quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Juniores: Arões SC, 2 - ACD Pica, 1

Opinião: 
Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro 

Pedro Morais garantiu vitória de grande penalidade

O Arões venceu o dérbi fafense em juniores diante do Pica, por duas bolas a uma, repetindo o resultado da primeira volta diante do conjunto de Pedro Freitas. Uma grande penalidade de Pedro Morais deu a vitória à equipa de Miguel Castro, já depois de Rui Marinho ter adiantado os aronenses no marcador e do Pica ter empatado o jogo, com um golão de Duarte.

Na primeira parte, os lances de bola parada foram uma constante no ataque à baliza adversária. Mineu e Rui Pedro tiveram algum trabalho e conseguiram manter intactas as redes nos primeiros 45 minutos.

A melhor oportunidade do Pica surgiu aos 32 minutos, quando Gabi surgiu na área aronense após livre de Teixeira, cabeceando ao lado. Na resposta, o Arões esteve perto do empate antes do intervalo, um remate de Morais ao poste.

Logo a abrir a segunda parte, o Arões teve uma boa oportunidade de golo, num livre bem defendido por Mineu. Aos 55 minutos, o Pica voltou a aparecer na área contrária,  com Chico a  colocar na área e Xavi a desviar para defesa fácil de Rui Pedro.

À hora de jogo, Rui Marinho apanhou Mineu adiantado e rematou de fora da área, fazendo a bola passar por cima do guarda-redes, para o primeiro golo do jogo. Pouco depois, aos 64 minutos, o Pica deu a melhor resposta ao golo sofrido. Duarte apareceu pelo lado direito e colocou a bola no ângulo superior esquerdo da baliza, restabelecendo a igualdade.

O golo da vitória aronense surgiu aos 81 minutos. O árbitro entendeu que houve falta dentro da área do Pica e apontou para a marca de grande penalidade. Na marcação do castigo máximo, Pedro Morais fez o 2-1 e garantiu mais três pontos ao Arões.

O Arões continua na liderança, com 48 pontos. Na próxima jornada, os aronenses têm uma difícil deslocação ao 3.º classificado, o Sandinenses. Já o Pica segue no 4.º posto com 30 pontos e recebe o Prazins e Corvite no próximo fim-de-semana.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário