe (Pedro Rosita, 75’), Zézé (Raimundo, 82’). Treinador: Miguel Paredes.

PORTO D’AVE: António, Jorge Miguel, Alexandre, Montenegro (Gama, 84’), Giane, Gonça, Schweppes, Rui Alves (Bonjardim, 55’), Kevin, Gera (cap.), Luís Filipe (Rui Gomes, 66’). 
Treinador: Luís Miguel.

Disciplina – cartões amarelos: Giane, 35’, Kevin, 41’, Gonça. 49’, Zézé, 70’, Alexandre, 88’. Cartões vermelhos: nada a registar.

Golos: Filipe, 21’, Pedro Rosita, 83’.
.

Carnaval em Arões S. Romão com festa a 15 e 17 de fevereiro

Opinião: 
Realiza-se amanhã, domingo, 15 de Fevereiro às 15 horas, a "Festa de Carnaval" no Centro para a Formação e Juventude de Arões. Os presentes poderão contar com insufláveis, espectáculos de magia, a presença de palhaços e muitas outras animações variadas.
.
No dia 17 de fevereiro, terça-feira, no largo da Torre haverá humor, sátira e boa disposição são os ingredientes principais do "Enterro do Entrudo". O cortejo fúnebre realizar-se-à às 20:30, no Largo da Torre, seguindo-se pela Rua da Torre, Rua de Fontelo e Rua de Bouço. Posteriormente, decorrerá às 21:30 na Avenida da Torre a Encomendação das Almas, a Leitura do Testamento e a Incineração do Entrudo.
.
A organização do evento é da responsabilidade da Comissão de Festas do Santíssimo Sacramento e Grupo de Jovens, que apela à presença da população e a que os presentes venham mascarados e participem no desfile de máscaras, esperando momentos de diversão.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Electricidade: Junta oferece apoio na transição para o mercado livre

Opinião: 

No seguimento da mudança nos contratos de luz e respectiva transição do mercado regulado para o mercado livre, a junta de freguesia de Arões São Romão oferece-se para esclarecer dúvidas relacionadas com este procedimento durante este mês das 18 às 19:30 horas na sua sede, nos próximos dias 16 e/ou 23 de Fevereiro. 
.
Esta acção que se veio a realizar desde o inicio deste mês de fevereiro às segundas-feiras e continuará até ao final do mês no horário indicado.

fonte: sítio oficial da Junta de Freguesia de Arões S. Romão

Saneamento: Começou este mês a construção

Opinião: 
+ brevemente.

Agenda Desportiva Aronense - 13, 14 e 15 de Fevereiro

Opinião: 

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Juniores: Arões SC, 6 – AN Tabuadelo, 0

Opinião: 
Texto e foto: Ricardo Castro

Na senda das goleadas

- Miki e Morais bisaram

Os juniores do Arões voltaram a golear e continuam firmes na liderança do campeonato. Na viragem para a segunda volta, a equipa de Miguel Castro goleou o Tabuadelo, por 6-0. Depois da mão cheia da última jornada ante o Mota FC, Vítor fez o primeiro deste jogo, Miki e Morais bisaram e Jorge fixou o resultado.

O Arões entrou a pressionar o adversário. Jogadas dinâmicas por ambos os corredores e mais aval atacante face aos vimaranenses. Na sequência de um pontapé de canto por Jorge, a bola sobrou para Vítor e o central, mais astuto, dominou a bola e rematou para o fundo da baliza.

A equipa de Miguel Castro manteve a mesma intensidade e, à passagem dos 25 minutos, o Arões chegou ao segundo golo. Após boa jogada com Jorge, Miki foi derrubado na área pelo guarda-redes adversário, que foi expulso. Na marcação da grande penalidade, Pedro Morais fez o 2-0.

Num jogo com maior domínio dos da casa, uma triangulação bem executada quase deu o terceiro golo. Morais tabelou com Cenoura, este serviu Jorge pela direita e a bola voltou a Morais que rematou dentro da área, fazendo passar a bola a milímetros do poste.

Antes do intervalo, o Arões fez o 3-0. Na esquerda e servido por Lisuarte, Miki rematou rasteiro e colocado, fazendo a bola bater no poste antes de ultrapassar a linha de baliza.

Na segunda parte e mesmo com a vantagem, o Arões manteve a toada dos primeiros 45 minutos. E o 4-0 surgiu com alguma naturalidade, no golo mais vistoso do jogo. Jorge cabeceou para defesa incompleta do guarda-redes e na recarga, de costas para a baliza, Morais rematou com o calcanhar para novo golo, o seu segundo no jogo.

Miki não ficou atrás do nº10 aronense e também bisou, ao apontar o quinto golo do desafio, num remate forte que entrou junto ao poste esquerdo da baliza do Tabuadelo. O sexto golo surgiu na sequência de uma boa iniciativa de Morais pela direita. O médio assistiu Jorge, que já dentro da área rematou com êxito para a meia dúzia.

O Arões continua no primeiro lugar, com 42 pontos, mais 11 do que o Polvoreira, segundo classificado. Na próxima jornada, a equipa fafense desloca-se a Airão.

O Arões alinhou com: Rui Pedro, Marco, Vítor, JP, Rui Marinho; Barros, Cenoura e Morais (Roberto, 70’); Miki (Baleu, 65’) Lisuarte e Jorge (Marcos, 70’). Treinador: Miguel Castro.
.

Arões SC: 7 / 8 de Fevereiro, 2015

Opinião: 

Pró-Nacional: U. Torcatense, 0 - Arões SC, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: DR
.
Filipe decide no terreno do líder
.
Um golo de Filipe, perto do intervalo, deu os três pontos ao Arões em São Torcato no jogo grande da 22.ª jornada da Pró-Nacional. Num dos ‘clássicos’ da distrital de Braga, a equipa de Miguel Paredes venceu o Torcatense por uma bola a zero e está agora a dois pontos dos vimaranenses, líderes da prova.

Depois da derrota caseira da primeira volta (0-2), o Arões sabia que novo desaire colocaria a equipa de Francisco Branco com mais oito pontos. Sem os médios Néné e André – por castigo – e Barbosa por lesão, Miguel Paredes colocou Gustinho e Pedro Rosita no meio-campo, no apoio a Pablo e Bruno Cunha.

Com os ex-Arões Ricardo, Duarte Nuno e Garcia no onze, o Torcatense deu o primeiro sinal de perigo. Aos sete minutos, um pontapé acrobático de Benigno obrigou João Nunes a defesa para canto. 

Até à meia hora de jogo, o Arões respondeu ao ímpeto dos locais e dispôs de três boas ocasiões para marcar. Aos 15’, um remate de Pablo à entrada da área obrigou Ricardo a aplicar-se para negar o primeiro. A meio da primeira parte, o brasileiro perdeu novo duelo com o guardião da casa, num livre direto. E aos 27 minutos, com Pablo de novo na jogada, Bruno Cunha rematou rente ao poste da baliza.

Pelo meio, as bolas paradas de Vieirinha punham em sentido a defensiva aronense, que sempre conseguiu tirar a bola da sua área.

E foi já perto do intervalo que surgiu o único golo da partida. Pelo flanco direito, Marcos viu Filipe do lado contrário e colocou-lhe a bola. O avançado, como bem sabe, tratou do resto. Um remate forte e colocado de pé esquerdo à entrada da área a bater Ricardo pela primeira vez no jogo.

No reatamento, o Torcatense deu sinais de querer o empate e teve duas ocasiões até à hora de jogo. Aos 50 minutos, Sérgio Vieira rematou pouco por cima. Aos 57’, Garcia cabeceou por cima após cruzamento de João Ribeiro.

Mas foi o Arões a dispor da melhor ocasião na segunda parte. No minuto seguinte, Duarte Nuno cortou com a mão o cruzamento de Rosita, dentro da área. Vítor Barbosa apontou para a marca de grande penalidade. Pablo, na conversão do castigo máximo, atirou ao lado.

Apesar da vantagem, o Arões esteve sempre mais perto do segundo golo. Aos 66 minutos, Filipe isolou-se pela direita e rematou pouco ao lado. Aos 72, Bruno Cunha cortou um livre de Ângelo, Zezinho saiu rápido em contra-ataque e isolou Agostinho, que viu Ricardo defender o remate com as pernas.

Aos 78 minutos, nova resposta do Torcatense. Pedro Costa viu João Nunes defender um livre e, a cinco dos noventa, Vieirinha ganhou o ressalto e viu o guardião aronense negar o empate.

Já nos quatro minutos de compensação, Miguel Paredes lançou Zé Dias para os instantes finais, para o lugar de Zézé. Neste período, Agostinho podia ter feito o segundo do Arões, mas o chapéu a Ricardo saiu ao lado.

O Arões está provisoriamente no segundo lugar, com 39 pontos, esperando pelo benefício que pode tirar dos outros dois jogos entre os seis primeiros classificados, o Terras de Bouro – Ronfe e o Amares – Maria da Fonte. Com este triunfo, o Arões quebra um jejum de quase quatro meses sem vencer fora para o campeonato. Na próxima jornada, a equipa fafense recebe o Porto D’Ave. 

Jogo realizado no Campo do Arnado, em São Torcato, Guimarães.

Árbitro: Vítor Barbosa, auxiliado por Marco Norte e João Lamela.

U. Torcatense: Ricardo, Duarte Nuno, Hélder (cap.), Xavi, Garcia (Danilo, 65’), Vieirinha, Pedro Rui, Luís Filipe, Benigno (Ângelo, 60’), Sérgio Vieira (Pedro Costa, 75’), João Ribeiro. Treinador: Francisco Branco.

Arões SC: João Nunes, Marcos, Fernando Beijinhos (cap.), Rui Rampa, Zezinho, Gustinho, Pedro Rosita (Agostinho, 65’), Bruno Cunha, Pablo, Filipe (Raimundo, 75’), Zézé (Zé Dias, 90+2’). Treinador: Miguel Paredes.

Disciplina - cartões amarelos: Gustinho, 16’, João Ribeiro, 30’, Zézé, 60’, Ângelo, 61’, Marcos, 66’, Xavi, 67’, João Nunes, 70’, Fernando Beijinhos, 78’, Duarte Nuno, 79’, Bruno Cunha, 82’, Rui Rampa, 90+2’. Cartões vermelhos: nada a assinalar.

Golos: Filipe, 45’.

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Futebol Popular: Amigos de Quinchães, 0 – Agrupamento Santa Cristina, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro
.
Golo de Pedro mantém aronenses na liderança
- Árbitro expulsou quatro jogadores

Um golo de Pedro, aos 25 minutos, deu este sábado os três pontos ao Agrupamento de Santa Cristina no dérbi fafense com o Amigos de Quinchães, da 10.ª jornada do campeonato de futebol popular iminente

Na primeira parte, o Amigos de Quinchães dispôs de uma soberana oportunidade para se adiantar no marcador. Contudo, Júlio levou a melhor sobre o jogador da casa e defendeu uma grande penalidade, aos 20 minutos.

Destaque nesta partida para o número excessivo de cartões mostrados pelo árbitro da partida. Eurico e Rafa foram expulsos e, do lado do Quinchães, outros dois jogadores viram o cartão vermelho.

Com esta vitória, o Agrupamento mantém a liderança, agora com 23 pontos, mais um do que o São Clemente, que venceu o outro dérbi da jornada diante do Cepanense (3-0). O desaire deixa o Quinchães mais longe do topo, mas ainda no terceiro lugar, com 18 pontos somados.
.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Taça AF Braga: Arões desloca-se a Amares nos “oitavos”

Opinião: 
Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro
.
Apuramento dita deslocação a Silvares ou Pousa
O Arões venceu o Amares nos dois jogos da Pró-Nacional.
Terceiro duelo nesta época é a eliminar.


O Arões desloca-se ao reduto do Futebol Clube de Amares nos oitavos-de-final da Taça AF Braga.

O sorteio, realizado na tarde desta quinta-feira no auditório da sede da Associação de Futebol de Braga, ditou que o Arões, em caso de apuramento para a próxima eliminatória, vai jogar fora, contra o vencedor do jogo entre o Silvares e o Pousa.

Os jogos dos oitavos-de-final estão marcados para os dias 28 de fevereiro e 1 de março.

Calendário de jogos - 1/8 final:

1: Carreira vs Gerês
2: Antime vs Maria da Fonte
3: Desp. Ronde vs Martim
4: Ninense vs São Paio d’ Arcos
5: Silvares vs Pousa
6: Pedralva vs Soarense/Urgeses
7: Amares vs Arões
8: Serzedelo vs Vila Chã
.
Quartos-de-final (combinação de jogos):

Vencedor jogo 6 vs Vencedor jogo
Vencedor jogo 1 vs Vencedor jogo 4
Vencedor jogo 5 vs Vencedor jogo 7
Vencedor jogo 8 vs Vencedor jogo 2
.



Agenda desportiva de fim-de-semana

Opinião: 
.
Futebol Popular Sénior - 10.ª Jornada:

Amigos de Quinchães - Agrupamento Santa Cristina | sábado, 07 de fevereiro, 15h00
.

Assembleia da ARPAR realizada no passado dia 25 de Janeiro

Opinião: 
Texto: João Laranjeiro

Assembleia da ARPAR - Apresentação do relatório de contas

No passado domingo, dia 25 de janeiro, realizou-se a Assembleia-Geral da ARPAR - Associação de Reformados e Pensionistas de Arões (S. Romão). Uma assembleia com cerca de trinta associados presentes, em que o Presidente da Assembleia, Agostinho Pereira, abriu a assembleia com a leitura da ata da assembleia anterior. O mesmo, nesta assembleia apresentou aos sócios o relatório de contas referente ao ano de 2014, com saldo bastante positivo a transferir para 2015.
.
O Conselho Fiscal propôs no dia 16 de janeiro para ser apresentado nesta assembleia um voto de louvor pelo bom desempenho da atual direção desta instituição ao longo do ano de 2014. Não só o relatório de contas como o voto de louvor, foi aprovado por unanimidade pelos associados. O presidente da mesa abriu a sessão aos sócios em que o associado José Carvalho Freitas, fez questão de enaltecer a direção "que na equipa que trabalha bem, deve-se manter, como o seu plano deve ser mais abrangente dando assim um miminho aos idosos", referiu.
.
Foi realizado o momento do voto secreto, para a eleição única a sufrágio, numa altura em que esta direção cessa funções, e vai ser eleita no próximo dia oito de fevereiro a nova direção como também será apresentado o plano de atividades para 2015, nas instalações desta Associação de Reformados e Pensionistas.
.
A atual Presidente da direção, Emilia Costa Pereira, irá continuar nos comandos desta instituição que tem o maior número de associados da freguesia de Arões S.Romão, com cerca de trezentos e sessenta sócios. Junto de Emilia Costa Pereira, vai trabalhar Agostinho Costa Pereira como Presidente da Assembleia-Geral e Francisco Lopes no Conselho Fiscal.

Leilão ao Menino Jesus no CFJA

Opinião: 
Texto: João Laranjeiro

Realizou-se no dia 18 de Janeiro, no Centro para a Formação da Juventude de Arões, pelo segundo ano consecutivo do Leilão ao Menino Jesus.
.
Este leilão deve-se à boa vontade dos Aronenses, que contribuíram no passado sábado, aquando da recolha de bens, em que os bens foram leiloados na tarde de domingo. Bens esses de produção própria, como batatas, cebolas, frangos, vinho, abóboras, milho e fruta entre outras surpresas. "Quem dá mais, leva !", foi assim que animadamente se fez mais um leilão, como para quem comprou rifas no local, habilitou-se a três prémios, uma máquina de café, um cabaz de fruta e um cabaz de bens alimentares, e que foram todos levantados no momento.
.
Animação em palco do Grupo Folclórico da Casa do Povo de Arões, e teve a dinâmica do grupo de jovens de Arões. Numa organização da comissão de festas do Santíssimo e vai reverter para as obras do pavimento da casa do Pároco, iluminação de Natal e fogo.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Taça AF Braga: Arões conhece adversário esta 5.ª feira

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: DR
.
Sorteio dita jogos dos oitavos-de-final da prova
.
O Arões SC conhece o próximo adversário da Taça AF Braga esta quinta-feira, 5 de fevereiro. O sorteio dos oitavos-de-final tem início pelas 18h00, no auditório da Sede da Associação de Futebol de Braga.
.
Depois de ter eliminado o Desportivo de São Cosme em sua casa, na 3.ª eliminatória, (3-1 após prolongamento), a equipa de Miguel Paredes ficou isenta da fase seguinte. Agora, resta saber qual das 15 equipas calhará em sorte aos homens de amarelo e verde.
.
Além de outras duas formações fafenses - Antime e Silvares - estão ainda em prova Carreira, Pousa, Ninense, Martim, Amares, São Paio d' Arcos, Pedralva, Vila Chã, Ronfe, Serzedelo, Gerês, Maria da Fonte e o vencedor da eliminatória entre o Soarense e o Urgeses ou o São Veríssimo.
.
No sorteio desta quinta-feira será também conhecido o alinhamento para os quartos-de-final da competição.
.

Futsal: ARA Bugio, 2 - Arões SC, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro 
.
Derrota não compromete apuramento
.
Num jogo entre duas equipas em igualdade pontual, o Arões perdeu diante do ARA Bugio por duas bolas a uma, num encontro a contar para a 12.ª jornada da Liga Fafedry. A derrota adia as contas para as últimas jornadas, mas não deixa o Arões dependente de terceiros para conseguir o apuramento rumo à próxima fase.
.
Jorge Gonçalves fez o golo do Arões, mas Oliveira e Renato decidiram o jogo em favor do ARA, equipa que subiu ao quarto lugar, somando agora 21 pontos. Os aronenses têm menos três e ocupam o oitavo e último lugar da zona de apuramento, com 18 pontos.
.
Na próxima jornada, a realizar nos dias seis e sete de fevereiro, o Arões folga, para depois defrontar o Cepanense e, por fim, os Leões do Ferro, na 15.ª e última jornada da fase regular.
.
É certo que os aronenses só dependem de si para seguir em frente. Contudo, não se adivinham dois jogos nada fáceis para alcançar esse mesmo objetivo.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Iniciados: Arões SC, 4 – Benfica Cabeceiras, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Rui Silva

Leandro e Zé Rui bisaram

Os Iniciados do Arões receberam e venceram o Casa do Benfica de Cabeceiras por quatro bolas a uma, em jogo relativo à 15.ª jornada da Série D da 2.ª Divisão Distrital  da AF Braga.

Leandro e Zé Rui, cada um com um bis, marcaram os golos do Arões.

A equipa de Rui Almeida está no 2.º lugar com 34 pontos, com mais um jogo e menos dois pontos que o líder, o Ponte.

Na próxima jornada, os aronenses recebem o Desportivo de Ronfe, sétimo colocado na tabela classificativa, com 18 pontos.

Juvenis: Vieira SC, 0 – Arões SC, 1

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Rui Silva

Hugo decide no triunfo mais curto da época

- Primeira volta termina só com vitórias

Não era um jogo fácil. Mas os juvenis do Arões passaram com distinção em Vieira do Minho. A equipa de Ricardo Cunha foi ao reduto do terceiro classificado e venceu por uma bola a zero, cimentando ainda mais a liderança perante uma das equipas mais próximas na classificação.

O único golo da partida foi obtido à passagem dos 31 minutos, por Hugo. Na segunda parte, Emanuel foi expulso aos 67 minutos e está de fora do próximo jogo, em casa, diante do Guilhofrei.

Com esta vitória, o Arões conquistou mais três pontos, desta feita na última jornada da primeira volta, somando por vitórias os 14 jogos realizados. Foi a vitória mais curta da época, o mesmo que dizer que foi a primeira pela margem mínima.

A equipa aronense lidera com 42 pontos, é o melhor ataque, com 65 golos marcados, bem como a melhor defesa, com sete tentos sofridos. Na classificação, os comandados de Ricardo Cunha têm mais nove pontos que o Torcatense e tem agora os vieirenses a 13 de distância.



Miguel Castro: "Vitória inteiramente dedicada ao nosso jogador Filipe"

Opinião: 
Foto: Ricardo Castro
.
Declarações do treinador dos juniores do Arões, Miguel Castro, depois da vitória diante do Mota, por 5-0:

“Tínhamos avisado a equipa que depois da derrota era importante dar uma resposta. Tivemos um fim-de-semana sem jogo e mais ansiosos ficámos em querer marcar o mais cedo possível para voltar às vitórias. Sabíamos que não ia ser um jogo fácil por tudo. Pela ansiedade e por saber que, como vimos e com todo o respeito pelo adversário, a parte mais difícil ia ser chegar ao primeiro golo.

Aproveitámos para fazer alguma rotação na equipa e sentiu-se a falta de rotina de alguns jogadores, nos quais temos plena confiança porque fazem todos parte do plantel.

Falando em nome da equipa técnica, sabíamos perfeitamente da equipa e da qualidade que temos. Ninguém pediu que subíssemos, que ganhássemos todos os jogos. A nossa meta é trabalhar semana a semana, jogo a jogo. Esta primeira volta foi ótimo, se calhar só nós acreditávamos que isto podia acontecer. Mas estas vitórias, para quem estiver atento ao campeonato, pode reparar que não são vitórias fáceis. Requerem muito esforço e dedicação da nossa equipa. Os resultados mostram o trabalho que toda a equipa faz. Não são vitórias oferecidas, são conquistadas.

Esta vitória é inteiramente dedicada ao nosso jogador Filipe. A avó dele faleceu durante esta semana. Ele não esteve em jogo por causa dessa situação e gostava, em nome da equipa técnica e do grupo, dedicar a vitória a ele e à sua família, que bem merecem.”
.

Juniores: Arões SC, 5 - Mota FC, 0

Opinião: 
Texto e fotos: Ricardo Castro

De mota para a goleada

- Mão cheia em resposta à primeira derrota

Os juniores do Arões responderam da melhor maneira à derrota em Polvoreira e venceram o Mota, por cinco bolas a zero. Uma goleada de mão cheia no último jogo da primeira volta.

Num encontro de extremos na classificação, poder-se-ia esperar um jogo desequilibrado. Na verdade, o líder Arões entrou em jogo à procura do golo. Mas encontrou uma equipa de luta e com um guarda-redes inspirado. Nos primeiros dez minutos, João negou o golo a Miki por duas vezes.

O duelo entre o rápido jogador aronense e o guardião visitante voltou a meio da primeira parte. Aos 20’, João defendeu a soco um remate de fora da área. Aos 24’, Miki aproveitou um mau corte da defensiva contrária, sprintou para a baliza mas João agarrou a bola.

Pouco depois, Joca teve o golo nos pés por duas vezes. Primeiro, Luís Filipe lançou-o e João levou a melhor no frente-a-frente. A seguir, ganhou o ressalto e rematou frouxo, permitindo o corte de um defesa perto da linha de baliza.

Aos 35 minutos, foi de vez. À quinta tentativa, Miki levou a melhor. Remate colocado e fora do alcance à saída do guarda-redes. O Mota respondeu no minuto seguinte e podia ter empatado na única ocasião da primeira parte. Carlos Silva cabeceou ao poste.

No último lance antes do intervalo, o Arões ampliou para 2-0. Jogada individual de Morais junto à linha de fundo e assistência para Joca encostar na pequena área, com a baliza à sua mercê.

Na segunda parte, o Arões continuou a controlar o jogo e aos 56 minutos, Morais aproveitou um desentendimento defensivo na pequena área do Mota e encostou para o 3-0. Antes, Marcos já tinha enviado com estrondo a bola ao ferro da baliza de João.

Aos 61 minutos, Vítor fez o quarto golo. João defendeu para a frente um livre direto de Miki e o central aronense, astuto e oportuno, estava no sítio certo para desviar com êxito.

O Arões continuava instalado no meio-campo adversário e Lisuarte, recém-entrado, enviou a bola ao ferro aos 64 minutos. Mas, volvidos outros seis, o mesmo jogador deu o melhor seguimento a uma jogada de Miki pela direita e atirou para o 5-0.

Morais e Miki estiveram perto de aumentar ainda mais o resultado, mas a ação de João na baliza foi decisiva para um resultado que podia ter sido mais volumoso a favor dos da casa.

Já perto do fim, Ricardo podia ter reduzido por duas vezes. Primeiro surgiu na cara de Rui Pedro e rematou à trave. Pouco depois, a trave voltou a negar-lhe o tento de honra num livre direto. Pelo meio, Marcelo viu um golo ser-lhe anulado por fora-de-jogo, num lance bem ajuizado pela equipa de arbitragem.

Com este triunfo, a equipa de Miguel Castro soma agora 39 pontos e parte para a segunda volta com 13 vitórias, uma derrota e com mais nove pontos em relação ao Sandinenses, 2.º classificado. O Mota continua no último posto e sem qualquer ponto. Na próxima jornada, o Arões recebe o Tabuadelo, a quem ganhou na primeira volta, por dois a zero.

Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões – Vila de Arões São Romão, Fafe.

Árbitro: Gaspar Castro, auxiliado por Luís Salgado e Pedro Salgado (AF Braga).

ARÕES SC: Rui Pedro, Luís Carlos, Vítor, Pizarro, Baleu, Roberto, Morais, Miki (cap.), Joca (Lisuarte, 61’), Luís Filipe (Cardoso, 54’), Marcos (Miguel, 68’). Treinador: Miguel Castro.

MOTA FC: João (cap.), Ângelo, Fábio (Luís, 53’), Sampaio (Diogo, 58’), Eduardo, Silva, Ricardo, Miguel, Carlos Silva, Rafael, Marcelo. Treinador: Cyril Pinto.

Disciplina: nada a assinalar.

Golos: Miki, 35’, Joca, 45’, Morais, 56’, Vítor, 61’, Lisuarte, 70’.

Futebol Popular: Agrupamento Santa Cristina, 5 - Águas Santas/Moure, 2

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro

Agrupamento é líder isolado

O Agrupamento de Santa Cristina goleou o Águas Santas/Moure por cinco bolas a duas, em jogo da 9.ª jornada do campeonato de futebol popular. O empate do Amigos de Quinchães no dérbi em Cepães (2-2) permite à equipa aronense ser líder isolada ao fim desta jornada.

Leonel e Neves marcaram os dois primeiros golos com que a equipa de Santa Cristina chegou a vencer ao intervalo.

Na segunda parte, os visitantes entraram da melhor forma, reduzindo para 2-1 aos 51 minutos. Eurico voltou a repor a diferença de dois golos à hora de jogo, colocando pela terceira vez a bola no fundo da baliza adversária.

Aos 70’, Cardoso aumentou para 4-1, na marcação de um livre direto. Cinco minutos depois, Rafa chegou à mão cheia de golos para o Agrupamento. Já perto dos noventa minutos, o Águas Santas reduziu para 5-2.

O Agrupamento lidera com 20 pontos, mais um que o São Clemente e mais dois que o Amigos de Quinchães, precisamente o próximo adversário dos aronenses. Um jogo a prometer disputa pelo primeiro lugar da classificação.
.

Miguel Paredes: "Fomos justos vencedores"

Opinião: 
Declarações do treinador do Arões, depois da vitória por 2-1 diante do Amares:
.
“O nosso adversário vinha forte e sabíamos que ia ser um jogo complicado. Felizmente entrámos a ganhar, mas durante a primeira parte tivemos dificuldade em controlar o jogo do adversário. Acho que não nos posicionámos muito bem e reconheço que o Amares, durante a primeira parte, criou algumas situações em que podia chegado ao golo, tal como nós podíamos ter chegado ao segundo. Foi uma fase em que atacámos bem e defendemos mal.

Na segunda parte, penso que entrámos melhor e controlamos perfeitamente o jogo. Tivemos a infelicidade do nosso guarda-redes no golo adversário, mas fomos atrás do 2-1, chegámos ao golo e fomos controlando.

O Amares não criou situações de perigo na segunda parte e fomos nós, mesmo à medida que nos iam tirando elementos, a criar situações. Penso que pelo cômputo geral fomos justos vencedores, reconhecendo que o adversário tem uma boa equipa. Mas os nossos jogadores tiveram muita atitude, caráter e principalmente, em inferioridade numérica, estiveram irrepreensíveis na aplicação e no rigor tático.

O Barbosa tem uma entorse. Juntamente com o André e o Néné deixa-nos limitados. Isto a acrescentar à saída do Nandinho por motivos profissionais, deixa-nos com menos soluções. Mas quando os jogadores perceberem que temos menos soluções mas são todos mais importantes, podemos ficar mais fortes. Espero essa atitude no próximo jogo. Sabemos que é um jogo difícil no primeiro classificado. Mas é um jogo que os jogadores gostam de jogar e onde nos demos sempre muito bem ao longo das últimas épocas.”
.