quinta-feira, 28 de maio de 2015

Saiba porque Miguel Paredes saiu do Arões SC

Opinião: 
Texto: João Carlos Lopes | Foto: Ricardo Castro

Técnico é detentor de um currículo invejável 

Ao contrário do que se possa pensar o técnico Miguel Paredes não tem qualquer convite em carteira para treinar. Aliás foi convidado a renovar no comando técnico do Arões SC mas, no entanto, entende "que o Arões já atingiu o máximo que podia. Depois de uma final da Taça, um 3.º lugar e um 2.º lugar, acho que nada mais tinha a ganhar e assim decidi que o melhor era sair e esperar por um novo projceto, até este momento não tenho nenhum convite", referiu.

Por tudo isto e porque é um treinador com um currículo invejável quer na formação quer nos seniores, sendo possuidor do Curso de treinadores de II Nível (UEFA B), Paredes sente-se preparado para abraçar projectos mais ambiciosos, que desafiem as suas próprias capacidades.


CURRÍCULO DE MIGUEL PAREDES COMO TREINADOR:

- Curso de treinadores de I Nível da F.P.F – AF Braga 2001

- Curso de treinadores de II Nível (UEFA B) da F.P.F.-AF Braga 2005

- Época 2002/2003 – Treinador Juvenis Associação Desportiva de Fafe 2º Lugar no campeonato Distrital Finalista Taça A.F.Braga

→Época 2003/2004 –Treinador Juniores Associação Desportiva de Fafe 2º Lugar no campeonato Distrital Finalista Taça A.F.Braga

→Época 2004/2005 –Treinador Juniores Associação Desportiva de Fafe

Vencedor Serie B no campeonato Distrital – Finalista vencido da Final do campeonato na marcação de grandes penalidades

Vencedor da Taça A.F. Braga

- Época 2005/2006 –Treinador Juniores Associação Desportiva de Fafe 2º Lugar no campeonato Distrital - - Época 2006/2007 – Treinador Seniores Arões S.C. 5º Lugar no campeonato Distrital Divisão Honra, que permitiu o acesso à Divisão de Honra remodelada para a época 2007/2008

- Época 2007/2008 – Treinador Seniores Arões S.C. Divisão Honra AFB

- Época 2008/2009 – Treinador Juvenis da A.D. Fafe

Campeão Distrital da AF Braga

- Época 2009/2010 – Treinador Juvenis da A.D. Fafe - Campeonato Nacional de Juniores B

- Época 2010/2011 – Treinador Juniores da A.D. Fafe - Campeonato Nacional de Juniores A

- Época 2011/2012 – Treinador Juniores da A.D. Fafe - Campeonato Nacional de Juniores A

- Época 2012/2013 – Treinador Arões S.C. – Divisão de Honra da A.F. Braga

Finalista da Taça A.F.Braga

→ Época 2013/2014 – Treinador Arões S.C. – Pró nacional da A.F. Braga – 3º Lugar

→ Época 2014/2015 – Treinador Arões S.C. – Pró nacional da A.F. Braga – 2º Lugar

Qualificação para a Taça de Portugal e possível acesso ao Campeonato Nacional de Seniores).

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Inscrições abertas para a Feira de Artesanato Arões 2015

Opinião: 
A Junta de Freguesia de Arões São Romão realiza nos dias 18 e 19 de Julho a "Feira de Artesanato da Vila de Arões". As inscrições para este evento estão agora abertas e são gratuitas para aqueles que desejem expor a sua "arte", bastando para tal dirigir-se à Junta.


Este ano realiza-se a 5.ª edição do evento que de ano para ano tem vindo a ganhar dimensão e dando continuidade aquilo que no ano passado foi um sucesso com a presença de vários expositores da freguesia e do concelho de Fafe, muita animação diurna e nocturna com aulas de zumba, comes e bebes e a colaboração de várias instituições da freguesia. O êxito que foi 2014 faz com que a Junta de Freguesia continue esta sua aposta este Verão.

O certame será realizado tal como em anos anteriores no Largo da Igreja de Arões S. Romão.

sábado, 23 de maio de 2015

Juniores – 1.ª Div. AF Braga: Mota FC, 1 – Arões SC, 3

Opinião: 
Texto e foto (arquivo): Ricardo Castro

Aronenses de mota na despedida do campeonato

Os juniores do Arões terminaram o campeonato com uma vitória no reduto do último classificado, o Mota FC, por três bolas a uma.

Numa partida em que o médio Roberto substituiu o lesionado Rui Pedro na baliza durante os 90 minutos, Lipe inaugurou o marcador na primeira parte a favor dos visitantes. Du e Miki garantiram a vitória aronense, já depois de a formação de Cabeceiras de Basto ter igualado no início da etapa complementar.

A formação de Miguel Castro, que se sagrou campeã a quatro jornadas do fim, terminou o campeonato com 64 pontos, mais dez sobre o segundo classificado, o Torcatense.

Em 28 jogos, o Arões conseguiu 20 vitórias para quatro empates e outras tantas derrotas, num total de 68 golos marcados e 27 sofridos.

Juvenis – 2.ª Div. AF Braga: Arões SC, 0 – Vieira SC, 4

Opinião: 
Texto e foto: Ricardo Castro

Campeão goleado no fecho do campeonato

Os juvenis do Arões saíram goleados do último jogo do campeonato. A equipa fafense perdeu por quatro bolas a zero, em casa, ante o Vieira.

Em ambiente de festa e descompressão, os comandados de Ricardo Cunha entraram tranquilos em campo, perante uma equipa que precisava de vencer para garantir o segundo lugar e também subir à 1.ª divisão.

Alguma falta de concentração permitiu aos vieirenses adiantarem-se no marcador e chegar ao intervalo a vencer por três golos de diferença, à qual se juntou mais um tento na etapa complementar.

Os aronenses terminam o campeonato com 78 pontos, fruto de 26 vitórias e duas derrotas (ambas em casa), 116 golos marcados e 22 sofridos. O Vieira acompanha a turma de Ricardo Cunha na subida, com os 66 pontos a garantirem o segundo lugar na Série D da 2.ª Divisão.

ARPAR vai apagar treze velas

Opinião: 
João Laranjeiro

A ARPAR Associação de Reformados e Pensionistas de Arões S. Romão, que foi fundado no dia um de junho de 2002, e que no fim de semana de 6 e 7 de junho vai proporcionar um programa festivo para todos os seus associados.

Dia 6 (sábado), a partir das 9 h Alvorada (durante o dia música gravada), da parte de tarde entre as 14 e 17 h, jogo do galo, e à noite karaoke com o DJ Dadito e a sessão de fogo de artificio ás 23 h, retomando a atuação do DJ Dadito.

Dia 7 (Domingo), 11,15 h Missa por todos os associados (vivos e falecidos).
14,30 h Atuação do Rancho Folclórico de Cepães (Fafe), e uma hora depois, intervalo da atuação do Rancho , e inicio do beberete (somente para associados).
Este intervalo é aproveitado para que se realize também o sorteio de prémios. 1º Prémio: 1 forno, 2º prémio: 1 ferro de engomar e 3º prémio uma varinha mágica.

O Rancho Folclórico de Cepães, volta a entrar em palco até ao final da tarde. 

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Fernando Beijinhos, jogador do Arões SC: "É bastante amargo não ficar em primeiro"

Opinião: 
Foto: Ricardo Castro
.
Apesar de lamentar mais uma época em que os aronenses ficam muito perto do topo, o central classifica o segundo lugar do clube na presente edição da Pró-Nacional como "histórico". O capitão de equipa tem esperança na presença do clube no Campeonato Nacional de Seniores da próxima época.

“É um sentimento de que a gente podia ter ficado em primeiro, depois de uma época muito boa. Penso que merecíamos, mas o Torcatense não facilitou. Mesmo assim conseguimos um lugar histórico.

Acaba por ser um resultado justo, tivemos mais oportunidades de golo que o nosso adversário, que é uma excelente equipa, andou até há bem pouco tempo sempre nos lugares de cima e deixou-se cair na reta final.

É bastante amargo não ficar em primeiro. Já não é a primeira vez que ficamos nesta situação. Tivemos uma final da Taça na qual também não conseguimos vencer, mas o ano do Arões irá chegar certamente e todos temos a esperança de que, mesmo em segundo lugar, o Arões suba. Resta-nos aguardar para ver quem desce, se há desistências, mas sempre com o sentimento de esperança de o clube, na próxima época, estar no Campeonato Nacional de Seniores.”

terça-feira, 19 de maio de 2015

Miguel Paredes, treinador do Arões SC: "Esperamos que no próximo ano o Arões esteja no CNS"

Opinião: 
Foto: Ricardo Castro

No final do jogo entre Arões e Terras de Bouro, o treinador dos fafenses destacou a campanha do clube ao longo desta época e a evolução sustentada do clube nos últimos anos e espera um Arões no Campeonato Nacional de Seniores na próxima época. Quanto ao futuro da equipa técnica, Paredes diz que tudo surgirá "a seu tempo".

“Na primeira parte sabíamos que o jogo ia partir, daí termos permitido algumas situações ao adversário, mas nós também criámos. Houve lances de má finalização das duas equipas. Na segunda parte os jogadores sabiam que o Torcatense estava a ganhar e animicamente foram abaixo. Temos de estar orgulhosos da campanha que fizemos, tivemos a melhor classificação de sempre do Arões, que nos outros anos deu quase sempre subida.

Espero que a comunicação social enalteça o valor destes jogadores e desta equipa, porque nós não é folclore, temos um percurso sustentado. Há três anos fomos à final da Taça AF Braga e conseguimos o acesso ao Pró-Nacional, no ano passado ficamos em terceiro, muito perto da subida e desta vez ficamos em segundo com os mesmos pontos do primeiro, com o pormenor de falharmos um penalti em São Torcato que podia fazer toda a diferença. Continuamos a crescer, não éramos a equipa com melhor campo e melhor bancada, mas se calhar tínhamos os melhores jogadores. Queríamos o primeiro lugar, mas reconhecemos que houve uma altura em que já não acreditávamos. Com seis vitórias consecutivas acabámos na melhor fase da época e acreditámos outra vez. Muitas vezes estamos perto e ficamos à porta e esperamos que no próximo ano o Arões esteja no Campeonato Nacional de Seniores, um feito extraordinário para aquilo que o Arões é, tem e representa.

O futuro a Deus pertence. Muitas vezes uma continuidade excessiva pode provocar um certo comodismo. Vamos ver o que vai acontecer, depende de muitas situações e, a seu tempo, as pessoas saberão qual o futuro desta equipa técnica no Arões”.

João Salgueiro, treinador do Terras de Bouro: "Virar a página e abri-la noutro lado"

Opinião: 
Foto: Ricardo Castro
.
O treinador do Terras de Bouro, João Salgueiro, considerou o resultado justo, ainda que, para si, a grande penalidade que decidiu o jogo a favor do Arões seja um lance "dúbio". O técnico dá como quase certa a saída do clube, depois de dois anos à frente dos terrabourenses:
.
“Atendendo ao que foi o jogo, penso que perdemos com um penalti um bocado dúbio, mas os resultados são sempre justos. Parabéns ao Arões. Ganhou e manteve um lugar honroso para uma equipa que há muitos anos luta por algo mais. O resultado acaba por ser o que não queríamos e acima de tudo, por aquilo que os jogadores fizeram, pelo calor intenso, penso que se o resultado fosse o empate, não desilustrava aquilo que se passou.

Desde o início da época que os nossos objetivos eram a manutenção. Claro que depois da excelente primeira volta que fizemos, muita gente não contava connosco, pensavam que eramos uma equipa que ia jogar para não descer, ficámos um pouco frustrados mais pelo que nos fizeram do que aquilo que nós fizemos. Acho que, a partir de determinada altura, não nos deixaram fazer mais e fomos cimentando uma posição tranquila. Percebemos que não podíamos lutar de igual para igual e então fomos à procura do nosso objetivo principal. Os jogadores, excelentes, estão de parabéns. Fizemos uma época acima das expetativas para o que muitas pessoas pensavam.

Não estou vinculado a ninguém, mas em princípio o meu ciclo no Terras de Bouro acabou, agora ficarei tranquilamente à espera de propostas para ver se no próximo ano volto a treinar uma equipa da Pró-Nacional. Acho que passei dois anos muito bons, uma subida de divisão e um nono lugar na Pró-Nacional. Está na altura de virar a página e se calhar abri-la noutro lado.”
.

Assembleia de Freguesia, Arões São Romão

Opinião: 
João Laranjeiro

Realizou-se na passada quarta- feira, dia 29, pelas 21 horas, no auditório da sede da junta, a assembleia ordinária com seis pontos da ordem do dia.
.
Antes da ordem do dia, foi pedido um minuto de silêncio no voto de pesar pelo falecimento do funcionário da junta Sr. Fernando da Silva Pereira, para que o mesmo ficasse registado em ata. Ainda foi como nota de lembrar o título de campeões da distrital em juriores e juvenis do Arões SC.
Após a leitura da ata anterior, foi a bancada do psd, que frisou “o titulo de campeões do ASC, e pelo bom trabalho desenvolvido pelo ex pres, mas pretendendo retorno perante esta bancada. Unânime no voto de pesar. Falta de conhecimentos de contratos celebrados pela junta e volta a fazer o reparo às atas e sugeriu que estas mesmas fossem gravadas”, mesmo assim a ata foi a votação e teve aprovação por unanimidade.
.
A intervenção dos Independentes por Fafe, representada pelo deputado Fernando Costa vai lembrando ( como já o fez em outras assembleias) “a limpeza dos espaços públicos e se já foi celebrado contrato, salvaguardar a zona urbana na revisão do PDM e não caia em saco roto o nó de acesso à zona industrial e se a rua da tapada terá saneamento”. PS foi em torno do saneamento e locais a abrangidos e em que fases. Pela bancada do PS foi em torno do saneamento “e quais são as zonas abrangidas e se podem ser realizadas em segunda fase”O PSD congratula-se pelo andamento do saneamento, mas preocupado com a segurança da EB1 de Arões e ainda a situação do PDM.
.
O executivo respondeu, "a situação vista no terreno por uma equipa da autarquia e presidentes de junta para o arranque do plano diretor municipal com sessão pública, reclamarem (caso fosse do seu interesse) a área envolvida. O acesso à zona industrial, conhecido pelo nó de Arões vai arrancar para breve. Na EB1 já foi visitada pelo vereador do ensino para verificar a necessidade de uma intenvenção, sendo da responsabilidade da câmara, mas a segurança está “controlada”. As tampas de esgoto também junto deste estabelecimento de ensino vão ter nova forma de material para não voltar a ter este roubo".
.
Quanto ao saneamento em que foi questionado com mais revelo não só pelas bancadas mas também pela tribuna, sendo que foi feito um bom esclarecimento por parte do tesoureiro Joel Fernandes munido de mapas e realçou as novas fases, sendo a segunda pelos lugares dos barreiros, espadanal, fregim, quinta, veigas e portal. A terceira fase, na portela, souto novo e rua dos bons caminhos.
Nos pontos da ordem do dia, apreciação da informação escrita pela Presidente de Junta ( que foi lida pelo seu secretário Ricardo Lopes), realçando “que está concluído o arranjo nas sepulturas, rua da estrada, novos passeios, rotunda dos ferreiros, 1ª fase do saneamento, admissão de três novos funcionários pelo IFP, mantendo limpos os espaços do parque infantil e cemitério. Na acção social várias atividades, preenchimento do IRS, como também colaborando no transporte escolar”, frisou.
Apreciação do regulamento interno do cadastro e inventário de bens da freguesia e apreciação do mapa de inventário des bens móveis da freguesia. Perante a Lei das Autarquias locais foi feito o cadastro e inventário dos bens móveis, o que seus bens imóveis será posterior.
.
Apreciação e deliberação da proposta da atribuição de toponímia a novas ruas da freguesia. No antigo lugar do Porto, ficou rua do Porto e travessa do Porto, ainda a travessa dos Oleiros 3. Mesmo que para o deputado dos independentes por Fafe, ironicamente dissesse que esta travessa dos oleiros 3 “desse origem a nome de filme”, foi aprovado por unanimidade. Apreciação e votação da prestação de contas do ano de 2014, que foi aprovado por maioria e abstenção das bancadas do psd e independentes por Fafe.
.
Informação das declarações da Presidente de junta de acordo com o Art. 15 da Lei nº 8/2012 de 21 de fevereiro, que se trata de pagamentos, em que estes mesmos não se encontram em divida que tinham que ser esclarecidos nesta assembleia a título informativo, a onde todos os seus documentos estão devidamente registados. No último ponto da ordem de trabalhos, deliberação e aprovação da 1ª revisão do orçamento e PPI no ano de 2015, este ponto foi aprovado por maioria com abstenção pelos independentes por Fafe. Na intervenção dos presentes, em torno do saneamento, o executivo esclareceu , como ainda o local das novas toponímias, dos ecopontos queimados ( no pinhal), rotunda dos oleiros, wc do cemitério, buraco à entrada do café esplanada, estaleiro e PDM. Uma assembleia com uma duração de quase três horas, em que foi cordeal perante as bancadas e a tribuna.

domingo, 17 de maio de 2015

Pró-Nacional: Arões SC, 1 - Terras de Bouro, 0

Opinião: 
Texto e fotos: Ricardo Castro


Vitória não chegou para o título

- Subida ao CNS possível mas ainda incerta

O Arões venceu o Terras de Bouro por 1-0, na última jornada da Pró-Nacional. Uma grande penalidade marcada por Pablo, aos 67 minutos, deu três pontos insuficientes para o título. O Torcatense – do fafense Ricardo Soares – derrotou o Águias da Graça (3-0), é o novo campeão e garantiu a subida ao CNS, facto ainda possível mas incerto para os aronenses, que terminaram com os mesmos 62 pontos do primeiro e conquistaram a melhor classificação de sempre.

A bancada esteve bem composta por muitos aronenses e Miguel Paredes voltou a apresentar um onze sem pontas de lança de raiz. Com uma equipa lenta na transição ofensiva e com falhas no último passe, o treinador aronense interveio muito na primeira parte. Do outro lado, João Salgueiro, tranquilo, viu o Terras de Bouro criar duas ocasiões. Aos 23 minutos, Police rematou forte na área e João Nunes manteve o nulo com uma saída corajosa. À meia hora, negou o golo de cabeça a Police.

Pelo meio, Agostinho ficou perto de inaugurar em dois remates consecutivos. No último quarto de hora, houve mais espaços e o Arões criou mais perigo. Rosita falhou na área e Zezinho não fez melhor na recarga. Perto do intervalo, Agostinho tirou três adversários do caminho e, na pequena área, preferiu o passe. O lance perdeu-se.

Para a segunda parte, Miguel Paredes tirou Rosita e lançou Barbosa. O Arões mostrou mais atitude, subiu no terreno e o golo esteve mais perto. A canto de Bruno Cunha, Rampa cabeceou ao poste e Mico agarrou depois de a bola ter seguido caprichosamente o caminho da linha de baliza.

Aos 65 minutos, Raimundo teve no pé direito o primeiro. Com a baliza à sua mercê, o avançado falhou a recarga a um primeiro remate de Pablo, mas ganhou a grande penalidade que o brasileiro converteu no único golo da partida, dois minutos depois.

João Nunes teve menos trabalho na etapa complementar. Contudo, precisou de atenção para defender as tentativas Martinho e de Gama. Aos da casa faltou mais astúcia e eficácia para aumentar a vantagem. Filipe – regressado após lesão e muito ovacionado quando entrou em campo – foi quem esteve mais perto de nova alteração no marcador, num livre direto que saiu pouco ao lado do poste.

Depois do terceiro lugar na primeira edição da Pró-Nacional, o inédito segundo posto do Arões no principal escalão dos distritais dá a entrada na 1.ª eliminatória da Taça de Portugal da próxima época. Resta saber se a equipa conseguirá também a primeira participação de sempre nos campeonatos nacionais. Um feito só certo mediante as inscrições das equipas que, por direito, garantam presença no Campeonato Nacional de Seniores de 2015/16.

Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões.

Árbitro: Jorge Fernandes, auxiliado por Miguel Silva e Paulo Taveira.

ARÕES SC: João Nunes, Marquinhos, Fernando Beijinhos (cap.), Rui Rampa, Zezinho, Gustinho, Pedro Rosita (Barbosa, 46’), Agostinho, Pablo, Bruno Cunha (Filipe, 76’), André (Raimundo, 63’). Treinador: Miguel Paredes.

ADCR TERRAS DE BOURO: Mico (cap.), Rato, Martinho, Bispo, Zé Pedro, Police, Pintas (Lázaro, 84’), Xiço (Jeremy, 77’), Rui Costa, Luís Salgueiro, Luisinho. Treinador: João Salgueiro.

Disciplina – cartão amarelo a: Rato, 87’.

Golo: Pablo, 67’ (g.p).

Juvenis - 2.ª Div. AF Braga: Polvoreira, 2 - Arões SC, 3

Opinião: 
Ricardo Cunha tem comandado uma equipa vencedora
Texto e foto: Ricardo Castro

Hugo resolveu a dez minutos do fim

Os juvenis do Arões venceram o último jogo na condição de visitante do campeonato, ao levar a melhor sobre o Polvoreira, por três bolas a duas.

Vítor e Hugo adiantaram os aronenses no marcador e levaram a equipa a vencer para o intervalo por dois a zero. Na segunda parte, Hugo bisou e decidiu a partida aos 80 minutos, já depois dos da casa terem chegado ao empate.

Em 27 jogos, o Arões tem um percurso que impressiona – 26 vitórias e uma derrota. São 78 pontos em 81 possíveis, 116 golos marcados, 18 sofridos e uma vantagem de 15 pontos para o segundo classificado, o Vieira, precisamente o último adversário do Arões na prova.

sábado, 16 de maio de 2015

Juniores – 1.ª Div. AF Braga: Arões SC, 2 – Polvoreira, 2

Opinião: 
Texto e foto: Ricardo Castro

Empate no último jogo caseiro

Arões e Polvoreira dividiram pontos na tarde deste sábado, num empate a duas bolas entre o já campeão e o terceiro classificado.

Du inaugurou o marcador a favor do Arões na primeira parte. O Polvoreira chegou à igualdade aos 55 minutos. Mas os da casa, por Jorge, voltaram para a frente do marcador. A cinco minutos dos noventa, os vimaranenses chegaram ao 2-2, num remate de fora da área.

Na próxima jornada - a última - há um duelo de extremos. O Arões, líder com 61 pontos, desloca-se ao reduto do último classificado, o Mota FC, equipa que soma três pontos.


quinta-feira, 14 de maio de 2015

Juvenis - 2.ª Div. AF Braga: Arões SC, 6 - Santiago Candoso, 3

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro

Vítor e Quim bisaram

Os juvenis do Arões continuam na senda das vitórias e golearam, no último sábado, em casa, o Santiago de Candoso, por 6-3.

Vítor, aos três minutos, deu vantagem aos da casa e Quim (17’) devolveu a vantagem ao Arões, já depois dos vimaranenses terem igualado a partida a uma bola.

João Pinto fez o 3-1 de livre (25’) e no minuto seguinte o Santiago de Candoso voltou a reduzir para a diferença mínima, num autogolo.

Na segunda parte, Vítor bisou aos 55’ e os visitantes reduziram de novo para um golo a desvantagem, aos 69’. O 5-3 surgiu por Telmo Lemos (72’) e Quim fechou as contas aos 77’.

Além do bis de dois jogadores aronenses, destaque, neste jogo, para as três assistências para golo do extremo Hugo.

O Arões soma 75 pontos – mais 15 do que o Vieira – e joga em Polvoreira no próximo domingo, pelas 16h00, na penúltima ronda do campeonato.

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Futsal Feminino: Arões SC vence Taça Cidade de Fafe

Opinião: 

Texto: Ricardo Castro | Foto: DR

Golo de Vanessa dá título às aronenses

Um golo de Vanessa garantiu a vitória à equipa feminina de futsal do Arões na Taça Cidade de Fafe. Na final diante do Armil, as aronenses venceram por 1-0, num jogo disputado no Pavilhão Multiusos de Fafe, na tarde deste domingo.

domingo, 10 de maio de 2015

Pró-Nacional: CD Celeirós, 0 - Arões SC, 2

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Fotos: DR

Garantida presença histórica na Taça de Portugal

Um feito histórico. O Arões venceu por duas bolas a zero em Celeirós e garantiu, pela primeira vez, a presença na Taça de Portugal, na época 2015/2016. Os fafenses estão também na luta pela subida e pelo título, a decidir na última jornada.

Zezinho e Bruno Cunha, na segunda parte, deram o triunfo aos fafenses. Com os mesmos 59 pontos do líder Torcatense – mas em desvantagem no confronto direto – a equipa de Miguel Paredes pode ser campeã, se fizer um melhor resultado do que os vimaranenses no próximo fim-de-semana.

O nulo caseiro do Ninense com o Taipas garante matematicamente o segundo lugar ao Arões, posto que, pelos regulamentos da Federação Portuguesa de Futebol para a Taça de Portugal, dá acesso à participação na prova.

A atual classificação dos aronenses até pode dar a subida de divisão. Contudo, só mediante as descidas do Campeonato Nacional de Seniores é que se sabe se sobem duas equipas da AF Braga.

O título é possível para o duo da frente e as receções de Arões e Torcatense a Terras de Bouro e Águias da Graça, respetivamente, vão decidir o novo campeão do principal escalão distrital bracarense.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Zezinho, jogador do Arões: "Mantermo-nos na luta até ao fim"

Opinião: 
Foto (arquivo): Ricardo Castro

No final do jogo entre Arões e Celoricense, o lateral-esquerdo dos fafenses considerou que os dois golos nos primeiros dez minutos dificultaram a vida aos visitantes e fala do próximo jogo (em Celeirós) como "mais uma final" para ganhar.

“O nosso objetivo para este jogo passava única e exclusivamente por obter os três pontos. Temos de pensar, nesta altura, num jogo de cada vez. Era a primeira de três finais, são três jogos que nós sabemos que são decisivos, lutámos sempre para vencer o jogo, estamos numa série boa de quatro vitórias consecutivas e o objetivo agora passa por ir vencer em Celeirós e mantermo-nos na luta até ao fim.

A partir do momento em que estamos em segundo, não nos vamos preocupar com quem está em terceiro. O objetivo é chegar ao primeiro. Nós temos de fazer o nosso trabalho. Nesta altura o nosso foco principal tem de ser vencer os dois jogos que faltam e ao fim fazemos as contas.

Se calhar o Celoricense podia ter apertado mais. Obviamente que sofrer dois golos cedo como eles sofreram condiciona muito o jogo. Sabíamos que íamos ter muitas dificuldades e para nós ficou o trabalho muito mais facilitado a partir do momento em que chegámos ao 2-0. Somos uma equipa que se sente muito confortável quando está em vantagem a gerir o jogo e esta foi mais uma prova. Em Nine foi outra prova cabal do nosso valor. E agora é enfrentar o jogo em Celeirós como mais uma final e trazer de lá os três pontos.”

Filipe Mesquita, treinador do Celoricense: "O futebol é para homens"

Opinião: 
Foto: Ricardo Castro
.
No final do jogo entre Arões e Celoricense, o treinador da equipa visitante foi muito crítico com a arbitragem chefiada por Andreia Sousa:
.
“Nos primeiros vinte minutos penso que entrámos muito mal no jogo. Mas a partir daí conseguimos equilibrar e estar por cima do jogo. Não conseguimos concretizar e mais uma vez, a espelho daquilo que se passou em Torcatense, as equipas que estão para subir deviam jogar noutro campeonato, porque aparece uma arbitragem que nem nos traquinas pode existir. Mas a responsabilidade é da Associação. Se querem um campeonato digno, que tenham olhos nestes jogos porque é uma vergonha o que se passa nos campos de futebol. Sempre que o Celorico joga com equipas que à partida lutam pela subida de divisão, é uma vergonha.

"Na expulsão, só me virei (para a árbitra), e tenho o diretor ao meu lado, e disse: “a marcar falta aqui, tem que marcar penalti”. (A árbitra disse) “considere-se expulso” e pôs-me fora. É uma vergonha o que se passa na arbitragem em Braga. Não sei se há alguma falta a pagar ao Celoricense. Também aceito que entrámos muito mal, levámos dois golos, mas a partir do momento em que equilibramos o jogo, apareceu uma senhora, porque por muito respeito que tenha pelas senhoras, o futebol é para homens e neste tipo de ambientes a senhora tremeu muito e deixa muito a desejar”. 

domingo, 3 de maio de 2015

Juvenis – 2.ª Div. AF Braga: U. Torcatense, 2 – Arões SC, 4

Opinião: 
Texto: Ricardo Castro | Foto: Rui Silva

Uma vitória com rótulo de campeão

Os juvenis do Arões venceram o primeiro jogo depois de confirmarem o título na série D da 2.ª Divisão Distrital. A equipa de Ricardo Cunha foi a São Torcato derrotar a equipa local, por quatro bolas a duas.

Aos sete minutos, o Torcatense desfez o nulo com um grande golo. Num alívio de um defesa central no meio campo defensivo, a bola bateu no solo e passou por cima do guardião do Arões antes de entrar na baliza.

Os aronenses empataram aos 18 minutos. Hugo, isolado perante o guarda-redes, não desperdiçou a ocasião e Marcelo completou a reviravolta perto do intervalo.

Na segunda parte, o Torcatense empatou aos 49 minutos, numa jogada de insistência após um livre lateral. A resposta do Arões surgiu pouco depois. Pedrinho devolveu a vantagem e Vítor confirmou o triunfo aos 76 minutos, com um golpe de cabeça. Perto do fim, Marcelo viu o segundo amarelo e foi expulso, deixando o Arões com dez em campo.

O Arões soma 72 pontos e tem 15 de vantagem sobre o Vieira, segundo classificado. Na próxima jornada, o líder recebe o penúltimo classificado, Santiago de Candoso.

Juniores – 1.ª Div. AF Braga: Arões SC, 1 – U. Torcatense, 2

Opinião: 
Texto e foto: Ricardo Castro

Golo de Morais não chegou ao campeão

Com o título garantido a meio da última semana, os juniores do Arões perderam em casa, por 2-1, diante a União Torcatense, em jogo da 27.ª jornada.

Os visitantes inauguraram o marcador e o Arões respondeu, com uma grande penalidade convertida com sucesso por Pedro Morais.

O resultado ficou feito ainda na primeira parte, período em que os de São Torcato chegaram ao segundo golo.

No próximo fim-de-semana, o Arões folga, antes de receber o Polvoreira, na 29.ª e penúltima ronda do campeonato.

sábado, 2 de maio de 2015

Pró-Nacional: Arões SC, 3 - CD Celoricense, 1

Opinião: 
Texto e fotos: Ricardo Castro

Entrada forte foi meio caminho para a vitória

- Arões iguala líder Torcatense

O Arões recebeu e venceu o Celoricense por 3-1, continuando na luta pelos primeiros lugares da Pró-Nacional. Uma entrada muito forte, com dois golos em dez minutos, deram conforto a um resultado ampliado na segunda parte. O golo do Celoricense, nos descontos, não impediu a vitória da equipa de Miguel Paredes.

Néné, Filipe, Zézé e Raimundo estiveram de fora por lesão. Sem avançados de raiz no onze inicial, Bruno Cunha fez o primeiro golo aos quatro minutos. O médio surgiu isolado e com um toque subtil, desviou para o fundo da baliza, à saída de Barroco. Aos dez, André dobrou a vantagem, correspondendo de cabeça a um cruzamento longo de Marquinhos.

Mesmo em vantagem, os aronenses não deixaram de pressionar, mas o Celoricense conseguiu chegar mais à frente. Aos 14’, Pepe obrigou João Nunes a voar para evitar o 2-1. Pouco depois, Beijinhos evitou que o remate de Alírio seguisse para a baliza.

Os da casa acertaram marcações e anularam a pressão ofensiva contrária. Aos 27’, de livre, André obrigou Barroco a defesa apertada para canto. Volvidos dez minutos, Marquinhos, num remate forte a cerca de 25 metros da baliza, obrigou Barroco a uma das defesas da tarde. Pelo meio, Dioguinho foi o único a incomodar verdadeiramente João Nunes, que se aplicou para defender um remate do lateral direito na área.

Nos primeiros vinte minutos da segunda parte, as equipas encaixaram e foram poucas as oportunidades. Aos 64’, Mauro tentou o golo de livre. João Nunes defendeu para a frente e Alírio falhou a recarga por pouco.

O Arões, eficaz, marcou na primeira grande oportunidade da etapa complementar. Aos 74 minutos, André cruzou da direita e Agostinho surgiu ao segundo poste a rematar fora do alcance de Barroco.
Pouco depois, a árbitra Andreia Sousa decidiu expulsar o treinador visitante por palavras. O Celoricense, já com pouco a ganhar no jogo, tentou o golo por Diogo Ribeiro e Mauro, mas João Nunes opôs-se com duas defesas a soco. Pelo meio, num lançamento lateral para a área, Agostinho e Gustinho falharam um golo quase certo.


Já nos descontos, Filipe viu o vermelho direto por falta sobre Pablo e Mauro reduziu para 3-1 no quarto de cinco minutos de compensação, num lance em que João Nunes podia ter feito melhor.

Com o empate caseiro do Torcatense (1-1, com o Terras de Bouro), o Arões continua em  segundo lugar, mas agora com os mesmos 56 pontos do líder.

Jogo realizado no Parque Desportivo de Arões.

Árbitro: Andreia Sousa, auxiliada por Paulo Leitão e Pedro Maia.

ARÕES SC: João Nunes, Marquinhos, Fernando Beijinhos (cap.), Zézinho, Gustinho (Presunto, 87’), Pablo, Agostinho, Pedro Rosita (Barbosa, 59’), Bruno Cunha, André (Zé Dias, 77’). Treinador: Miguel Paredes.

CD CELORICENSE: Barroco, Dioguinho, Diogo Santos, Pepe, Jorginho, Cerqueira (Couto, 63’), Diogo Ribeiro, Zinho, Tiago, Mauro, Alírio (Filipe, 84’). Treinador: Filipe Mesquita.

Disciplina – cartões amarelos: Pablo, 17’, Jorginho, 31’, Pedro Rosita, 34’, Gustinho, 39’, Diogo Ribeiro, 42’, Cerqueira, 44’, Bruno Cunha, 44’, Rampa, 62’, Alírio, 67’, Fernando Beijinhos, 71’, João Nunes, 73’, Zé Dias, 90+1’. Cartão vermelho: Filipe, 90+2’.

Golos: Bruno Cunha, 4’, André, 10’, Agostinho, 74’, Mauro, 90+4’.