segunda-feira, 9 de março de 2015

Pró-Nacional: Maria da Fonte, 3 - Arões SC, 1

Opinião: 

Começou, desenrolou-se e acabou mal o jogo em Maria da Fonte

Na visita do Arões a Maria da Fonte neste último fim de semana o resultado ditou uma derrota aos de Fafe, num jogo que poderia ter colocado a equipa do Arões novamente no topo da classificação caso a vitória fosse alcançada. Apesar disso os adversários diretos do Arões também escorregaram neste fim de semana e isso faz agora com que a diferença pontual entre o 1º (Torcatense) e 5º (Maria da Fonte) seja de apenas 4 pontos, algo que espelha a competividade que existe neste divisão.

O jogo começou com o Maria da Fonte a adiantar-se no marcador, nem um minuto corrido e na sequência de um canto executado de maneira curta seguido de um cruzamento para a área, Simão, consegui de cabeça colocar a bola onde desejava e adiantou a sua equipa no marcador.

Aos 10 minutos o Arões criou a sua primeira oportunidade de golo e esteve perto de introduzir a bola na baliza não fosse o guardião Miguel a segurar no esférico mesmo em cima de linha. Aos 15 min., foi através de Agostinho que o Arões esteve perto de empatar mas este viu o seu cabeceamento ser interrompido por uma grande defesa do guardião do Maria da Fonte para canto. Segui-se uma série de cantos para o Arões na qual não houve qualquer proveito.

Aos 20 minutos de jogo, Hugo Dias, fez levantar o estádio, ao aumentar a vantagem da sua equipa num remate “missíl” junto do meio-campo, sem hipóteses para o guardião aronense.


A perder por dois golos, Beijinhos, fez um grande desarme a João Miguel aos 40 min., quando através de um contra ataque, este estava no um para um com o guardião, João. 


O treinador aronenses, Miguel Paredes, mexeu na equipa ao intervalo colocando em jogo Bruno Cunha no lugar de Barbosa, tal mexida não poderia ter sido mais acertada uma vez que foi este jogador que aos 50 minutos reduziu para 2-1 o marcador, numa altura do jogo em que o Arões dominava a partida. 

A ganhar pela margem mínima aos 55 min. o Maria da Fonte, viu a tarefa de manter o resultado a seu favor “facilitada” quando Pablo, foi expulso por acumulação de amarelos. 

Aos 61 min., Castro teve nos pés uma oportunidade soberana para aumentar a vantagem da sua equipa perante João mas o remate saiu ao lado. Passados 5 minutos, uma perda de bola de Bruno Cunha permitiu a Gil sentenciar o jogo fazendo o 3-1.

Aos 75 min., o Arões reclamou de um suposto agarrão a Raimundo no interior da área mas sem qualquer sinalética por parte da equipa de arbitragem o jogo prosseguiu. 
.
Aos 84 minutos num lance entre Marcos e Rui, o jogador aronense acabou por receber ordem de expulsão, para espanto de todo o banco aronense. Com menos dois em campo e a perder pela diferença de dois golos, os três minutos de descontos nada mais vieram acrescentar ao jogo a ambas as equipas.
.
No próximo jogo em casa o Arões recebe o Taipas e abre as suas porta a todas as mulheres com o incentivo destas assistirem ao jogo gratuitamente.
.
Jogo realizado no Estádio dos Moinhos Novos na Póvoa de Lanhoso:
.
Árbitro: Arnaldo Lima Auxiliares: José Araújo e Ricardo Antunes.
.
SC MARIA DA FONTE: Miguel; Bruno Oliveira, Rui, Marco (Ruben, 77’), João Miguel (Costinha, 60’), Hugo Dias, Gil, Simão (Castro, 56’), Paulinho, Ricardo e Henrique. Treinador, José Barroso.
.
ARÕES SC: João Nunes, Marcos, F. Beijinhos (cap.), Rui Rampa, Zezinho, Néné, Agostinho (André, 58’), Pablo, Barbosa (Bruno Cunha, 45’), Filipe (Raimundo 65’) e Zézé. Treinador: Miguel Paredes.
.
DISCIPLINA: 
Cartões Amarelos – Zézinho, 2’; Simão, 20’; Pablo, 25’; Filipe 35’; Pablo, 55’; Henrique, 57’; Marco 60’; Rampa, 80’ e Bruno Cunha, 83’

Cartões Vermelhos: Pablo, 55’ e Marcos, 84’
.
Marcadores: Simão, 1’; Hugo Dias, 20’; Bruno Cunha, 50’ e Gil, 66’

Sem comentários:

Enviar um comentário